Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

China bane premiado romance sobre as consequências da reforma agrária

Uma faixa num seminário de crítica literária em Wuhan se refere a “Parcialmente Enterrado” como uma “planta tóxica”. Foto do Weibo da escritora Fang Fang.

O governo chinês proibiu recentemente a venda de um premiado romance, “Parcialmente Enterrado” — escrito por Fang Fang — sobre a reforma agrária na China em 1950.

O romance conta a história de uma mulher idosa que teve amnésia depois de a família do marido ser levada a tirar a própria vida, durante a reforma agrária nacional promovida pelo Partido Comunista Chinês. O objetivo era eliminar a classe dos proprietários pouco depois da República Popular da China se estabelecer em 1949. As memórias enterradas atormentaram a mulher por toda a vida e, então, o filho decidiu investigar o passado dela.

Os suicídios associados à reforma agrária não são invenção do romance. Além de execuções públicas, a luta de classes resultou no suicídio de dez mil proprietários e camponeses mais ricos. Não há registros oficiais do número de mortos durante a reforma agrária, mas estudiosos chineses e norte-americanos estimam que gire entre 1 e 5 milhões.

“Parcialmente Enterrado”, originalmente publicado em 2016, ganhou o Prêmio Luyao de Literatura em 2016, um tributo ao seu realismo histórico. Fang Fang explicou o título do romance no posfácio:

人死之后没有棺材护身,肉体直接葬于泥土,这是一种软埋;而一个活着的人,以决绝的心态屏蔽过去,封存来处,放弃往事,拒绝记忆,无论是下意识,还是有意识,都是被时间在软埋。一旦软埋,或许就是生生世世,永无人知。

Quando pessoas morrem e seus corpos são enterrados debaixo da terra sem a proteção de caixões, tal sepultamento é chamado de “enterro parcial”. Quanto aos vivos, ao fecharem as portas do passado, desfazem-se dele e rejeitam suas memórias — seja consciente ou inconscientemente — suas vidas praticamente se perdem no tempo. Uma vez que estejam parcialmente enterrados, suas vidas são interrompidas pela amnésia.

Diante do anúncio do prêmio Luyao em 23 de Abril de 2017, um seminário de crítica literária organizado pelo grupo de leitura Operário, Plebeu e Soldado na cidade de Wuhan chegou à conclusão de que o romance é uma “planta tóxica”:

攻击土地革命运动……为封建地主阶级招魂……是一株反共大毒草!

Um ataque à reforma agrária…com o intuito de reerguer a classe dos proprietários…é, portanto, uma planta tóxica contra o comunismo.

Houve mais encontros hostis ao romance em outras cidades, como Zhengzhou.

Ex-líderes do Partido Comunista Chinês também publicaram críticas negativas à obra. O ex-diretor do Departamento de Organização Central, Zhang Quanjing, escreveu um texto político opinativo para denunciá-la, intitulado “Parcialmente Enterrado é um reflexo da ideologia da luta de classes na atualidade”:

方方的小说无视土改的这个本质方面,给土改泼了一大盆脏水,这是对历史的歪曲,是历史虚无主义在文艺领域的典型表现,是‌‌‘和平演变’与反‌‌‘和平演变’斗争的具体表现。‌‌

O romance de Fang Fang ignora a essência da reforma agrária e contamina a campanha. É uma distorção dos fatos, expressão típica do niilismo histórico nos campos da literatura e da arte, e exemplo concreto da luta entre a “transformação pacífica” e a “antitransformação pacífica” [do sistema político].

O tenente-general do Exército de Libertação Popular, Zhao Keming, ampliou o debate para outros romances modernos:

历史虚无主义思潮尽管受到党和人民的有力抵制和批评,但仍在以各种形式滋长蔓延。除了在历史研究领域,在讲台、论坛上不断欺骗毒害人们,近些年在文学创作领域也表现得十分猖獗。为地主阶级翻案、控诉土改的小说《软埋》只是其中最新出版、最露骨的表达罢了。在此以前,有《活着》、《生死疲劳》、《白鹿原》、《古船》等等。长期以来,这些作品基本上没有在主流媒体上受到有分量的分析批评,也未听说其所在单位党的组织对此有过批评指正,有的人反而获得了很高的地位、炫目的光环,有很多粉丝和吹鼓手。这就在客观上产生了一种导向,写这类颠覆历史的东西可以出名得利,可以风光无限。‌‌

Apesar de criticado pelo partido e pelo povo, o niilismo histórico está ganhando força em diversos âmbitos. Além de pesquisa histórica tóxica, conferências acadêmicas e fóruns públicos, ele ganhou espaço no campo da literatura. “Parcialmente Enterrado” é apenas o último romance publicado que explicitamente tenta justificar a classe dos proprietários e critica a reforma agrária. Antes da publicação, romances como “Viver“, “A vida e a morte estão me esgotando”, “Prado de cervo branco,” “O navio antigo”, entre outros, não sofreram críticas da grande mídia. Os escritores não foram denunciados pelos seus líderes dentro do trabalho ou partido. Alguns deles até alcançaram altos postos, foram aclamados por fãs e seguidores. Objetivamente, tais obras deram origem à tendência de subverter a história na escrita para obter fama e sucesso.

A onda de críticas levou ao banimento do romance.

No entanto, uma cópia digital circulou online e ganhou o aplauso dos leitores. Muitos acharam o romance inspirador e deixaram comentários na mídia social. Houve diversas reclamações de que os seus comentários foram denunciados, deletados e “parcialmente enterrados”. Seguem abaixo alguns comentários ainda disponíveis na popular plataforma chinesa Weibo.

Um leitor de Chengdu questionou:

故事讲得很好[…]原来不相关的人都联系起来。但是看着结尾很不爽,居然不探究真相,任由父母的历史湮没。懦弱和不孝啊。但也许是故意为之,让读者也有一种软埋的感觉,因为这才是真实的生活。

A história é bem contada…personagens díspares se entrelaçam no fim. Mas realmente não gosto do final. Por que não ir à fundo na verdade? Por que deixar que o passado dos pais continue enterrado? Ele é um covarde sem o mínimo de piedade filial. Talvez seja essa a intenção da escritora, fazer os leitores sentirem o que é estar parcialmente enterrado, já que é essa a nossa realidade.

Um leitor de Shandong ponderou:

没有一件事,会有它真正的真相。
重要的不是真相是什么,而是我们用什么态度去面对它。
我们或许永远无法公正的评价那个年代,但是我们有权利去质疑它。
一个国家应该开放的去面对自己的历史,否则历史的包袱只会越来越沉重。

Ninguém tem a verdade absoluta.
O que importa não é a verdade, mas como respondemos a ela.
Talvez não possamos pensar sobre o passado de forma justa, mas temos o direito de questioná-lo.
Um país deve estar aberto a encarar a história de frente, ou a sua bagagem histórica acabará se tornando pesada demais.

E o romance de Fang Fang encorajou um leitor de Anhui a contar a história da sua família:

我的曾祖父少年在地主家做学徒,因聪明勤快,后来自己办木厂染坊、买田,家境逐渐殷实富足。直到土改,我家应算是富农,绝称不上地主。之所以被划为地主,是因为当时的土改负责人与我家有仇,强把我曾祖母家的地加在我家头上。我曾祖母家倒是地主,但她家的田地是她兄弟的,跟我曾祖母、跟我家哪有什么关系?欲加之罪,何患无辞!我不知道曾祖父是怎么死的。但我知道我的曾祖母,这位传统大家庭的女主人,是被活活饿死在自己床上的。

我曾祖父的父亲是晚清举人,一生教书,死后留下几大竹篾筐书,土改时候全被烧掉 。
我的祖父土改前在县城高中读书,读医农科,成绩优异,准备保送复旦。但土改时被扣上“地主少爷”之名,只得落寞归乡,一生面朝黄土。虽然在六十年代教过几年书,但这几年教书的经历,反而又让他在文革中受了不少罪。

我家世代耕读之家,土改一役,书被烧尽,田被收走,真是绝人活路,后来几十年困顿窘迫,其间血泪,倒向谁人控告与哭诉!

O meu bisavô foi criado de um proprietário de terra. Inteligente e dedicado, abriu a própria carpintaria e tinturaria, comprou terra e ficou rico. Ele era um camponês rico, mas não um proprietário de terra. Durante a reforma agrária, porém, ganhou o rótulo de proprietário de terra porque não se dava bem com aqueles que lideravam a reforma. Quando avaliaram o patrimônio, a propriedade da família da minha bisavó foi incluída. O seu marido era proprietário de terra, mas a propriedade pertencia aos irmãos dela e não tinha qualquer vínculo com ele. Foi um mero pretexto para vingança. Não sei como a minha bisavó morreu, mas o meu bisavô acabou morrendo de fome na própria cama.

O pai do meu bisavô foi um literato no fim da Dinastia Qing. Ele foi professor a vida toda e deixou como legado muitos livros, que foram queimados durante a reforma agrária.

Meu avô estudou medicina e agricultura no colegial de sua cidade. Ele estava se preparando para entrar na Universidade de Fudan, mas ganhou o rótulo de filho de proprietário de terra e teve que voltar para a vila e se tornar um agricultor. Ele deu aulas por um curto período em 1960, mas, devido ao rótulo, foi perseguido durante a Revolução Cultural.

Os meus antepassados eram camponeses e literatos. Por causa da reforma agrária, todos os livros foram queimados e as terras confiscadas. Não havia outra saída. Eles sofreram por muitas décadas, derramaram lágrimas e sangue, e nem ao menos podiam gritar e contar as suas histórias em voz alta!

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.