Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Brasil: Prefeitura apaga e reimplanta ciclofaixa criada por Massa Crítica

Ciclistas de Fortaleza em breve terão mais um espaço reservado para seu deslocamento. A partir de 16 de setembro, a Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC) da Prefeitura vai começar a implantar uma ciclofaixa na rua Ana Bilhar, a poucas quadras da praia, no bairro Meireles. A implantação da ciclofaixa é considerada uma vitória da mobilização de ciclistas, especialmente do grupo que organiza a Massa Crítica Fortaleza.

No dia 4 de agosto, integrantes do grupo realizaram uma ação direta de intervenção urbana na mesma rua para a criação de uma ciclofaixa. O coletivo de audiovisual Verso de Pé Quebrado – Narrativas registrou a ação direta em vídeo e compartilhou nas redes sociais no mesmo dia, gerando comentários e elogios. Vale destacar o engenhoso equipamento de pintura da faixa construído pelos integrantes, usando um carrinho de compras e um cano para espalhar a tinta no asfalto:

A AMC, contudo, apagou a ciclofaixa “cidadã” na noite de 5 de agosto, alegando não ter havido diálogo com a autarquia responsável pelas vias públicas.

O grupo marcou, então, uma reunião com funcionários da AMC para pressioná-los pela implantação de ciclofaixas, que são consideradas menos onerosas que as ciclovias, pois requerem uma divisão das vias com tinta ao invés da construção de uma nova via. A AMC decidiu, enfim, por reimplantar a ciclofaixa, desta vez de forma oficial.

Respeito ao ciclista e segurança para pedalar

Dias antes da ação direta da ciclofaixa, a morte de um ciclista por atropelamento chocou os entusiastas do transporte de duas rodas. Em 25 de julho, Francisco Severiano Filho, de 61 anos, pedalava sua bicicleta na Avenida da Universidade, no fim do expediente, quando foi atropelado por um ônibus e teve morte imediata. Seguindo a tradição internacional de homenagear ciclistas mortos em atropelamento com uma bicicleta pintada de branca, integrantes do Massa Crítica e apoiadores realizaram a intervenção Bicicleta Fantasma.

Bicicleta Fantasma em homenagem ao ciclista Francisco Severiano, morto por atropelamento. Foto do perfil Massa Crítica Fortaleza no Facebook.

Bicicleta Fantasma em homenagem ao ciclista Francisco Severiano, morto por atropelamento. Foto do perfil Massa Crítica Fortaleza no Facebook, usada com permissão.

Fortaleza dispõe de ciclovias em algumas avenidas, mas há somente uma ciclofaixa, localizada na rua Benjamim Brasil, no bairro Maraponga, que tem conexão com uma ciclovia próxima. A ciclofaixa da rua Ana Bilhar, que terá 2 km de extensão, será a 2ª ciclofaixa na cidade.

usuário do Facebook Felipe Alves compartilhou a notícia com alegria e aproveitou para provocar os céticos:

Alguém ainda vai dizer que reivindicar não funciona? E essa é só o começo…
Parabéns Massa Crítica Fortaleza e Associação dos Ciclistas Urbanos de Fortaleza – CICLOVIDA!

A decisão da AMC foi divulgada a 13 de setembro, dias antes do início da Semana da Mobilidade, um evento organizado pela Associação dos Ciclistas Urbanos de Fortaleza – CICLOVIDA e pelo Massa Crítica para pensar a bicicleta com uma alternativa viável de mobilidade urbana. A programação conta com discussões, passeios e ações de sensibilização com motoristas de veículos, culminando no Dia Mundial sem Carro, a 22 de setembro.