Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Irã: Embaixada Britânica em Teerã Atacada

Em 29 de novembro de 2011, uma multidão de cerca de mil pessoas realizavam uma manifestação em frente à Embaixada Britânica em Teerã, após os britânicos terem cortado os laços econômicos com o Irã com base no temor em relação ao programa nuclear do país. O encontro era pacífico, até alguns participantes invadirem [en] o prédio.

O incidente lembrou a muitos analistas a invasão à embaixada dos EUA, em Teerã, em 1979. Alguns dias antes, o parlamento iraniano votou pela expulsão do embaixador britânico depois da deterioração das relações entre os países.

Aqui há um vídeo da manifestação:

O blogueiro iraniano Xcaliburalertou as pessoas a não seguir a linha oficial que chamava os manifestantes de “estudantes”. O blogueiro disse [fa]:

não é correto chamar esta gente selvagem de estudantes.

Outro blogueiro, Snotes, disse [fa] que era a milícia Basij a responsável por atacar a embaixada, roubar documentos da “velha raposa” e queimar a bandeira britânica.

Rahayi Iran disse [fa] que foram terroristas que atacaram a embaixada.

Hamedemofidi blogou [en]:

A high-ranking revolutionary guard, Sajadi, entered the British embassy and such an act could be considered a war declaration, because the embassy is considered British soil. Such an act is in contradiction with Iran's constitution.

Um Guarda Revolucionário de alta patente, Sajadi, entrou na embaixada e tal ato pode ser considerado uma declaração de guerra, porque a embaixada é considerado território britânico. Tal ato está em contradição com a constituição do Irã.

H-naderifar se preocupa [fa] que:

Iran pays a high price for such actions. Attacking an embassy is attacking a country and insulting its national symbols.

O Irã paga um alto preço por tais ações. Acatar uma embaixada é atacar um país e insultar seus símbolos nacionais.

Somayeh Tohidlou, uma ativista iraniana que recebeu [en] 50 chibatadas em Teerã, em setembro de 2011, escreveu [fa] no Friendfeed:

Are they wrong about the date? This is 2011, not 1979 [when protesters took the US embassy in Tehran]. The regime is 32 years old, not 1 year old.

Eles estão errados quanto à data? Estamos em 2011 e não em 1979 [quando manifestantes tomaram a embaixada dos EUA em Teerã]. O regime tem 32 anos, não um.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.