Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Timor-Leste: Gatos e Monstros em Vídeos Humorísticos antes da Eleição

As eleições presidenciais em Timor-Leste estão marcadas para 17 março de 2012 e o período da campanha eleitoral [tet] está previsto para começar em 29 de fevereiro. Enquanto isso, ao mesmo tempo que alguns candidatos usam as redes sociais para fazer divulgação de suas campanhas, os internautas timorenses debatem, principalmente através do Facebook e de blogs, o processo democrático e o futuro desse país com 10 anos de idade.

Um dos usos mais originais da mídia cidadã na antecipação das eleições, no entanto, não é nada sério – o usuário Slogheinn submeteu uma série de vídeos humorísticos no Youtube que zombam dos quatro candidatos mais conhecidos à presidência.

Tal é o caso de Francisco Guteres “Lu-Olo”, presidente do histórico partido de oposição Frente Revolucionária de Timor-Leste Independente (FRETILIN), que apresentou sua candidatura com o maior número de abaixo-assinados, 22.590 ao todo.

Tal como mostra no vídeo a mímica do “Camarada Lu Olo”, ele sente-se frustrado por estar à “sombra” de Mari Alkatiri, secretário-geral da Fretilin. Lu Olo lamenta por ter de concorrer mais uma vez à presidência, depois de ter dirigido o Parlamento Nacional de Timor-Leste de 2002 a 2007, e ter sido derrotado no segundo turno quando concorreu à presidência do país na eleição presidencial de 2007:

http://youtu.be/DP6olsA3tp0

Problema nia Alkatiri obriga mak husu ha'u ba deit ona.
Ha'u baruk sai tiha prezidenti hotu, Alkatiri mak manda nafatin ha'u hanesan uluk quandu ha'u sai prezidente Parlamento.
Ha'u hatene katak ambisaun sem capacidade ne'e crime, mais se chefe obriga ne'e ha'u tenki ba deit mesmo que laiha qualidade.
Ha'u la hatene tamba hira mak Alkatiri tenki uza ha'u conforme nia hakarak…
Dala ruma ha'u tenki marca diferensa husi nia (…)

O problema é que Alkatiri obrigou-me a ir e ponto final.
Estou farto de ser presidente, Alkatiri está sempre me dando ordens tal como dava quando eu era o presidente do parlamento.
Eu sei que a ambição sem capacidade é um crime, mas se o patrão manda-me fazer algo, tenho de fazê-lo, mesmo que sem qualidade.
Eu não sei por que Alkatiri tem de me usar da forma como ele quer…
Às vezes tenho que tomar uma posição para diferenciar-me dele (…)

O atual presidente de Timor-Leste, José Ramos Horta, cuja candidatura de acordo com Centru Jornalista Investigativu Timor-Leste (CJITL) contou com o apoio de 7.977 pessoas (embora seu sítio web anuncie [en] que tenha recebido em torno de 116.300 petições), é representado por um gatinho num vídeo com uma abordagem um tanto católica onde ele lembra a tentativa de assassinato que sofreu em 2008:

http://youtu.be/VkVx6S0L48k

Ha'u hakarak recandidata ba Prezidenti da Republica, mais ha'u tenki ba consulta lai ho amu bispo nain rua, papa nain tolu ho kuku nain ha'at para hare se sira apoiu ha'u ka la'e.
Se la'e ha'u ba koko tok iha ONU. Se ema lakoi hili ha'u, ha'u fila lalais mai Timor […] ha'u nia povu sei presiza ha'u.
Imi hakarak hatene uluk ema tiru ha'u ne'e ha'u ba tiha ona lalehan. Jesus dehan ha'u atu troka orasaun Pedro sai porteiro iha neba mais malai mos diak, maibé ha'u dehan labele. Ha'u tenki fila ba Timor (…)

Eu quero recandidatar-me à Presidência da República, mas tenho de ir falar com três bispos, três papas e quatro corujas para ver se eles vão apoiar-me ou não.
Se não, vou ver com a ONU. Se as pessoas não quiserem me escolher, vou regressar a Timor bem rápido […] meu povo ainda precisa de mim.
Se você quer saber, no passado atiraram em mim e eu fui para o céu. Lá Jesus disse-me que eu deveria substituir Pedro, para tornar-me o guardião de lá, mas os estrangeiros são bons, e eu disse que não podia ficar. Eu tenho de voltar para Timor (…)

Fernando de Araújo, também conhecido como Lasama, que é o atual presidente do Parlamento Nacional, apoiou a sua candidatura com 8.314 assinaturas. Como parte de suas promessas eleitorais ridicularizadas, ele supostamente pretende baixar o preço do “macarrão para US$ 0.05 e o vinho de palma para US$1,00, bem como abrir um grande cassino para jogar cartas”. Tal como diz seu avatar diz: “ouça-me! Eu também quero ser presidente da República!”:

http://youtu.be/-Z1FwtA988g

O Major-General das Forças Armadas de Timor-Leste, conhecido como Taur Matan Ruak [en] (expressão tétum que significa: “dois olhos afiados”), cuja candidatura foi apoiada por 10.000 pessoas, “aproveita a oportunidade para explicar aos eleitores por que ele queria ser o primeiro a começar a campanha”, em antecipação à data prevista:

http://youtu.be/TOR2720Je7Y

Mesmo o primeiro-ministro e ex-presidente da República, “Maun Bot” (grande irmão) Xanana Gusmão, teve de ter seu próprio avatar e fazer uma chamada ao “querido povo de Timor Lorosae para que se preparassem para a festa da democracia”.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.