Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Dos arquivos da Copa: Como o Brasil enganou o mundo com um meme

A imagem mais disseminada do trote. Autor anônimo.

A imagem mais disseminada do trote. Autor anônimo.

Você se lembra do “Cala Boca Galvão”, o meme de Internet que se tornou um trote mundial quando milhões de usuários do Twitter começaram a mandar o famoso narrador esportivo Galvão Bueno calar a boca, durante a cerimônia de abertura da Copa do Mundo de 2010?

Quase instantaneamente, tornou-se um trending topic mundial no Twitter, e pessoas de toda parte queriam entender o que era aquilo e o que estava se passando.

Munidas do melhor senso de humor brasileiro, pessoas lançaram um apelo urgente – e falso – para salvar o que supostamente seria uma espécie de ave ameaçada de extinção – o “galvão”. Poderiam salvar a espécie ao retuitar a hashtag “Cala Boca Galvão” o máximo possível. Este vídeo em inglês, criado em junho de 2010 sobre a ave fictícia que precisa ser salva da Copa do Mundo, teve mais de 2,2 milhões de visualizações.

Grandes veículos midiáticos ajudaram a disseminar o trote, que foi depois solucionado pelo blog The Lede e descrito pelo jornal The New York Times como “um dos cibertrotes mais bem sucedidos da história”.

Veja a história de Raphael Tsavkko Garcia no nosso arquivo: Brasil: O fenômeno “CALA BOCA GALVÃO”.