Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Moçambique: Rapper Azagaia operado a tumor no cérebro

Edson da Luz, mais conhecido por Azagaia é autor de inúmeras músicas de intervenção social que retrata questões ligadas à liberdade de expressão, falta de transparência das acções do Estado bem como a precariedade de vida de muitos moçambicanos.

Azagaia teve problemas de saúde e foi-lhe diagnosticado um tumor. Na sequência foi criada uma página de Ajuda ao Mano Azagaia, com o objectivo de angariar fundos para a operação prevista para o dia 18 de Outubro, na India. As últimas noticias, publicadas na sua página do Facebook, dão conta  que Azagaia já tinha sido operado e que a cirurgia tinha corrido bem:

O mano Aza já foi operado, correu muito bem. Ficou internado de sexta feira passada até ontem, foram 7 dias mas ontem teve alta e já está no hotel em Dehli, ele volta na próxima semana depois de fazer um Check Up no hospital

 No Twitter, também foi possível acompanhar o sucesso da operação:

Mano Azagaia Está Livre do Tumor. O Rapper de crítica Social Edson Da Luz Ja foi submetido a Craneoctomia… http://t.co/Tr4EQz1Ge4

— MusicaPromo (@Musica_Promo) 13 outubro 2014

 Muitos dos seus admiradores demonstraram contentamento nas redes sociais com a notícia.:

O Azagaia já saiu do hospital após a sua operação! http://t.co/Wu6JD5n7UJ

— Hip Hop Tuga (@HipHopTugaa) 17 outubro 2014

 

 No Facebook, Nito L. Manhice comenta na pagina do cantor:

Que Deus lhe dê forças para lutar contra o mal que lhe apoquenta e volte a ser o músico e crítico social que sempre foi para bem dos fãs e do povo em geral. Melhoras mano, eu e mais milhões de Moçambicanos precisamos de voce

Toni Emiliano Ferraz por sua vez encorajou o rapper:

O mundo te precisa mano Aza, pessoas como tu não morrem. Esse cancro não pode nada contra si, por isso é que estás são. Força Azagaia!!!

Azagaia aterrou em Maputo na noite de 24 de Outubro. Na manhã seguinte, o rapper publicou a seguinte mensagem:

Bom dia a todos. Peço perdão mas só ontem às 21h40 é que cheguei a Maputo. Tivemos problemas de tempo em Johannesburg, chuva e trovoadas, mas graças a Deus viajamos.

Agradeço em especial aos jovens que me receberam no aeroporto. Eles foram muito simpáticos, estiveram lá desde às 16h. Que Deus os abençoe!

A LAM tratou-me muito bem permitindo que eu não demorasse para sair com as pastas, a pesar da enchente de pessoas que também viajaram. Fico agradecido!Depois de tudo, ficou tudo bem. É tão bom estar de volta ao convívio da minha família e dos meus amigos. Estarei de repouso, mas em breve verão a minha cara e ouvirão a minha voz. Eu sou filho de Moçambique. Amo este povo!

Cubaliwa

Povo no poder

Mais reacções dos fãs como Rudolfo Cossa, feliz pelo regresso do seu ídolo fez o seguinte comentário:

Nós amamos ao filho de Moçambique que sabe amar o seu povo. Você e’ um dos queridos filhos Moçambique sempre quis ter para contribuir na defesa dos seus filhos,como um povo. Aguardamos pelos seus préstimos!

Por sua vez, Anisio Matola disse:

“A voz do povo é a voz de Deus”! O povo deseja-te saúde, por isso ELE ja concedeu! Tenho a certeza de que em breve vais voltar a “queimar as ruas” junto a nós, os “Vândalos”!

Uns dos videoclips de Azagaia antes da interrupção forçada da sua carreira, para enfrentar os problemas de saúde:

2 comentários

  • Network Services

    Moçambique: Rapper Azagaia operado a tumor no cérebro · Global Voices em Português

  • […] Milhares de moçambicanos saíram no sábado (27.08) às ruas de Maputo para dizer “basta” à atual crise político-militar e económica que está a afetar o país. A manifestação foi organizada pelo Parlamento Juvenil e surgiu como recomendação da Conferência Nacional Pensar Moçambique que juntou mais de 400 pessoas. A manifestação foi organizada como sinal de indignação face ao agravamento da violação dos direitos humanos que a atual tensão político-militar está a provocar a mais de 25 milhões de vidas humanas. A marcha começou com uma concentração junto à estátua de Eduardo Mondlane e teve como destino final a Praça da Independência, no centro da cidade de Maputo tendo contado ainda com a atuação do músico Azagaia. […]

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.