Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Datafracking, uma plataforma argentina para o diálogo sobre fratura hidráulica

Fracking-en-Argentina-DataFracking

[Todos os links levam a páginas em espanhol, exceto quando indicado o contrário]

A Claves 21, revista de jornalismo ambiental argentina, lançou uma plataforma digital sobre o fracking ou fratura hidráulica, técnica de extração de gás e petróleo do subsolo que implica em uma série de ameaças ao meio ambiente, principalmente devido ao uso indiscriminado de água e componentes químicos.

Damián Profeta e Fermín Koop, criadores do Datafracking, explicam:

Gracias a las herramientas digitales, en DataFracking brindamos información sobre fracking en Argentina y el mundo de una manera que pueda ser aprovechada por cualquier persona interesada en el tema de la fractura hidráulica, su implementación en Argentina y todos los aspectos en materia ambiental

Graças às ferramentas digitais, no DataFracking, fornecemos informação sobre fracking na Argentina e no mundo de uma forma que possa ser aproveitada por qualquer pessoa interessada no tema da fratura hidráulica, sua implementação na Argentina e todos os aspectos em termos ambientais.

Entre os conteúdos do DataFracking estão: o ABC do fracking, clipping de notícias georreferenciadas, mapa do fracking no mundo, vídeos, documentos, fontes de consulta, guia para jornalistas, fórum de debate. O site traz também uma linha do tempo interativa com datas relevantes, aproveitando os recursos do jornalismo de dados. Em um dos artigos, explica-se:

El fracking o fractura hidráulica llegó a América Latina por primera vez a través de un proyecto en Argentina. La exploración en Argentina comenzó en el 2008 en Neuquén con la fractura en la reserva provincial Auca Mahuida y en comunidades mapuche como GelayKo. La técnica luego se expandió a diversas provincias como Río Negro, Chubut y Santa Cruz.

O fracking ou fratura hidráulica chegou à América Latina, pela primeira vez, através de um projeto na Argentina. A exploração na Argentina teve início em 2008, em Neuquén, com a fraturação na reserva da província de Auca Mahuida e em comunidades mapuche, como GelayKo. A técnica logo se expandiu por outras províncias como Rio Negro, Chubut e Santa Cruz.

Neste vídeo, retirado da seção de vídeos do site, Gustavo Cordera, roqueiro argentino, ex-vocalista da banda Bersuit Vergarabat, fala um pouco mais sobre o assunto: