Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Egípcios querem derrubar o regime

O povo egípcio marcou o primeiro aniversário do governo de Mohamed Morsi com grandes manifestações. No dia 30 de junho, por todo o Egito, pediu-se a saída do presidente. A campanha anti-Morsi, chamada de Tamarrod (ou “rebelde”), declara já ter angariado mais de 22 milhões de assinaturas de cidadãos clamando por eleições antecipadas.

Segundo a blogueira Egípcia Nermeen Edrees:

@NermeenEdrees: People are taking up from where they left off on Feb 2011 #Egypt

As pessoas estão recomeçando de onde pararam em Fevereiro de 2011.

Wael Khalil esclarece [ar]:

الشعب يريد اسقاط النظام… بجد

@wael: As pessoas querem derrubar o regime… de verdade

Em 25 de janeiro de 2011, o povo egípcio protestou contra os 32 anos em que Hosni Mubarak esteve no poder. Dezoito dias depois, Mubarak renunciou. No interim, o Egito foi governado pelo Conselho Supremo das Forças Armadas [SCAF, sigla em inglês]. Com as subsequentes eleições, Morsi, candidato da Irmandade Muçulmana, assumiu o lugar de Mubarak, tornando-se presidente em 30 de junho de 2012. Hoje, egípcios tomam as ruas novamente clamando pela renúncia de Morsi e pelo fim do comando da Irmandade Muçulmana no Egito.

Egyptian protesters gather at Tahrir Square. Photograph shared by @LamiaHassan on Twitter

Manifestantes egípcios se reúnem na Praça Tahrir. Foto compartilhada por @LamiaHassan no Twitter

O jornalista Mohamed Abdelfattah reporta:

@mfatta7: There seems to be demonstrations in villages and alleyways where people never protested before. #Egypt

@mfatta7: Parece haver manifestantes em vilarejos e becos onde as pessoas nunca protestaram antes.

Desde 29 de junho, os manifestantes começaram a se reunir na Praça Tahrir, o epicentro da revolução egípcia, no centro de Cairo. Apenas na capital, diversas marchas foram organizadas no dia 30, dirigindo-se tanto à Praça Tahrir quanto ao Palácio Presidencial. Marchas e manifestações pró-Morsi também ocorreram no dia 30 e nos dois dias anteriores. Teme-se que haja confrontos violentos e derramamento de sangue entre manifestantes a favor e contra Morsi.

Tents put up at Tahrir Square last night in preparation for today's [June 30] anti-Morsi protests in Egypt. Photograph shared by @JanoCharbel on Twitter

Tendas armadas na Praça Tahrir na noite anterior em preparação para os protestos anti-Morsi do dia 30 de junho no Egito. Foto compartilhada por @JanoCharbel no Twitter

O blogueiro egípcio Zeinobia compartilhou outra preocupação:

The US department of State issued a travel warning for Egypt.I believe it is normal thing especially after the murder of the US citizen Andrew Pochter in Alexandria’s clashes yesterday. The US marines have already been put on alert in Southern Europe so what happened in Benghazi won’t happen again in Cairo

You must know that there are calls by Ultra Radical Pro-Nationalists/Military/Nasserists for protesters not only to protest but to storm the US embassy. Those calls results of the anti-American sentiments growing among the Non-Islamists because they believe that the Obama administration is biased to the MB. US ambassador Anne Paterson is so much hated and many Egyptians consider her the American version of Lord Cromer.

I believe the MB would love to protesters storm the US embassy this happen so their political opponents as well the Egyptian army lose all the cards with Washington.

O Departamento de Estado dos EUA emitiu um aviso de viagem para o Egito [solicitando às pessoas que evitem vir ao país]. Acredito que isso seja normal, especialmente depois do assassinato do cidadão estadunidense Andrew Pochter nos confrontos de Alexandria ocorridos ontem [28 de junho]. Os fuzileiros navais dos EUA já foram postos em alerta no sul da Europa para que o que ocorreu em Benghazi não se repita em Cairo.

Você deve saber que Pró-Nacionalistas/Militares/Nasseristas Ultra Radicais têm clamado aos manifestantes que não protestem, mas que invadam a embaixada dos EUA. Esses clamores são resultado dos sentimentos antiamericanos que têm surgido dentre os Não-Islamistas, que acreditam que a administração de Obama seja tendenciosa à Irmandade Muçulmana. A embaixadora americana Anne Paterson é muito odiada e muitos egípcios a consideram a versão estadunidense do Lorde Cromer [en].

Eu acredito que a Irmandade Muçulmana adoraria que os manifestantes invadissem a embaixada dos EUA, de modo que seus oponentes políticos, bem como o exército egípcio, percam todas as suas cartas com Washington.

O primeiro ano de Morsi no governo foi um ano ruim para os egípcios, que sofreram com a falta de combustível e eletricidade, dentre outros problemas. Jasmine Elnadeem explica:

@Selnadeem: Most of people say that their cars have no fuel, they couldn't go work and decided to join the protest in #Tahrir. #Egypt #30_june

@Selnadeem: Muitas pessoas dizem que seus carros estão sem combustível, que não puderam ir ao trabalho e que decidiram se juntar ao protesto na Praça Tahrir.

O ativista e blogueiro egípcio Alaa Abd El Fattah compartilhou a seguinte nota no Facebook [ar]:

حيث ان امي هزقتني على حالة الاكتئاب و اديتني درس في ازاي لما الشعب ينزل يشيل حكامه تبقى هي دي التفصيلة الوحيدة المهمة و كل خطط و مؤامرات الانتهازيين ولا تسوى أو تفرق، قررنا تفعيل خاصية التفاؤل. بكره احلى رغم كل شيئ.

و مساهمة مني في توحيد الصف الثوري هقول نقاط الاتفاق:
* يسقط كل اللي بيعذب و بيقتل و بيهين كرامة الناس
* يسقط كل اللي بيسرق قوت الناس و يدمر مساكنهم و صحتهم و بيئتهم
* يسقط كل اللي بيحرم الناس من فرجتهم او حلمهم او طموحهم، سواء بالقهر او بالافقار او بالوصاية الأخلاقية
* يسقط كل اللي بيتصالح او يتعاون مع الصهاينة
* يسقط كل اللي قراره تابع لأمريكا او غيرها
* يسقط كل اللي له سلطة من غير تفويض من الناس و كل اللي بيمارس سلطته بما يخالف تفويض الناس
* يسقط كل اللي ساهم في ان اللي عمل ايا مما سبق يفلت من المحاسبة

Desde que minha mãe ridicularizou o estado de depressão em que eu me encontrava e me deu uma lição sobre como, numa situação em que as pessoas tomam as ruas para extirpar seus governantes, este deveria ser o único interesse importante e que todos os planos e conspirações feitos por oportunistas não importam, eu decidi mudar para o otimismo. Amanhã será melhor, haja o que houver.

Para unificar as colunas de revolucionários, eu gostaria que concordássemos no seguinte:
* Depor todos aqueles que torturam e matam, e humilhá-los
* Depor todos aqueles que roubam as pessoas, destroem suas casas, saúde e ambiente
* Depor todos aqueles que negam às pessoas sua felicidade, seus sonhos e aspirações, seja por meio de opressão, pobreza ou manutenção da moral
* Depor todos aqueles que se reconciliam ou cooperam com Sionistas
* Depor todos aqueles cujas decisões se baseiem em aprovação dos EUA
* Depor todos aqueles que possuem autoridade sem a aprovação do povo, e todos aqueles que governam contra a aprovação do povo
* Depor todos aqueles que ajudaram todos aqueles que cometeram qualquer um dos crimes acima por cumplicidade

Muitos estão dispostos a se unir aos protestos:

Donia Iskandar tuíta [ar]:

كله ياخد دش ، يشرب الشاي أو القهوة ، يفطر ، يعد مع أهله شوية يصلي و يتكل علي الله و ينزل توكلنا علي الله ضد #مرسي و الإخوان

@Donia_Iskandar: Todo o mundo tome um banho, tome uma xícara de chá, sente-se com sua família por um tempo, reze e venha às ruas para protestar contra Morsi e a Irmandade Muçulmana

Outros dão conselhos aos manifestantes sobre como se manterem seguros online. Lobna Darwish tuíta:

أقفل التحديث الذاتي في برنامج الإيميل على تليفونك على الشبكات المفتوحة حالوين القصر وما تدخلش أي كلمات سر على الشبكة, ولا https مش كفاية.

@lobna: Desliguem as atualizações automáticas de email em seus telefones móveis quando utilizarem redes abertas próximas ao Palácio e não insiram nenhuma senha, mesmo que estejam utilizando https

Ela acrescenta:

ما تبعتش على شبكة الإنترنت المفتوحة حوالين القصر أي معلومات مش هتبقى مبسوط لو أمن الدولة والجيش ومرسي ووالدتك عرفوها.

@lobna: Não envie nenhuma informação pela internet que você não queira que a segurança nacional, o exército, Morsi ou sua mãe saiba enquanto estiver próximo ao Palácio

E Bassem Sabry alerta aos manifestantes que não bebam nem comam nada oferecido por estranhos, uma vez que manifestantes em Alexandria reportaram terem sido envenenados ao beber água contaminada que fora distribuída durante um protesto:

محدش يأخد مياة أو لكل من أي مصدر غريب. فيه تقارير عن حالات تسمم بين المتظاهرين من زجاجات مياة وزعوها غرباء.

@Bassem_Sabry: Ninguém deve aceitar comida e água de estranhos. Há relatos de envenenamento entre manifestantes depois de beberem água de garrafas distribuídas por estranhos

Morsi supporters carrying sticks and shields in Cairo today. Photograph shared by Kareem Fahim on Twitter.

Apoiadores de Morsi carregando varas e escudos em Cairo no dia 30 de junho. Foto compartilhada por Kareem Fahim (@kfahim) no Twitter.

O dia apenas começara e poderia não estar livre de incidentes.

O jornalista Evan Hill reporta:

@evanchill: Big column of maybe 150 men jogging through rally with sticks and helmets, maybe half of them with matching metal sheet shields

Um grande destacamento com talvez 150 homens passou correndo pela manifestação com varas e capacetes, cerca de metade deles completos com escudos de placas de metal

Seu relato vai de acordo com a foto compartilhada por Kareem Fahim no Twitter, que mostra apoiadores de Morsi carregando varas e escudos, e usando capacetes.

Tradução editada por Débora Medeiros como parte do projeto Global Voices Lingua