Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Fim iminente do último espaço de dinamismo cultural em Luanda

Marissa Moorman escreve acerca [en] da demolição do Teatro Elinga, o centro da vida cultural em Luanda, Angola:

O Teatro Elinga é, desde 1988, a âncora da vida cultural na capital angolana. A 22 de Março de 2014, José Mena Abrantes, director do Teatro Elinga, bem como poeta, dramaturgo, jornalista e consultor de comunicações (leia-se: por vezes, redactor de discursos) para o Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, anuncia a destruição iminente do espaço histórico do Elinga.

Isto acontece depois de ter sido dito ao grupo de teatro, em Janeiro do corrente ano, para desocupar o espaço até ao final do mês passado.

A 1 de Abril, o receio transforma-se em acção. O site Central Angola lança uma campanha no Facebook com o objectivo de travar a demolição do Elinga. A petição começa a circular a 2 de Abril (na Internet e nas escolas de Luanda), depois de Ângela Mingas, professora de Arquitectura na Universidade Lusíada, sugerir a entrega de 1.000 assinaturas na Assembleia Nacional a 18 de Abril, dia internacional dos monumentos e locais históricos da UNESCO, para deste modo obter um significado simbólico.

A 15 Outubro de 2012, o Global Voices Online escreveu um artigo acerca do Teatro intitulado: “Angola: Teatro Elinga, da Glória ao Esquecimento

Tradução editada por Débora Medeiros como parte do projeto Global Voices Lingua