Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Portadores do visto H4 são impedidos de conseguir emprego nos EUA

Stack of paperwork for US immigration. Image from Flickr by Stephanie Pakrul. CC BY-NC-SA 2.0

Pilha de documentos na imigração americana. Foto: Flickr feita por Stephanie Pakrul. CC BY-NC-SA 2.0

Todos os links são direcionados a artigos em inglês.

O visto americano H4 permite que familiares dos estrangeiros que receberam o visto de trabalho temporário “H” morem nos EUA, mas quase nada além disso. Por isso, tem sido chamado de “gaiola dourada”, “visto depressão” e “visto de prisioneiro” em várias reportagens e comentários.

Quem possui esse visto não consegue obter o Número de Seguro Social, um número de identificação nacional usado no pagamento de impostos, nas candidaturas de empregos e noutros fins de rastreamento. Em contrapartida, os dependentes de um outro tipo de visto, o L1, têm permissão para trabalhar nos EUA depois de obterem a autorização de emprego do serviço de imigração americano.

Muitos dos cônjuges das pessoas que recebem o visto “H” são mulheres e profissionais com habilidades valiosas para a força de trabalho. Porém, elas são impedidas de conseguir trabalho nos EUA, de trabalhar remotamente para uma empresa ou como autônomas, de acordo com os termos do visto H4. Assim, quem tem o visto H4 recorre a educação continuada, voluntariado ou trabalho autônomo ilegal, utilizando o mínimo das suas habilidades.

Uma petição recente, iniciada por Shah Peerally, advogada na Califórnia, exige que o governo dos EUA conceda mais direitos à essas pessoas.

A página do Facebook “visto H4, uma maldição” foi “curtida” por cerca de 5.000 pessoas. Também há um blog onde os portadores do visto H4 compartilham suas experiências. Esses relatos ressaltam a depressão, frustração e algumas vezes os abusos ligados a esse visto, especialmente para os imigrantes que não têm recebem apoio social nos EUA. Por exemplo, Shilpa – Futuro empresário escreve:

I have masters degree and 3 year of work experience from my home country, all in waste. By the time I will get my work permit I will be 45 year old and there will be more than 10 year of career gap in my resume. Which employer will like to hire with this huge career gap. 2) To live in America and afford the daily expense with kids is very hard and that is why we are not able to buy a house. 3) H4 visa woman are abused, one of my friends Mother was abused very badly. All because she did not have any identity card, no money, nowhere to go. These abuse cases go unreported because h4 dependents don’t have an identity.

Eu tenho mestrado e 3 anos de experiência de trabalho no meu país natal, tudo isso em vão. Até que eu consiga minha licença de trabalho eu terei 45 anos e o meu CV apontará uma pausa de mais de 10 anos na minha carreira. Que empregador irá me contratar com uma interrupção tão grande?. 2) É muito difícil morar na América e conseguir pagar as despesas diárias quando se tem crianças e esse é o porque não somos capazes de comprar uma casa. 3) As mulheres com visto H4 sofrem abusos, a mãe de um dos meus amigos foi muito abusada. Tudo porque ela não tinha documento de identificação, dinheiro, e nenhum lugar para ir. Os casos de abuso não são denunciados porque os dependentes com visto H4 não possuem identidade.

Em outro lugar na internet, Jaspreet escreve numa carta aberta ao presidente Obama:

We were both from top institutes back in India, there was a time when I had a great career , making more money than my husband, but I came to the US to support my husband's career. … ppl who have been here since there education and paid taxes for yrs are the ones most affected. The sad part is, even if you grant us a small favor and authorize work, what will the wives do after a gap of 7 yrs in their career?

Nós dois fazíamos parte de instituições de alto nível na Índia, houve um tempo em que eu tinha uma ótima carreira, ganhando mais dinheiro que o meu marido, mas vim para os EUA para dar apoio à carreira dele. … pessoas que estão aqui desde formadas e que pagam impostos por anos são as mais afetadas. A parte triste é que mesmo que se você nos conceda um favor e autorize o emprego, o que as nossas esposas farão após uma interrupção de 7 anos em suas carreira?

Geetha Krishnan, engenheira química na região de São Francisco, twitta:

Deveria haver algum tipo de igualdade de direitos para as pessoas instruídas e qualificadas, cônjuges dos portadores do visto H4, que estão desperdiçando os seus talentos.

Um estudo com empreendedores imigrantes nos EUA comissionado pela National Venture Capital Association chegou a conclusão que, nos últimos anos, os imigrantes iniciaram um terço das companhias de capital de risco que hoje são sociedades de capital aberto.

Reconhecendo o valor dos imigrantes na cultura e na economia, a administração do presidente Barack Obama anunciou, no dia 7 de maio desse ano, propostas para permitir que uma parcela dos portadores do visto H4 trabalhem nos EUA. O número de candidatos qualificados atualmente é cerca de 100.000.

O raciocínio foi explicado pelo Secretário do Comércio, Penny Pritzker: “Essas pessoas são famílias americanas que estão à espera. Muitos estão cansados de esperar pelos green cards e acabam deixando os EUA para trabalhar em outros países. O fato é que devemos fazer mais para reter e atrair talentos de renome para o país, e essas regulamentações nos colocam no caminho para isso”.

Como em qualquer reforma migratória, a proposta tem sido recebida com uma mistura de medo e triunfo. Os interessados postaram comentários positivos e negativos no Regulations.gov, um site que permite que o público acompanhe e comente a regulamentação. O site recebeu 12.922 comentários antes do encerramento do prazo para comentários, ocorrido no dia 11 de julho.

Cecilia Curtis expressa a preocupação de muitos americanos com relação a reforma migratória.

This proposed rule change does NOT help American workers who are indeed skilled and unable to find work. Why does this Administration continue to put up roadblocks to hurt the American worker? Further, why does this Administration continue to bypass congress when it comes to immigration? There are way too many immigrants (legal and illegal) here in the US now. Our country cannot continue to absorb these excess workers/people. This is such a bad idea.

A regulamentação proposta NÃO ajuda os trabalhadores americanos que são realmente talentosos e que não conseguem encontrar emprego. Por que essa Administração continua colocando impedimentos para prejudicar o trabalhador americano? Além disso, por que essa Administração continua a ignorar o Congresso quando o assunto é imigração? Existem muitos imigrantes (legais e ilegais) nos EUA agora. Nosso país não pode continuar absorvendo esse excesso de trabalhadores/pessoas. Isso é uma péssima ideia.

Todavia, Vivek Pandey discorda que essa lei irá desviar os empregos dos cidadãos:

My wife has years of very high quality work experience and can easily find employment were this rule in effect. Please bear in mind that this rule does not in any way promote the ‘low cost’ worker rhetoric that has become rampant. The kind of job that my wife and many other spouses on H4 visa compete for require a very high level of expertise and experience.

Minha esposa tem anos de experiência de trabalho qualificado e poderia facilmente encontrar trabalho se essa regulamentação estivesse em vigor. Por favor, tenham em mente que essa regra não promove de nenhuma maneira a retórica do trabalhador de ‘baixo custo’, que se tornou desenfreada. O tipo de trabalho que minha mulher e muitos outros cônjuges portadores do visto H4 competem para conseguir exigem um alto grau de competência e experiência.

Enquanto isso, a produtora da advogada Shah Peerally, que criou a petição online pedindo mais direitos aos detentores do visto H4, está fazendo um filme para educar o público em geral sobre o trauma associado a esse visto:

Ainda resta saber quanto tempo irá levar para que as licenças de trabalho de quem tem o H4 sejam emitidas. Essa proposta é um passo à frente na reparação de um sistema que confina os cônjuges dos trabalhadores estrangeiros e é recebida com alívio por muitos prisioneiros dessa “gaiola dourada”.

Nota da tradutora: Optou-se por não alterar as falas em inglês das personagens desta matéria, mas algumas frases precisaram ser adaptadas na tradução para que fossem compreendidas em português.