Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Turquia: Ajuda Humanitária Online para Vítimas do Terremoto em Van

O leste da Turquia foi atingido [no domingo, 23 de outubro] por um forte terremoto de magnitude 7.2. Com epicentro localizado a aproximadamente 16 km da província de Van, ele devastou a região, derrubando prédios e deixando várias pessoas sob os escombros.

Assim que o governo iniciou os trabalhos de socorro, muitos cidadão turcos – vivendo no país ou no exterior – demonstraram interesse em colaborar. Assim, poucas horas após o terremoto, várias campanhas foram criadas nas redes sociais para apoiar as operações de resgate e ajuda.

Uma campanha interessante que rapidamente atraiu atenção em várias redes sociais foi a “EvimEvindir”. Esta campanha foi iniciada por um jornalista turco, Ahmet Tezcan, quando ele declarou no Twitter [tr] que estava à disposição para receber em sua casa uma família desalojada pelo terremoto:

Vanlı bir aileye evimi açmaya hazirim. Kamu kuruluşları bunu da organize etmeli!

Eu estou pronto para abrir [as portas da] minha casa a uma família de Van. As instituições públicas deveriam organizar isso também!

Ahmet Tezcan continuou a promover essa ideia e, em pouco tempo, um outro jornalista turco Erhan Çelik [tr] passou a comentar intensamente a campanha. Logo, centenas de tweets e milhares de e-mails a respeito da campanha foram recebidos pelos dois jornalistas, e Erhan Çelik tuitou [tr] uma mensagem de agradecimento pela atenção:

Mail kutumda 17 bin mail var. Bunlardan ilgili olanları İstanbul Valiliğine iletiyorum. İlginize depremzedeler adına çok teşekkürler!

Há 17 mil e-mails na minha caixa de entrada. Vou encaminhar as mensagens dos interessados para o governo de Istambul. Em nome das vítimas do terremoto: muito obrigado por seu interesse!

Rapidamente, duas novas hashtags – #EvimEvindir” [#minhacasasuacasa em turco] e #EvimEvindirVan [#minhacasasuacasavan] se espalharam pela Turquia e um novo site para a campanha foi lançado em www.evimevindir.com. Ahmet Tezcan relatou [tr] que o Governo de Istambul havia aderido à campanha:

İstanbul Valimiz H.Avni Mutlu #EvimEvindirVan kampanyasindan haberdar edildi. Çok sevindi. Gerekenin yapilmasi icin talimat verecektir!

O Governador de Istambul, H. Avni Mutlu, foi informado da campanha #minhacasasuacasavan. Ele ficou muito feliz. Ele orientará [a equipe de governo] a fazer o que for necessário.

De acordo com o site da campanha, o Governador de Istambul agora é o novo coordenador da campanha, responsável por localizar e estabelecer contatos entre as famílias de Istambul e as famílias da zona afetada pelo terremoto.

Uma outra campanha lançada no Twitter ganhou apoio pela hashtag #HaydiGsmciler [#vamoslaoperadorasgsm, em turco], convocando as três maiores operadoras GSM da Turquia, Turkcell, Vodafone Turkey e Avea, a ofertarem minutos grátis para os seus clientes na zona afetada pelo terremoto, pois existe a expectativa de que muitas das vítimas soterradas tentem usar seus celulares para pedir ajuda. O jornalista Erhan Çelik promoveu avidamente esta campanha, e postou o seguinte [tr]:

GSM şirketleri de üzerine düşeni yapsın! Deprem bölgesinde kontörlü hatlar ücretsiz olsun, mağdurlar rahatça konuşsun! #HaydiGsmciler

As operadoras GSM deveriam fazer a sua parte também! Linhas pré-pagas na zona do terremoto deveriam ter minutos livres para quaisquer serviços para que as pessoas possam falar livremente! #HaydiGsmciler

Logo após a publicação da hashtag, todas as três operadoras GSM declararam que ofertariam minutos gratuitos para os seus clientes em Van, que sofreram perdas devido ao terremoto. Tanto a Turkcell como a Avea divulgaram [tr] a notícia por meio de seus canais oficiais:

Van'da bulunan ön ödemeli müşterilerimize her yönü arayabilecekleri 100 dk. ücretsiz konuşma süresi ve 100 kısa mesaj (SMS) yüklenecektir

Nossos clientes pré-pagos em Van ganharão 100 minutos grátis e 100 mensagens, disponíveis para todo tipo de chamada

Van'da yaşanan felaket nedeniyle bölgede bulunan tüm Avealı'lara her yöne kullanabilecekleri 100dk konuşma ve 100 sms tanımlanmıştır #van

Devido ao desastre que ocorreu em Van, todos os clientes da Avea na região terão 100 minutos e 100 SMS gratuitos disponíveis para todo tipo de chamada. #van

Poucas horas após o terremoto, vários ativistas criaram um blog chamado Yalnız Değilsin Van [“Você não está sozinha, Van”, em turco], para divulgar informações de contato e pontos de coordenação para as operações de socorro na zona do terremoto. Intensamente promovido na blogosfera e no Twitter, o blog é descrito assim:

Bu sayfa yalnizca 2011 Van Depremi icin ulasim / koordinasyon numaralari ve guncellenen acil ihtiyac listesi icin yapilmistir.

Esta página foi criada para monitorar, agregar e publicar atualizações nas operações de socorro às vítimas do Terremoto em Van, incluindo a ajuda no transporte, números da coordenação e a lista constantemente atualizada de itens de consumo e equipamentos demandados.

O blog contém informações tanto em turco quanto em inglês. Há. ainda, uma página no Facebook chamada Van’la Dayanışma [tr] [“solidariedade com Van”, em turco].

Uma ajuda adicional aos esforços de ajuda humanitária online para as vítimas do terremoto em Van veio do Google, por meio do Google Person Finder [buscador de pessoas do Google], que foi ativado na versão turca. Zeynep Tüfekçi divulgou isso [en] da seguinte forma:

Google Person Finder now up in Turkish for the Van earthquake: http://turkey-2011.googlepersonfinder.appspot.com/

O Google Person Finder está no ar agora, em turco, para o terremoto em Van: http://turkey-2011.googlepersonfinder.appspot.com/
O thumbnail é uma imagem da tela de yalnizdegilsinvan.wordpress.com.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.