Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Um popular cirurgião plástico japonês é advertido por admirar o nazismo

Takasu Pikotaro Pineapple Pen

Comercial da Clínica Takasu, protagonizado por Katsuya Takasu (esquerda) e pelo japonês que viralizou e virou sensação na internet Pikotaro (direita). Até agora, o comercial de TV foi visto no YouTube mais de 1,2 milhão de vezes. Captura de tela do canal oficial da Clínica Takasu no YouTube. NOTA: desde que este artigo foi publicado, a Clínica Takasu removeu o vídeo do YouTube.

Um notável cirurgião plástico japonês recebeu uma condenação do Simon Wiesenthal Center, uma organização judaica de direitos humanos com sede nos EUA, após um blogueiro ter traduzido para o inglês uma série de tweets pró-nazismo dele.

O Dr. Katsuya Takasu aparentemente vem publicando no Twitter sua admiração pelos nazistas desde, ao menos, 2015. Apesar disso, ele continua sendo uma presença popular, mesmo que controversa, na mídia japonesa, aparecendo regularmente em programas em horário nobre e comerciais extremamente populares de sua empresa.

Tido como bilionário, Takasu, 72, ganhou fama no Japão e pelo mundo por sua abordagem inovadora à cirurgia plástica. Após abrir seu primeiro consultório de cirurgia plástica em 1976, ele desenvolveu continuamente uma cadeia de clínicas por todo o Japão, enquanto apresentava a lipoaspiração ao país e patenteava novas técnicas como transplantes de pelos pubianos e tratamentos para as glândulas das axilas. Takasu é membro de diversas associações médicas proeminentes no Japão, além da American Academy of Cosmetic Surgery [Academia Americana de Cirurgia Plástica].

Takasu também é conhecido por fazer declarações insultantes, bem como por suas rixas públicas. No fim de agosto de 2017, virou manchete a decisão de Takasu de processar por difamação Onishi Kensuke, um membro do Partido Democrata, de oposição no Japão.

Takasu elogiou os nazistas e negou o Holocausto em tweets anteriores

No entanto, quando o blogueiro residente na Estônia Kino Toshiki, membro do Counter-Racist Action Collective [Coletivo de Ação de Combate ao Racismo] (C.R.A.C.), com sede no Japão, decidiu traduzir para o inglês alguns dos tweets de Takasu sobre o nazismo, a mídia japonesa começou a examinar Takasu mais de perto, especialmente após o Simon Wiesenthal Center ter declarado que as publicações de Takasu no Twitter “violam todas as normas de decência e revelam uma pessoa que é um antisemita racista e franco amante do nazismo”.

Em seu blog, Kino Toshiki reuniu e, com a ajuda do tradutor e ativista Katsumi Takahiro, traduziu para o inglês alguns dos tweets de Takasu de outubro de 2015. Neles, Takasu expressa admiração pelo nazismo. Ele também nega que tenham ocorrido o Massacre de Nanjing, cometido por tropas japonesas contra combatentes desarmados e civis chineses, e o assassinato de povos judeus e outros no campo de concentração e extermínio de Auschwitz durante a 2ª Guerra Mundial:

Não há dúvida de que os judeus foram perseguidos. Mas nós só sabemos disso através de rumores, e todos eles baseados em informação dos Aliados. Não estamos agindo da mesma forma que os chineses que acreditam no Massacre de Nanjing? Só quero saber a verdade.

Eu acho que tanto Nanjing quanto Auschwitz são invenções.

Essa série de declarações em particular foi desencadeada por um tweet inicial no qual ele creditou um certo Professor Kuroki por mostrar-lhe “como o nazismo foi ótimo” (ナチスの偉大さ):

Reencontro com o Hon. Prof. Kuroki, que me ensinou como o nazismo foi ótimo quando estudei na Universidade de Kiel na Alemanha. Estou muito feliz por receber seu encorajamento agora!

Kuroki Yoshikatasu é cirurgião especializado em próteses de quadril no Zama General Hospital, na Prefeitura de Kanagawa, oeste de Tóquio, e é membro da diretoria de diversos comitês médicos nacionais no Japão. De acordo com seu currículo, Kuroki já presidiu o departamento de cirurgia ortopédica na Universidade de Kiel, na Alemanha. Como um comentarista na internet japonesa observou, Kuroki não parece ter nenhum conhecimento especializado de história.

Takasu elogiou o “progresso notável” da medicina nazista

Na época, muitos questionaram as declarações de Takasu sobre o nazismo e a guerra, provocando um debate no Twitter que se prolongaria por diversas semanas em outubro de 2015. Por exemplo, ao ser questionado “o que o Dr. Takasu pensa sobre o fato de que 200.000 pessoas que eram consideradas física ou mentalmente incapacitadas foram massacradas pela dita ‘medicina alemã’ sob o regime nazista?”

Takasu respondeu:

Eu acho que é propaganda dos Aliados. No ataque aéreo em massa a Tóquio [durante a guerra], muito mais pessoas foram massacradas em uma única noite. Me pergunto o que as pessoas pensam sobre isso.

Takasu também usou o Twitter para expressar repetidamente sua admiração pela ciência e medicina nazistas, inclusive fazendo a seguinte declaração:

Até nós [Japão] sermos derrotados na Guerra do Pacífico, a medicina japonesa seguia o estilo da medicina alemã. Houve um progresso notável na medicina alemã sob o regime nazista. Então qual é o problema em estar encantado em reencontrar o Hon. Prof. Kuroki, que me ensinou isso?!

Seus tweets não mencionam o fato de que a ciência médica no regime nazista era conhecida por seus experimentos hediondos em prisioneiros de campos de concentração, que eram mortos ou deixados permanentemente desfigurados no processo.

Mais publicações de Takasu no Twitter foram traduzidas para o inglês por Kino Toshiki, e podem ser lidas aqui.

A popularidade de Takasu permanece em grande parte inalterada, apesar de suas opiniões

Em uma entrevista por email ao Global Voices, Kino disse ter escolhido destacar as publicações do cirurgião plástico japonês porque Takasu “faz repetidamente esse tipo de declarações, por exemplo justificando a invasão do Japão à Ásia, admirando pilotos kamikaze, proferindo discurso de ódio contra os coreanos, e assim por diante. Eu só selecionei algumas de suas declarações mais extremas desta vez.”

As opiniões pessoais de Takasu não parecem ter afetado muito sua popularidade no Japão. Na publicação em seu blog, Kino observa:

Despite his numerous “revisionist” statements, the cosmetic surgeon who openly praises Nazi scientists has rarely been criticized by the Japanese media, most probably because he is one of the most influential sponsors of TV broadcasters in Japan.

Apesar de diversas declarações “revisionistas”, o cirurgião plástico que elogia abertamente os nazistas tem sido raramente criticado pela mídia japonesa, muito provavelmente por ser um dos patrocinadores mais influentes das emissoras de TV no Japão.

O Coletivo de Ação de Combate ao Racismo no Japão (C.R.A.C.), do qual Kino é membro, também observa que Takasu, como chefe de uma rede de clínicas estéticas extremamente lucrativa no Japão, é um influente patrocinador da televisão, destacando um recente anúncio de TV das clínicas altamente popular, protagonizado pelo humorista Pikotaro, cuja música Pen-Pineapple-Apple-Pen se tornou um hit viral no final de 2016:

As imagens deste comercial mostram o quanto este médico nazista é popular e amplamente aceito pelos japoneses.

NOTA: desde que este artigo foi publicado, a Clínica Takasu removeu o vídeo do YouTube.

A Filiação de Takasu à Academia Americana de Cirurgia Plástica “deveria ser cancelada imediatamente”, de acordo com o Simon Wiesenthal Center

Após Kino ter publicado as traduções para o inglês dos tweets de Takasu em 19 de agosto, ele disse que um internauta japonês notificou o influente Simon Wiesenthal Center, que trabalha em parte confrontando o antissemitismo.

Em 22 de agosto, Kino publicou uma nota de imprensa que o Simon Wiesenthal Center enviara a veículos de notícias do mundo todo, incitando a Academia Americana de Cirurgia Plástica a tomar medidas contra Takasu. A carta é finalizada dizendo:

The last thing our world needs today is the embrace of Nazi ideology, under whose banner physicians carried out unspeakable crimes in the name of ‘progress.’ Takasu’s continued membership in the American Academy of Cosmetic Surgery should be canceled immediately.

A última coisa de que nosso mundo precisa hoje é acolher a ideologia nazista, sob cuja bandeira médicos conduziram crimes indizíveis em nome do “progresso”. A filiação de Takasu à Academia Americana de Cirurgia Plástica deveria ser cancelada imediatamente.

Até o momento não há declaração oficial no website do Simon Wiesenthal Center, nem resposta da Academia Americana e de Takasu, mas o Jerusalem Post publicou sobre a censura do Wiesenthal Center a Takasu em 23 de agosto, como também fizeram diversos veículos de informação online do Japão.

Essa não foi a primeira vez que pessoas de destaque na mídia e nos negócios no Japão expressaram inclinação pelo regime nazista ou foram implicadas em antissemitismo. Anteriormente, em 2017, o APA Group [um grupo hoteleiro japonês com mais de 150 propriedades] foi forçado a se desculpar após uma publicação interna deixada nos quartos de hóspedes no Coast Hotels, a subsidiária canadense da empresa japonesa, ter equiparado “capital financeiro internacional” a “capital judeu”.

Em novembro de 2016, um grupo pop japonês causou fúria internacional após seus membros terem se vestido com o que pareciam uniformes nazistas para um espetáculo de Halloween. Em 2002 um funcionário público de alto nível também foi criticado pelo Simon Wiesenthal Center por se referir a “judeus monstruosos e gananciosos” ao discutir questões econômicas e sociais.

Usuários do Twitter criticam Takasu utilizando a hashtag #NaziClinic

Quanto a Takasu, embora ele não tenha mencionado a nota de imprensa do Simon Wiesenthal Center, parece ter sido pego de surpresa pela publicação no blog de Kino.

Ele se ofendeu especialmente com a hashtag no Twitter “Nazi clinic” (ナチスクリニック) ou “nachisuclinic, um jogo com as palavras “Takasu Clinic” que surgiu em resposta. Em um tweet de 24 de agosto de 2017, Takasu reclamou:

Tiro meus olhos [do Twitter] por um momento, e milhares de mentiras são ditas a meu respeito.

┐(‘~`;)┌

Se não esmagá-los imediatamente, esses desgraçados começarão a espalhar mentiras no mesmo instante. É um pé no saco rastrear esses pequenos parasitas inúteis, difíceis de encontrar e de esmagar, mas nunca perdoarei os vagabundos que lançaram esse ataque da “Nazi Clinic” contra mim.

Por ora, ao que parece, Takasu permanece sem se retratar por suas declarações, apesar das evidências esmagadoras das atrocidades do nazismo, e apesar das críticas a suas observações tanto no Japão quanto, cada vez mais, no exterior.

As traduções do japonês para o inglês neste texto foram fornecidas por Kino Toshiki e Katsumi Takahiro, exceto pelos últimos dois tweets, que são originalmente em inglês. Em alguns casos suas traduções foram levemente editadas por questão de estilo.

Este artigo foi atualizado para expressar que Kino Toshiki não contatou inicialmente o Simon Wiesenthal Center; o contato foi feito por um internauta japonês anônimo.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.