Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Moçambicanos lamentam a morte de um grande futebolista, Mário Coluna

Morreu esta terça-feira, 25 de Fevereiro de 2014, no início da noite em Maputo, o antigo jogador moçambicano e capitão do Benfica e da selecção de Portugal Mário Coluna, carinhosamente chamado “Monstro Sagrado”. Coluna estava em coma e com respiração assistida, não tendo resistido a uma paragem cardíaca. A notícia foi posta a circular por diversos órgãos de informação de todo mundo através da televisão, rádio e páginas da internet.

Uma video-reportagem de Miguel Custódio no Youtube apresenta a vida e carreira do "Monstro Sagrado" em 5 minutos. Clique para visualizar.

Uma video-reportagem de Miguel Custódio no Youtube apresenta a vida e carreira do “Monstro Sagrado” em 5 minutos. Clique para visualizar.

Coluna tinha actualmente 78 anos. Nascido em 1935, em Inhaca, Moçambique, começou a jogar no Benfica de Portugal em 1953 e na seleção nacional de Portugal onde foi o capitão da equipa das quinas no Mundial de 1966.

Numa publicação do jornal semanário Canal de Moçambique, muitos internautas apresentam condolências por esta perda, como Jordao Jaime Simbine que referiu que quem sai a perder com o desaparecimento físico deste grande jogador é o mundo do futebol:

O futebol é que sai a [perder]. Descanse em paz grande monstro sagrado

Manuel Figueiredo enalteceu o papal de Coluna para popularizar Moçambique no mapa do futebol mundial:

Mais um grande homem que dignificou o futebol que vemos partir. O Mário Coluna, além dos seus sucessos no seu tempo como jogador no activo, dedicou o final da sua vida a pôr Moçambique no mapa do futebol mundial, onde merece estar há muito. Paz à sua alma.

Homenagem publicada por Ahmad Shafee Sidat no Facebook.

Homenagem publicada por Ahmad Shafee Sidat no Facebook.

Ahmad Shafee Sidat, presidente da Federação Moçambicana de Atletismo, mostrou em nome da federação seu profundo pesar:

Atletismo – A FMA vem por meio desta mensagem, expressar o profundo sentimento de dor pela grande perca que a nação Mocambicana teve com o desaparecimento físico do “Monstro sagrado” pelo fato acontecido. Infelizmente, por obras de forças que estão muito além de nós,e vontade de Deus de ter os seus filhos mais queridos juntos de si,nada segue como desejamos. Todavia, Deus sabe o que faz e o que é melhor para cada um de nós.

A família enlutada e a nação moçambicana vai o nosso profundo voto de solidariedade,e que a vida e obra desta figura ímpar fique registada no livro de ouro desta pérola do indico,para que a geração vindoura siga este belo exemplo.
Descanse em Paz e kanimambo coluna….

Domingos Gundana, cidadão moçambicano expressou o seu sentimento pelo sucedido:

A família Coluna, aos Moçambicanos e aos amantes de desporto rei vão o meu profundo sentimento pela ida para o além do Rei ou Monstro sagrado como bem o tratávamos. Estamos sim de luto pelo sucedido. Paz a sua alma!

Num anúncio da morte de Mário Coluna feito pela Televisão Independente de Moçambique na sua página do Facebook, Silvestre Ricardo Come mostrou-se triste pelo facto de já se terem perdido dois grandes jogadores Moçambicanos só este ano, com o desaparecimento de Eusébio nos primeiros dias de 2014:

Triste, este ano não está pra os grandes futebolistas moçambicanos. essa é mais uma perda irreparável, PAZ a SUA ALMA.