Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

VÍDEO: “Qual é o pente que te penteia?” Estudante debate racismo no Brasil

Duro, ruim ou de bombril. Esses e outros adjetivos pejorativos são usados para descrever os cabelos de quem é afrodescendente no Brasil. Quem já foi vítima de comentário racista pelos cabelos que possui, terá a chance de compartilhar o relato no documentário “Qual é o pente que te penteia?“. Idealizado por Ana Esperança, 25, estudante de cinema e vídeo da Faculdade de Artes do Paraná (Fap/Unespar), o vídeo pretende combater o preconceito. Os interessados em participar podem enviar depoimentos por e-mail ou através de formulário no site do projeto.

Imagem do site pente que te penteia

Imagem da tela de fundo do site do projeto Qual é o pente que te penteia?

Por e-mail, Ana conversou com o Global Voices e disse que foi a partir da própria experiência que veio a ideia do filme, além da necessidade de ter um projeto para a disciplina Direção II do curso dela:

Desde muito cedo fui submetida aos tratamentos químicos e cresci com essa ideia de que o meu cabelo era estranho, que eu era uma pessoa feia, portanto, passei um bom tempo da minha vida sem aceitar muito bem a minha imagem (…) Atualmente, tenho orgulho de dizer que sou o que quero ser e não o que o que me disseram que deveria ser.

O nome Qual é o pente que te penteia vem da música da década de 40 de David Nasser e Rubens Soares, regravada por artistas brasileiros como Elis Regina e Planet Hemp.

Leia também: Mulheres Afro-Brasileiras, Cabelo Crespo e Consciência Negra, publicado a 20 de novembro de 2012 no Global Voices.