Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Luanda é a cidade mais cara do mundo

Luanda, Angola. 4th December 2012 -- The slums surrounding the Quatro de Fevereiro airport in Luanda. -- You can't find a decent hotel room in Luanda for less than $400/night. A basic lunch in a decent restaurant (Just one course meal and a bottle of still water) will cost you about $75. The poor are finding harder and harder to manage to survive here.

Luanda, Favelas perto do Aeroporto Quatro de Fevereiro. Foto: Ionut Sendroiu/Demotix

Luanda foi, uma vez mais, considerada a cidade mais cara para se viver do mundo, adianta o blogue moçambicano “Macua Blog”:

Luanda é, pelo terceiro ano consecutivo, a cidade mais cara do mundo para expatriados, de acordo com o 21º inquérito ao custo de vida realizado pela consultora Mercer no dia 17 de Junho, divulgado em Nova Iorque.

O estudo contempla 207 cidades em cinco continentes com mais de 200 itens a serem comparados em cada local, incluindo habitação, transporte, alimentação, vestuário, bens para as habitações e entretenimento. As 10 cidades mais caras do mundo são Luanda, Hong Kong, Zurique, Singapura, Genebra, Xangai, Pequim, Seul, Berna e N’Djamena.

Em Luanda, um apartamento com dois quartos tem uma renda mensal média de 6800 dólares e com três quartos 15800 dólares, valores que comparam, por exemplo, com 6576 e 11 863 dólares, respectivamente, em Hong Kong e 3963 e 5892 dólares, em Zurique.

A cidade é a capital de Angola, um país Africano que se situa na Costa Sudoeste do Continente Africano e que é membro da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). O português é a língua oficial, mas diversas línguas locais são faladas em outras regiões do país.

Nesse mesmo estudo, tambem existe referência a Portugal onde a cidade de Lisboa ocupa actualmente a 145.º posicao, tendo descido 51 lugares no ranking das cidades mais caras do mundo para expatriados, em relacao a 2014.

Voz da América em Português (VOA) publicou essa noticia no Facebook. Varios internautas  procuraram salientar os verdadeiros problemas da cidade como paradoxo a pesquisa. André Kennedy disse:

E nas 10 cidades mais caras, Luanda é a mais suja, Cidade com mais vias rodoviárias esburacado, Cidade sem nenhum canto para o lazer(pouca vergonha da marginal de Luanda quando chove), etc. Isso é triste para os angolanos.

Garcia Miguel Bondo disse:

Se nós somos especiais, porque, temos falta das mínimas condições básicas em Luanda (Angola). Carregamos o lixo dia e noite, o cheiro é insuportável na baixa da capital, falta de luz e água contínuas, e por tudo que é lado dia e noite, só se ouve batocadas de geradores, que tristeza!
Com imensos recursos naturais e humanos que o país dispõe isso não se justifica, sejamos sinceros e não hipócritas. Angola nem país do terceiro mundo é, está no quarto mundo para diante, há miséria de norte ao sul e vice-versa, até os forasteiros já deram conta disso. É luxo na miséria .
E onde que estão cidades como Milão, Paris,Londres, S.Paulo, Bejing (China),Nova Iorque, etc?

Kavula Maka Capita Gaspar fez um paralelismo com a pobreza:

Luanda é a cidade mas cara do mundo,cujo os moradores da mesma são os mas pobres do mundo.

O portal “Brasil-África” também destacou essa notícia no seu Twitter:

Luanda foi fundada a 25 de janeiro de 1576 pelo fidalgo e explorador português Paulo Dias de Novais, sob o nome de São Paulo da Assunção de Loanda. A cidade conta com uma população de aproximadamente 8.3 milhões de habitantes, o que a torna a terceira mais populosa cidade lusófona do mundo, atrás de São Paulo e Rio de Janeiro no Brasil. Luanda é, no entanto, a capital lusófona mais populosa do mundo. Seguindo à frente das homólogas Maputo, Brasília e Lisboa.