Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Nova crise política na Guiné-Bissau?

Guinea Bissau's parliament.  Photo:  Flickr by Colleen Taugher cc-by-2.0

Parlamento da Guiné-Bissau. Foto: Flickr por Colleen Taugher. CC 2.0.

O Primeiro-ministro, Domingos Simões Pereira, acusou o Presidente da República, José Mário Vaz de “querer destituir o governo”. O chefe do Governo prometeu usar todos os “recursos legais disponíveis” para evitar a dissolução do seu executivo. No mesmo discurso, proferido na televisão nacional, Simões Pereira pediu ao povo para que se mantenha “tranquilo”:

O blogue Progresso Nacional comparava esta situação à “primavera árabe”:

CHEGOU A PRIMEIRA PRIMAVERA ÁRABE NUM PAÍS LUSÓFONO ILUSTRES LEITORES AMANHÃ VAMOS ASSISTIR A PRIMEIRA PRIMAVERA ÁRABE NUM PAÍS LUSOFONO SI KILA KA ACONTECI NÔ NA DITA KU NÔ MAMÉ O PROBLEMA É SÉRIO MAS MUITO SÉRIO!!!! Publicada por Progresso Nacional à(s) 22:03

A União Africana mostrava-se preocupada com o desentendimento entre as instituições guineenses. O seu representante em Bissau, Ovídio Pequeno, pediu a ambas as partes “que cheguem a um entendimento através do diálogo”.

Alguns cidadãos mostravam preocupação pelos acontecimentos no seu país:

Outros criticavam o desentendimento entre o Primeiro-ministro e o Presidente da República:

José Ramos-Horta, ex-presidente de Timor-Leste e Nobel da Paz mostrou-se “alarmado” pela situação em Bissau:

A Guiné-Bissau tem tido um historial conturbado entre o exército e a classe política, dando origem a dois golpes de estado, em 2010 e 2012. O narcotráfico tem igualmente contribuído para a instabilidade no país.

[Actualização, 09.08.2015] O Presidente da República, regressou este domingo(09.08) à Guiné-Bissau e promete falar ao país, em breve.

  • Suleimane Camará

    Eu como sendo Guineense,fico envergonhado com os problemas políticos da

    minha terra. Enquanto os outros países estão a progredir e nós estamos a regredir.Agora é o presidente da Republica que temos:Arrogante,conflituoso,que só pensa somente nos seus negócios,em vez de se preocupar nos problemas do país.Fora o Presidente da Republica da Guiné-Bissau.