Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

“Obras de arte” excêntricas são comuns no Japão

Narita hot dog dude

“O cara do cachorro-quente Narita”, do usuário do Flickr Joi Ito. Licença da imagem: Atribuição 2.0 Genérica (CC BY 2.0).

Graças a usuários da mídia social de todos os cantos do Japão, o blogueiro bluebluelucky, do site japonês Naver Matome, conseguiu reunir algumas das “obras de arte” mais estranhas do país. As peças em destaque são grandes esculturas que, aparentemente, não chegam a ser arte ou ter um propósito. Segundo bluebluelucky:

町を歩いていると、特に公園などでたまに変なオブジェを見かけるのですが、あれは誰のため、何のためにあるのでしょうか…? 考えているうちにまとめてしまいました。まとめた後も、わかりませんでした…。

Ao caminhar pela cidade, principalmente em parques e parquinhos, é comum encontrar ‘obras de arte’ estranhas. Para desvendar o mistério da origem dessas obras, juntei algumas fotos, mas ainda não tenho a resposta.

As esculturas costumam ser enigmáticas, às vezes estranhas, e até um pouco ameaçadoras:

Aí vai um relatório da nossa viagem ♫: (Centro esportivo de Kawaguchi) A visão do panda mordendo o bambu é horrível. Como consequência do terremoto de Niigata em 2007, pouca gente veio vê-lo, mas, graças a uma menção em um programa de TV, mais e mais pessoas (voltaram) a vir.

Esta escultura em particular (aparentemente uma bomba para um poço) tem a intenção de se parecer com o Doraemon, o personagem de anime mais amado do Japão. No entanto, como costuma ocorrer com as esculturas nos parquinhos do país, algo não está certo:

Tem algo muito errado com essa obra de arte (?) no parque local.

Animais de aparência estranha não são pouco comuns nos parques e parquinhos do Japão:

Este leão no parque local é a maior viagem!

Às vezes aparecem no parque umas obras de arte e equipamentos típicos de parquinho bem loucos!

As atrações turísticas rurais do país também podem ter uma aparência bem estranha (ou, segundo alguns, horripilante):

Parque Miyamidori, em Miyazaki: próximo ao Monte Ikoma está localizado o melhor restaurante de javali do Japão, e também o parque público mais assustador. Não sei se foi o dono anterior do parque, mas, do lado de fora do restaurante, há uma estátua de uma mãe com o filho *e* uma estátua gigante do Príncipe Osu, além da estátua de um javali selvagem. Todas foram castigadas pelo tempo.

Visto no Parque Miyamidori. Esse era o parque mais assustador do Japão, mas acabou fechando. Cara, como eu queria ir nesse parque.

Esta é uma estátua de bronze de um ‘oni’ (ogro, em japonês), na Cidade de Kihoku, Distrito de Kitauwa, Província de Ehime. Apesar de já ter visto na TV antes, de perto é impressionante, rs. Um faisão repousa no ombro do ogro.

Algumas obras de arte são um ótimo exemplo da natureza fantasiosa da cultura japonesa:

Uma obra de arte que desperta uma silenciosa sensação de loucura.

Outras, por sua vez, são estranhas:

Fui ao centro comercial Toki Premium Outlets, na província de Gifu. Não resisti e tirei uma foto de uma obra de arte estranha que encontrei por lá, chamada KAGUYA-SYSTEM. Me dá calafrios só de pensar.

Aliás, muitos turistas já se depararam com a obra de arte mais famosa do Japão, conhecida como “o cara do cachorro-quente”:

No átrio das chegadas do Aeroporto Internacional de Narita (fora de Tokyo), há uma obra de arte desconcertante.

Confira obras de arte ainda mais incomuns no Naver Matome.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.