Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Kremlin entende de propaganda, mas não de photoshop: imagens falsas do MH17 fazem sucesso na internet

Whoever is behind the 'satellite photo', their Photoshop skills leave much to be desired. Images mixed by Tetyana Lokot.

Quem quer que esteja por trás dessa ‘imagem de satélite’, suas habilidades com o Photoshop deixam muito a desejar. Imagem de Tetyana Lokot.

Esta matéria contém links que levam a outras páginas, inclusive em outros idiomas, caso você queira se aprofundar no assunto.

Uma suposta imagem de satélite, “prova imbatível” da culpa da Ucrânia na queda do Boeing MH17 da Malaysian Airlines se tornou motivo de chacota na internet por usuários russos.

Mikhail Leontyev, apresentador do programa “Odnako” (Entretanto), exibido pelo canal One TV (que pertence ao Kremlin), anunciou a notícia bombástica: uma testemunha dos Estados Unidos teria aparecido com uma ‘imagem de satélite’ de um ‘jato de caça ucraniano’ derrubando o MH17. O apresentador do Odnako mostrou uma carta, que alegou ser de um especialista em aviação do MIT com vinte anos de experiência chamado George A. Bilt, que teria supostamente concordado com a hipótese do governo russo de que um caça ucraniano — e não um míssel buk controlado por separatistas pró-Rússia — teria derrubado o MH17. A imagem foi apresentada com prova. Não era embaçada, distorcida, nem ambígua — era clara demais, na verdade.The image Russian state TV claims is proof that MH17 was shot down by a Ukrainian fighter jet. Screenshot from 1tv.ru.

A imagem que o canal do governo russo alega ser a prova de que o MH17 foi derrubado por um jato ucraniano. Imagem capturada do 1tv.ru.

A foto mostra o MH17 um pouco ao norte de Donetsk e um ‘jato de combate’ supostamente ucraniano lançando-lhe um míssel. Vários  blogueiros pró-Kremlin e outros meios de comunicação russos imediatamente divulgaram a grande notícia, afirmando que as denúncias de conspiração ignoradas pelo Ocidente eram agora indubitáveis. A imagem porém era boa demais para ser real.

Abu, tuiteiro russo, rapidamente se manifestou sobre a falsidade do material exibido por Mikhail Leontyev, associando a imagem de satélite a uma outra, mais antiga, postada em um fórum virtual em outubro.

Essa imagem é do mês passado

Ah, e mais uma coisa. A foto é de Donetsk, e a comunicação com o avião foi perdida perto de Snezhnoye. Além disso, a logomarca da Malaysian Airlines não está no lugar certo.

Maxim Kats, conhecido blogueiro e vereador de Moscou pesquisou no Google “boeing visto de cima”. O primeiro resultado parece bem familiar:

Interessante, eles também encontraram a imagem no Google? Ou será coincidência? Esta foi a primeira imagem que encontrei digitando “Боинг вид сверху” (boeing visto de cima)

Como mostrado no popular jornal online de Ilya Varlamov, quanto mais se examina a imagem, mais extensa se torna a lista de inconsistências superficiais, como a incrível similaridade no formato das nuvens e da plantação com imagens do Yandex e dos satélites da Google de 2012.

Assim que ficou claro que a tal imagem de satélite não era a grande notícia que todos esperavam, os internautas começaram a publicar piadas sobre a foto, incluindo escandalosas teorias de conspiração e críticas às habilidades de edição de quem quer que esteja por trás da imagem.

 Aliens fascistas derrubando o Boeing…

Nosso fotógrafo capturou uma imagem aproximada do momento em que o jato ucraniano derrubou o Boeing.

VOCÊS NÃO PODEM ESCONDER A VERDADE! Nesta imagem, é evidente que as asas do jato que derrubou o Boeing estão pintadas com as cores da Ucrânia!

Parece mais provável que a retomada súbita das teorias de conspiração sobre o MH17 e a ‘prova irrefutável’ da culpa da Ucrânia sejam a reação do Kremlin a uma série de boatos sobre a queda do Boeing divulgados pelo site investigativo bellingcat, lançado no começo deste mês. Por outro lado, pode ser só um truque para atrair a atenção dos russos e do mundo de outros assuntos do país, como o agravamento da crise econômica. Talvez nunca saberemos quem decidiu que seria uma boa ideia exibir uma imagem manipulada em uma rede de televisão estatal, mas essa certamente não foi a primeira vez que o governo russo mas certamente não é a primeira vez que o governo russo toma liberdades com fotografias ou, neste caso, com objetividade jornalística.

Tradução editada por Davi Padilha Bonela como parte do projeto Global Voices Lingua.