Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Líbia: Fotografias de um Tempo Rico, Vibrante e Histórico

Esta matéria faz parte da nossa cobertura especial sobre a Revolta na Líbia em 2011. [en]

O cirurgião líbio-britânico e humanitarista que escreve sob o pseudônimo de Amal Al-Leebi estava nostálgico e publicou algumas fotos antigas de visitas anteriores à Líbia em sua conta no Twitter, @libyansrevolt, para mostrar a Líbia de suas memórias.

@libyansrevolt: Just looking back at some old #Libya pics from previous visits…

@libyansrevolt: Estou apenas olhando algumas das fotos antigas da #Líbia em visitas anteriores…

Arch of Marcus Aurelius in Tripoli Libya

Arco Marcus Aurelius numa noite em Tripoli, cidade velha. Foto feita por @libyansrevolt.

Ele começou com fotografias da cidade costeira de Trípoli – fotos mostrando os mercados da cidade, onde os vendedores de legumes estão localizados à beira de rodovias, trabalhadores que lidam com bronze nos becos ou “Zangas” da cidade velha, e mesmo aqueles que vendem ovos de avestruz.

Além disso, ele compartilha outras fotos que mostram as características históricas da cidade, como a do castelo Otomano de Al-Saraaya Al-Hamra (ou Castelo Vermelho), que está localizado na cidade velha de Trípoli, e tem um museu nacional de arquitetura romana, mosaicos e esculturas.

Outras fotos mostram o slogan de Kadafi e banners por toda a cidade. A Praça dos Mártires, que Kadafi mais tarde mudou seu nome para Praça Verde.

Ousban, um famoso prato da Líbia

Ousban, um famoso prato da Líbia preparado à base de carneiro e ervas. Foto feita por @libyansrevolt.

Ele então vai para Leptis Magna, que era uma cidade importante do Império Romano, e suas ruínas estão localizadas em Al Khums, 130 km a leste de Trípoli, na costa onde o Wadi Lebda encontra o mar. Ele tirou várias fotos das ruínas de lá:

O Coliseu de Leptis Magna Libda, um marco comum entre fronteiras em muitas cidades do Mediterrâneo. Foto feita por @libyansrevolt.

Leptis Magna é um dos sítios de Patrimônio Mundial da UNESCO, e é isso que faz Amal recomendar qualquer um a pagar uma visita se tiverem a oportunidade de viajar para a Líbia. Ele também acrescentou: “Se algum desses lugares está danificado, o responsável é quem deve pagar”.

Antiga Mesquita – Sua história remonta 668 anos (d.C). Foto feita por @libyansrevolt.

Ele, então, adicionou fotos da fazenda de seu tio, além do deserto da Líbia, com suas dunas de areia, palmeiras, barragens, e outras com as cidades de barro de milhares de anos.

Oásis GaberOun no meio do deserto da Líbia. A água é mais salgada do que a do Mar Morto! Você consegue boiar! Foto feita por @libyansrevolt.

Qasr Elhaj, um antigo celeiro de grãos na parte interior, em Jebel Nafusa [en]. Foto feita por @libyansrevolt.

Finalmente, ele também foi guiado por um nativo para uma montanha, onde ele fotografou uma antiga arte na caverna que remonta a 5.000 – 10.000 a.C. Ele acrescentou que existem muitas pinturas rupestres de tempos antigos, especialmente nas montanhas de Acacus [en], embora, infelizmente, algumas tenham sido danificadas com grafite.

Esta matéria faz parte da nossa cobertura especial sobre a Revolta na Líbia em 2011. [en]

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.