Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Do Curdistão a Portugal: Caravana Feminista encerra travessia pela Europa

Sete meses depois do início da sua viagem, a Caravana Feminista entra na recta final da travessia pela Europa, ao chegar a Portugal, com paragens nas cidades do Porto, Coimbra e Lisboa. A iniciativa da Marcha Mundial das Mulheres partiu da província do Curdistão, no início de Março, com o intuito de estabelecer uma rede de solidariedade entre movimentos feministas de diferentes países e de chamar a atenção sobre as lutas pela igualdade de género.

Cartaz da Caravana Feminista em Portugal. Através do Facebook da Marcha Mundial das Mulheres é possível acompanhar as diferentes acções programadas.

Cartaz da Caravana Feminista em Portugal. Através do Facebook da Marcha Mundial das Mulheres é possível acompanhar as diferentes acções programadas.

No Porto, o Festival Feminista, a decorrer durante todo o mês de Outubro, organiza uma marcha contra a violência machista no dia 13, antecedida por uma instalação que denúncia os 44 femicídios que aconteceram em Portugal em 2014. No dia seguinte, a Caravana segue para Coimbra onde o foco é colocado nos Feminismos e Universidade. Estão previstas tertúlias, workshops, batucadas e acções de rua.

O culminar da viagem acontece em Lisboa, entre os dias 15 e 17, onde são esperadas activistas de mais de 20 países. Nos primeiros dias, haverá uma acção de solidariedade com as mulheres que têm sido alvo de despejos na Amadora (15.10), bem como uma série de oficinas, tertúlias e debates com o mote “Corpo e território” (16.10). Para o dia 17 está marcada a assembleia final da IV Acção da Marcha Mundial das Mulheres, e uma manifestação pelas ruas de Lisboa que terminará com música e festa.