Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Angola: Rafael Marques recebe prémio Allard do Canadá

John Githongo (Esq.) com Rafael Marques

John Githongo com Rafael Marques (dir.). Foto: Rede Angola (publicada com autorização)

O jornalista Angolano, Rafael Marques, autor do livro “Diamantes de Sangue” venceu o prémio Allard para a Integridade Internacional, atribuído pela Faculdade de Direito da Universidade de Colúmbia, no Canadá. O Global Voices anunciou, no dia 10 de Agosto, a nomeação de Rafael Marques que agora partilha o galardão com o activista Queniano, John Githongo, confirma o portal Conexão Lusófona na sua página do Facebook:

O prémio, de 100 mil dólares canadenses, foi partilhado com o activista queniano John Githongo. Segundo a agência Lusa, no seu discurso na cerimónia da atribuição do prémio, Rafael Marques denunciou a existência de presos políticos e abusos aos direitos humanos para alertar para a existência de uma situação totalitária em Angola.

Marques referia-se concretamente ao caso de Marcos Mavungo, preso em Março, em Cabinda, e recentemente condenado a seis anos de prisão, pelo crime de rebelião:

Tem ganhado força em Angola uma nova forma de fascismo, concebida com o propósito específico de prolongar os já 36 anos do Presidente José Eduardo dos Santos no poder e os 40 anos de governação do seu MPLA.

O activista declarou ainda que em Angola as pessoas são frequentemente levadas a “abdicar da sua auto-estima e do seu sentido de cidadania” em troca de militância partidária ou do silêncio para a obtenção de “certos privilégios” ou como uma forma de “mitigar” o receio de perseguição política e social e de exclusão económica.”