Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Manifestações pela liberdade, um ano depois da prisão dos ativistas em Angola

20 de junho, 2016 assinala-se um ano de prisão dos 15+2 ativistas em Angola. Foto: CentralAngola

“20 de junho. O Dia da Libertação”. Imagem derivada: CentralAngola

Estão previstas várias manifestações de solidariedade com os 15+2 ativistas que foram presos no dia 20 de junho de 2015 e mais tarde condenados por atos preparatórios de rebelião contra o Estado Angolano.

Intitulado de o “Dia da Libertação“, o protesto vai decorrer em Luanda no dia 20 de junho. Outras ações estão previstas um pouco por todo o mundo onde a diáspora angolana promete, uma vez mais, mostrar à comunidade internacional as inúmeras violações que acontecem em Angola contra a liberdade de expressão e contra os direitos humanos dos cidadãos, “direitos esses consagrados na Constituição Angolana”, refere a página do Facebook alusiva a Luaty Beirão, um dos ativistas que cumpre pena de prisão:

O caso dos 17 despertou a atenção de grande parte dos Angolanos e da comunidade internacional mas estes e outros ativistas continuam presos ou limitados na sua liberdade. Porque precisamos de todos os que querem contribuir para uma Angola melhor, livres de o poderem fazer, porque manifestar não é guerra, porque não há paz sem justiça e igualdade, porque acreditamos que juntos vamos virar uma página na história do nosso país, apelamos a que, em Angola e na diáspora, cada um, na sua língua, na sua localidade e na sua maneira, se associe.

Os organizadores sugerem várias formas para mostrar solidariedade com os presos politicos, no dia que faz um ano após as detenções:

Dia 20, porque todos somos reféns, vamos manifestar a nossa solidariedade com os presos e reclamar a nossa “Libertação” prometida há 40 anos! Como?

  • Espalhando a imagem anexa.
  • Utilizando uma peça de roupa branca.
  • Dando opinião nas redes. Com texto ou imagens.
  • Imprimindo este panfleto e/ou este cartaz.
  • Organizando uma ou participando numa das concentrações.

De acordo com o portal Central Angola 7311, as ações de solidariedade e de protesto começam no sábado (18.06) em Bruxelas e extende-se por outras cidades europeias como Lisboa (20.06) e Paris (21.06). Nos dias 19 e 20 de junho estão previstas várias concentrações em Angola e no dia 21, Pretória, na África do Sul, junta-se a este movimento de solidariedade com os presos políticos.