Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Angola: Vídeos de Protesto Reprimido de Jovens em Luanda

No Sábado, dia 3 de Setembro de 2011, um grupo de cerca de 200 jovens concentrou-se em Luanda numa manifestação contra a falta de liberdade em Angola e contra o mandato de 32 anos do Presidente José Eduardo dos Santos. De acordo com testemunhas, o protesto terminou com carga policial violenta sobre vários manifestantes.

Uma vídeo-convocatória ao protesto, carregada no Youtube a 1 de Setembro, expunha mensagens arrojadas e personalizadas por alguns dos organizadores da manifestação, muitos dos quais são artistas de hip-hop. A tagline adoptada era “32 anos é muito”.

No início da manhã de Sábado, corria o rumor no Facebook que uma das pessoas que aparece no vídeo, Pandita Nerú, tinha “desaparecido” pelas mãos da polícia antes do protesto começar. Mais tarde ele falou com a imprensa afirmando que tinha sido deixado numa área deserta e que lhe disseram que tinha “72 horas para viver”.

Os manifestantes estão a tentar organizar-se apesar destas formas efetivas de intimidação. O seguinte vídeo da concentração de ontem na Praça da Independência, feito a partir de um carro, mostra como até os jornalistas cidadãos ficam apavorados por tentarem documentar os acontecimentos à medida que estes vão decorrendo.

http://www.youtube.com/watch?v=FKUfnLAOK1o

Um outro vídeo mostra um jovem, aparentemente ferido e no chão, enquanto se ouvem gritos ansiosos de crítica à polícia à distância. É intitulado “brutalidade policial, Sagrada Família, Luanda”.

Protestos Anteriores

Este protesto surge no seguimento de um que foi convocado em Março de 2011 através da internet mas que foi desmobilizado numa manobra de antecipação do partido no poder, e outro em Maio.

O protesto de Maio na Praça da Independência foi capturado em vídeo, e mostra depoimentos críticos ao Presidente por causa da corrupção e do seu controlo sobre os recursos petrolíferos.

O protesto de Maio juntou uma multidão animada, aqui filmada a dançar “Abaixo com o MPLA”.

Este protesto foi mais tarde impedido através de medidas policiais agressivas, como mostra o seguinte vídeo em que a polícia está a encurralar os manifestantes, a prender alguns, e a empurrá-los para fora da Praça da Independência, assim como a ameaçar o cameraman.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.