Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Angola: Como apoiar a luta pela liberdade dos presos políticos

liberdadejaangolaAs campanhas em prol dos presos políticos em Angola sucedem-se em vários cantos da Lusofonia. Depois das vigílias na cidade de Luanda, Angola, seguiu-se Lisboa, em Portugal e Mindelo, em Cabo-Verde. Londres na Inglaterra, será a cidade que se segue para uma vigília de solidariedade para com os presos políticos. Entretanto em Luanda a polícia já começou com acções de intimidação de forma a acabar com estas acções.

Existem várias formas em que podes dar o teu apoio à distância:

1. Página de Luaty Beirão

Uma página no Facebook designada “Luaty Beirão” que leva já 46.510 Likes e que é gerida por amigos e familiares de Luaty. Podes juntar-te à mesma para ficar a par de tudo que está a acontecer em torno deste do jovem activista, que se encontra em greve de fome à mais de 20 dias e dos restantes presos políticos.

2. Página Liberdade Para os Presos Políticos em Angola

Na esteira do Facebook, podes ainda encontrar a página “Liberdade aos Presos Políticos em Angola” que conta com 31.639 Likes. A mesma foi criada para dar vazão à campanha em prol dos activistas presos pelo governo de Angola. A mesma tem sido uma fonte de informação de bastante utilidade na medida em que procura trazer dados actualizados sobre o processo.

3. Página Central Angola 7311: A Página

Também no Facebook, encontras a página da “Central Angola 7311: A Página, a mesma procura dar seguimento do caso, fazendo a partilha de informação. No momento que publicamos este artigo, a mesma já tinha amealhado 15.525 Likes. Junta-te!

4. Página Friends os Angola

Criada com o intuito de apoiar as causas da Sociedade Civil Angolana a partir dos Estados Unidos da América e neste momento faz a cobertura do caso dos presos políticos.

5. Página Rede Angola

Continuamos no Facebook, e desta feita para dar a conhecer uma página de grande valor sobre informação de Angola. Designada “Rede Angola”, é uma página de notícias generalista que vale a pena acompanhar. Neste momento conta com 76.084 Likes. O Rede Angola tem também um site na Internet.

6. Petição da Amnistia Internacional

Pode ainda assinar a petição da Amnistia Internacional que está a acompanhar o caso desde a primeira hora. Neste momento decorre uma petição em apoio a Luaty Beirão e que conta com milhares de assinaturas. Podes juntar-te à causa assinando a petição.

7. Portal: Liberdade Já

Para terminar, foi criado recentemente um portal designado “Liberdade Já”, que faz a compilação de fotos com a Hashtag “Liberdade Já” e publica no portal. Neste momento existem centenas de fotos de todo o mundo com o punho da palavra “Liberdade Já”.