Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Chile: Protestos em Massa Contra a Hidrelétrica Hidroaysén

Este post faz parte de uma série sobre a aprovação da construção da hidrelétrica Hidroaysén. Leia mais a respeito do projeto, das posturas a favor e contra, e as primeiras reações depois do anúncio da notícia.

Após ter sido aprovada a construção da hidrelétrica Hidroaysén em 9 de maio de 2011, para a região de Aisén, Patagônia chilena, aconteceram vários protestos em todo o país. Segundo a rádio Cooperativa [es] “a manifestação chegou a reunir umas 7.000 pessoas na Praça Itália, na capital Santiago […] Os protestos se replicaram em cidades como Coihaique – de frente ao Serviço de Avaliação Ambiental -, Concepción, Temuco, Valparaíso e Valdivia, onde a polícia dispersou com gases lacrimogêneos uma manifestação de cerca de 500 pessoas.”

Passeatas continuaram diariamente, até que uma convocatória massiva levou mais de 30.000 pessoas às ruas no dia 13 de maio. O periódico online El Mostrador [es] comentou: “Os grupos ambientalistas marcharam todos os dias contra esta iniciativa, e as manifestações seguirão até o próximo dia 21 de maio, quando o mandatário entregará ao Parlamento a conta pública de sua gestão.”

O médico e usuário do Twitter Alvaro Rivas (@alvarorivasMD) transmitiu ao vivo (link com a transmissão completa) durante a marcha por meio do TwitCasting. Com a câmera de seu celular, acompanhou a passeata pacífica e testemunhou a repressão policial. Ele inclusive prestou socorro a uma mulher que estava a sofrer um ataque de pânico devido aos gases lacrimogêneos. A narração de Alvaro foi acompanhada e celebrada por muitos, sobretudo porque os canais de televisão não estavam cobrindo a notícia.

Protesto Não À Hidroaysén em frente do palácio presidencial de La Moneda. Santiago, Chile, 13 de maio de 2011. Foto do usuáio do Flickr Flavio_Camus (CC BY-NC-ND 2.0)

Javier Chijani (@jchijani) comentou a respeito:

#NoaHidroaysen #RenunciaHinzpeter Esperando que canales den la Noticia importante del dia. O la pasaran por alto. #Chv #Mega #TVN #C13

#NãoaHidroaysen #RenunciaHinzpeter Esperando que os canais de TV deem a notícia importante do dia. Trataram apenas por alto. #Chv #Mega #TVN #C13

Marcelo Aliaga (@maliaga) também comentou sobre a falta de cobertura dos noticiários locais e complementou:

Lo que NO saldrá en el noticiario ni en las portadas de mañana http://yfrog.com/h2i9tjfj // no necesitamos una TV vendida

O que NÃO sairá no noticiário, nem nas manchetes de amanhã http://yfrog.com/h2i9tjfj // não precisamos de uma TV vendida

Os próprios manifestantes diziam a Alvaro aonde se dirigir e ajudavam a complementar a transmissão de notícias.

Javier Aguirre Mansilla comentou no Facebook:

alvaro te estan viendo en santiago concepcion talcahuano arica iquique, vamos buen trabajo

alvaro, estão te vendo em santiago, concepcion, talcahuano, arica, iquique. vamos! bom trabalho

Sebastían Olate (@nostok_) dirigia e escreveu no Twitter:

Debes cubrir hacia otros lados Alvaro !! Continua por calles alternativas hacia Sta Lucia !!

Você tem que cobrir de outros locais, Alvaro !! Continue por ruas secundárias até Santa Lucia !!

Além dos vídeos ao vivo, muitos usuários do Twitter compartilharam fotos e impressões sobre umas das marchas mais expressivas do Chile nos últimos anos:

Marcha Hidroaysén Não! 10 de maio de 2011, Valparaíso, Chile. Foto do usuário do Flickr Trovador Errante (CC BY-NC-NC 2.0)

A jornalista Lorena Muñoz Mizon (@loladotcom) comentou:

qué bonita marcha!!! la gente sentada haciendo el signo de la paz enfrenta el agua

que bela passeata!!! as pessoas sentadas, fazendo o sinal da paz, enfrentam a água

O jornal PublimetroChile (@PublimetroChile) informou:

Miles de manifestantes protestan frente a La Moneda por HidroAysén http://bit.ly/lfRrc9 #HidroAysen

Milhares de manifestantes protestam em frente a La Moneda por causa de HidroAysén http://bit.ly/lfRrc9 #HidroAysen

Sentidos Comunes (@sentidoscomunes) compartilhou:

Ya publicamos las fotos de la protesta #noahidroaysén de hoy. Véanlas aquí http://tinyurl.com/3tfvuga

Já publicamos as fotos do protesto #noahidroaysén de hoje. Vejam-nas aqui http://tinyurl.com/3tfvuga

Um dos pontos destacados pelos internautas foi a forte repressão policial na manifestação em Santiago e noutras cidades do país.

Em Santiago, o blogueiro El Beat del Tambor narrou em sua conta de Twitter (@elbeatdeltambor):

Gente vomita en metro por gases toxicos arrojados por policia chilena #Patagoniasinrepresas #Noahidroaysen

Pessoas vomitam aos montes por causa dos gases tóxicos disparados pela polícia chilena #Patagoniasemrepresas #Noahidroaysen

Angello Poggini (@APoggini) apontou:

se supone que la marcha #noahidroaysen estaba autorizada hasta las 9, era todo pacifico hasta que salieron los pacos [policías] a dejar la caga [a arruinarlo].

se supõe que a marcha #noahidroaysen estava autorizada até as 9. estava tudo pacífico até que surgiram os policias para arruinar tudo.

O programador Sebastián Araos (@seba_araos) repudiou:

@Carabdechile es una verguenza lo que uds hacen reprimiendo una protesta que comenzo pacifica… Uds tragieron la violencia. #noahidroaysen

@Carabdechile é uma vergonha o que vocês fazem, reprimindo um protesto que começou pacífico… Vocês trouxeram a violência. #noahidroaysen

Da mesma forma se deu em outras cidades do Chile, como Iquique, onde a internauta Daniela Martínez informou o seguinte por meio da página da Rádio Bio-Bio [es]:

Asamblea ciudadana contra la aprobación de las termoeléctricas en la ciudad de Iquique convocada a la comunidad de la ciudad y distintas organizaciones sociales para movilizarse y llamar a plebiscito.

Esta terminó en una gran marcha por la ciudad interrumpida por Carabinero con lanza agua y lacrimógenas de forma desmedida

Assembleia cidadã contra a aprovacão de termelétricas na cidade de Iquique convocada pela comunidade da cidade e por distintas organizações sociais para mobilizarem-se e clamar por um plebiscito.

Esta resultou em uma grande marcha interrompida por policiais com jatos d'água e bombas de gás de uma maneira desmedida

O jornal cidadão El Navegable compartilhou vídeos [es] dos enfrentamentos de manifestantes com a polícia na marcha de 10 de maio em Valdivia.

Aconteceram também manifestações internacionais contra Hidroaysén em Barcelona, Hamburgo e Roma. A página da web Patagonia Sin Represas mostra um bom resumo das manifestações [es] no Chile e no mundo.

Nas redes sociais, convocou-se para uma grande passeata no dia 21 de maio de 2011, data em que o presidente Sebastián Piñera apresentou sua mensagem anual sobre orçamento para a nação.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.