Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Moçambique: Foi “Raptado” um dos maiores empresários do país

Foto: Momad Bashir Sulemane Fonte: Blog Debates e devaneios

Foto: Momad Bashir Sulemane
Fonte: Blog Debates e devaneios

Forte agitação nas redes sociais em Moçambique depois de se ter tomado conhecimento do possível sequestro de um dos maiores empresários do país.

No dia 12 de Novembro, o empresário Momad Bashir Sulemane – também conhecido por MBS – dono do Grupo MBS e do Maputo Shopping Center (MSC), um dos maiores centros comerciais da capital Maputo, foi dado como desaparecido. Os meios de comunicação locais, falam em “rapto”.

Momad Bashir Sulemane, de 56 anos, foi considerado pelo Governo dos Estados Unidos da América como o “Barão de Droga Estrangeiro” e passou a integrar uma lista de 87 indivíduos de todo o mundo com esta classificação.

Depois de ter sido dado o alerta sobre o sequestro do empresário, várias publicações reagiram nas redes sociais, o Jornal Canal de Moçambique deu ênfase à notícia:

*Última Hora *Última Hora *Última Hora

Raptado Momad Bashir

Maputo (Canalmoz) – Foi raptado a princípio da tarde de hoje em pleno recinto do Maputo Shopping Center, o empresário Momad Bashir Suleman, dono do grupo MBS.

Fontes familiares confirmaram o facto ao “Canalmoz.” Bashir é considerado um dos cidadãos mais ricos do País. Recentemente foi declarado pelo Departamento de Estado dos EUA, barão do tráfico de droga. É um dos principais financiadores do partido Frelimo e da polícia moçambicana. Recentemente apareceu no jantar de angariação de fundos para o partido Frelimo ao lado de Filipe Nyusi. A polícia diz que ainda não tem informação. (Notícia em actualização)

Abel Pinto, comentou a publicação com um sentimento de mágoa e de lamentação:

O mercado do rapto em Moz esta promissor… agora atingiu-se o auge, quem será o próximo. Este é um tipo de crime que as classes pobres se sentem seguras. Pra onde vamos… não é pelo facto de ser do Partido A, ou B… pois este rapto atingiu o coração do poder empresarial…. isso tem que acabar… que Deus o proteja.

Padjomo Mouzinho disse o seguinte:

[Lamentável] o extremo que os raptos [estão] a alcançar. Isso é um verdadeiro crime organizado. Precisamos uma reforma urgente nas fileiras do [ministério] do interior. Já estamos cansados de dançar essa musica de raptos. Chega! Chega! Esses criminosos não podem transformar nossa [bela] pátria em centro de intranquilidade. Isso que estamos a viver é uma paz negativa. Confio na PRM e PIC.

Por outro lado, houve quem manifestasse um sentimento contrário, fazendo alusão à marcha do dia 31 de Outubro de 2013 que foi realizada na capital moçambicana de repúdio contra o fenómeno dos raptos, Paito Oliveira Passada disse:

Quando o povo manifestou contra os raptos, eles mantiveram calados, e hoje precisa do povo para facilitar a policia? Ishiii menos eu, to fora

Sergio Marcelo falou do trabalho pouco visível da Polícia da República de Moçambique em esclarecer vários casos já ocorridos:

Num país sério, já teriam rolado cabeças a nível das fileiras da prm. Mais enfim estamos a trabalhar para esclarecer o caso

Numa clara alusão ao rapto do empresário MBS, Gilberto Correia, antigo Bastonário da Ordem dos Advogados de Moçambique, referiu o seguinte na sua conta facebook:

Enquanto a criminalidade violenta cresce a olhos vistos, sempre encontramos razões de ” Estado” para condecorar o Comandante Geral da PRM.

É quase uníssono que a PRM não consegue desempenhar o seu papel eficazmente, mas o seu mais alto responsável merece louvores e garantias de continuidade.

O discurso político de elogio contrasta com a amarga e dolorosa realidade no terreno.
Moçambique no seu pior.

Pela dimensão e impacto da figura raptada, Dino Foi publicou no seu mural a seguinte pergunta:

Mas se um MBS é raptado, então quem é intocável meu Deus?!

Em reacção ao comentário de Dino Foi, Jaquelino Massingue disse o seguinte:

Os seguros sao os pobres que apenas tem medo do ferro de engomar! (risos)

Rafael Ricardo Nzucule referiu que:

Maneira de dizer “senhores, nao percam tempo investindo na vossa seguranca, pois furamos qualquer nivel de seguranca. E melhor guardarem esse dinheiro, porque quando chegar a hora, viremos buscar

No twitter, a notícia sobre o desaparecimento de MBS mereceu o seguinte destaque:

 

 

 

 

Até ao momento da publicação deste artigo, não há ainda informação sobre o paradeiro do empresário. Desconhece-se o seu estado de saúde e não há qualquer pedido de resgate que venha a confirmar a hipótese de rapto. [em actualização]