Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Autoridades russas querem fácil acesso a registros em sites de relacionamento

Imagen: Pixabay, editada por Kevin Rothrock

Você espera encontrar o amor na Rússia? Se a resposta for sim e caso você esteja planejando usar a internet para conhecer pessoas, a busca pode não ser tão confidencial como você espera.

rede de encontros Badoo logo será incluída na lista federal russa de “canais de informação”, de acordo com o site Roskomsvoboda, que monitora a liberdade da internet na Rússia. Isso significa que os sites de encontros terão que manter servidores na Rússia, onde serão armazenados todos os dados dos usuários, para que o Serviço de Segurança Nacional e os órgãos locais possam acessar facilmente as informações dos usuários e os registros de comunicações.

Se a empresa se recusar, corre o risco de ser incluída na lista negra da Rússia e ser proibida de atuar no país.

Isso pode representar um desafio para o Badoo. Embora a companhia tenha sido fundada há 11 anos pelo empresário russo Andrey Andreev, o negócio está registrado no Chipre e a empresa está sediada em Londres.

Badoo não está só. Outros portais que estão na lista, composta de 73 sites, são os serviços de mensagens Mail.ru e Yandez e as redes sociais Moi Mir e Vkontakte.

Badoo não é a primeira rede de encontros que aparece na lista de “canais de informação” da Rússia. Em setembro de 2014, Roskomnadzor adicionou o “Mamba”, uma rede de “descoberta social” que usuários da internet fora da ex-URSS encontram por engano quando buscam informações sobre balas mastigáveis com sabor de frutas, que tem o mesmo nome, produzidas pela empresa Storck.

A regulamentação russa sobre os “canais de informação”, que são administrados e controlados pelo órgão regulador russo Roskomnadzor, pode ser estendida a páginas da internet, aplicativos, serviços de mensagens e a qualquer portal virtual que armazena “informações do usuário”.

O primeiro recurso web que se recusou a obedecer às exigências de fazer parte de um “distribuidor de informação” na Rússia foi o serviço de mensagens norte-americano Zello, o que provocou a sua inclusão na lista negra da Rússia.

Em uma publicação da página do Zello de 8 de abril, o seu fundador, Alexey Gavrilov, publicou que as exigências legais da Rússia “não eram somente absurdas sob o ponto de vista técnico, mas também contrariavam os princípios do Zello, e é por isso que não as cumprimos”.

Dias depois, o Roskomnadzor impediu que seis endereços da internet se relacionassem com o Zello. Entretanto, não se sabe quantos russos perderam acesso ao aplicativo. A companhia tem aconselhado os usuários que mantenham a última versão do aplicativo em seus celulares, deixem seus contatos da rede desconectados, mantenham suas assinaturas do canal Zello em outros aplicativos e aprendam a usar o aplicativo Opera Free VPN.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.