Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Brasil: Rio Veste Vermelho em Apoio a Bombeiros

Desde meados de abril, um movimento iniciado por um grupo de bombeiros militares do Rio de Janeiro para pedir melhores condições de trabalho vinha ganhando adesão cada vez maior. As manifestações frequentes em frente as escadarias da Alerj (Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro), no entanto, não sensibilizavam o governador Sérgio Cabral para o diálogo. Por serem considerados militares, o direito à greve dos bombeiros do Rio de Janeiro era posto em causa.

A categoria reclama de receber a pior remuneração do país em comparação com a mesma instituição em outros estados e exige uma correção salarial de R$ 950,00 para R$ 2.000,00. No “Manifesto da Dignidade“, publicado a 14 de abril no blog SOS Guarda Vidas, apontava quatro reivindicações:

Greve de Bombeiros no Rio de Janeiro - SOS Bombeiros: pior salário do país. Foto de Mariana Criola no Flickr (CC BY-SA 2.0)

Greve de Bombeiros no Rio de Janeiro – SOS Bombeiros: pior salário do país. Foto de Mariana Criola no Flickr (CC BY-SA 2.0)

(…) pela redução do número de parcelas do aumento proposto pelo governo: de 48 parcelas para 12!
( …) pela equiparação da gratificação dos guarda vidas ao Bope [Batalhão de Operações Especias] e Core [Coordenadoria de Recursos Especiais] (…)
A terceira reinvindicação é o auxílio transporte! (…)
A quarta reinvindicação é por melhores condições de trabalho! Não temos materiais apropriados para proteção individual; postos de salvamento adequados; (…) viaturas para ativação e desativação do serviço (…). Os Guarda Vidas do interior estão sem infraestrutura básica, sem um lugar apropriado para trabalhar, fazer suas necessidades e se alimentar. A escala (12h por 36h) é extremamente nociva à saúde, pois não possibilita, em hipótese alguma, a recuperação plena (física e emocional) desses profissionais. A exposição prolongada à radiação solar tem causado diversos problemas dermatológicos, inclusive câncer de pele. Além disso, temos lesões ortopédicas, oftálmicas e auditivas (…)!

Até que no dia 3 de Junho (sexta), por volta das 14 horas, uma volumosa manifestação com a presença de cerca de 5 mil pessoas se deu nas escadas da Alerj e depois seguiu pelo centro comercial do Rio. No início da noite, cerca de 2000 manifestantes ocuparam o quartel-general do corpo de bombeiros para fazer com que as suas reinvidicações fossem realmente ouvidas.

O momento foi partilhado em vídeo por Clarissa Godinho no Youtube:

Uma reação de choque

O caos generalizado,  alimentado pela revolta gerada pelo fato de serem ignorados há muito tempo, fez com que imediatamente o Batalhão de Choque da Polícia Militar fosse acionado. 12 horas depois, numa operação conjunta com o BOPE, era feita a retomada do quartel e a detenção de 439 bombeiros.

O momento de entrada das forças no Quartel Central do Corpo de Bombeiros foi documentado em um vídeo de Rick Sardella intitulado “Tropa de Elite 3 – BOPE vs Heróis, Mulheres e Crianças”.

Panfleto Rio Vermelho com as principais reinvidicações, no Flickr por Deputado Estadual Marcelo Freixo PSOL-RJ (CC BY 2.0)

Panfleto Rio Vermelho com as principais reinvidicações, no Flickr por Deputado Estadual Marcelo Freixo PSOL-RJ (CC BY 2.0)

No blog “Vi o Mundo”, uma entrevista ao pai de um os bombeiros presos, dizia:

Ninguém é louco de levar família com filhos para uma manifestação, pensando em confronto e baderna. Quem destruiu o quartel foi o BOPE no momento da invasão. Só não morreu ninguém por obra de Deus. Dispararam tiro de fuzil do lado de fora e gás lacrimogêneo na sala em que estavam mulheres e crianças.

Em reação, os bombeiros escreveram uma carta aberta à população com o objetivo de “esclarecer o que tem ocorrido na Corporação e no Governo do Estado e o que levou companheiros e seus familiares a desafiarem os desmandos do Comandante Geral Cel Pedro Marco e do Governador Sérgio Cabral”. Como se pode ler num dos primeiros blogues a republicá-la, Tulio Fuzato:

Nossos militares foram presos e conduzidos aos quartéis da PMERJ como criminosos apenas por reivindicar dignidade profissional!

Multiplicavam-se assim as cartas abertas de apoio aos bombeiros, inclusive pelas palavras de oito lideranças, e a recolha de assinaturas pela “Dignidade aos Bombeiros Cariocas“, num movimento de solidariedade crescente que pressionava a libertação dos prisioneiros, cuja autorização veio a acontecer somente no dia 10 de Junho.

Rio veste vermelho

" Os que com lágrimas semeiam,com júbilo ceifarão " (salmo 126.5) #RioVermelho #SosBombeirosRJ. Foto no Twitpic de Inez (@MCInez)

" Os que com lágrimas semeiam,com júbilo ceifarão " (salmo 126.5) #RioVermelho #SosBombeirosRJ. Foto no Twitpic de Inez (@MCInez)

#RIOVERMELHO – De ontem pra hoje, vi que muitas pessoas estão se solidarizando com a causa dos bombeiros :) Todo mundo usando fitinhas vermelhas!

Tuitava Kamila Marques (@Mandhalla) na tarde de 10 de Junho, enquanto era celebrada o Habeas Corpus proferido pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. Com a libertação dos bombeiros, e apesar da proposta do Governo de Estado de reajuste salarial de 5,58% para julho próximo,  mantêm-se as reivindicações do movimento. Segundo um dos líderes, Lauro Botto,  “só irão retomar as negociações com o governo do Rio por melhores salários depois que os militares presos após invasão no quartel central da corporação, na sexta-feira passada, forem anistiados pelo governo estadual”.

Cristiane Mendes (@krys_mendes) acrescentava:

Habeas Corpus não é Anistia! ATO PACÍFICO DE APOIO #BOMBEIROSRJ – domingo, 12/06, às 9hs – Copacabana http://migre.me/51IOD #riovermelho

A “Mega Passeata”, organizada por SOS Bombeiros RJ, convida a participar “aqueles que estão indignados com os baixos salários e os altos dos governantes”.  A chamada é feita também em um vídeo oferecido em solidariedade por vários artistas da Globo:

Danilo Pereira, no blog Abordagem Policial, finaliza:

Vamos acompanhar, vestindo o espírito de vermelho, as manifestações dos Bombeiros do Rio. Um exemplo de união e dignidade entre militares, postura que certamente irá elevar a instituição após o êxito nas negociações.

13 comentários

  • A soluçao para tudo isto que aconteceu com os bombeiros ,nao seria os deputados aprovarem a PEC 300 ?
    HORA DOS DEPUTADOS REVEREM AFINAL NA HORA DAS CAMPANHAS POLITICAS VAO QUEREM SER ELEITOS ,E AFINAL O QUE FOI FEITO PELA CATEGORIA ?

  • RENATO

    OLHA AÍ GENTE NEM UM PASSO DAREMOS ATRÁS AMANHÃ NA ALERJ JUNTOS NÃO PODEMOS RECUAR VAMOS EM FRENTE ATÉ CONSEGUIRMOS NOSSO OBJETIVO OS BOMBEIROS DE FOLGA TEM QUE ESTAR LÁ REVESANDO NÃO É GREVE E SIM MANIFESTAÇÃO É ISSO QUE O POVO JÁ ENTENDEU E O GOVERNO TENTOU COLOCAR DE OUTRA FORMA PARA FICARMOS SEM CRÉDITO POPULAR MAIS O POVO JÁ ACORDOU E VIU QUEM É O VILÃO À MAIOR PROVA FOI HOJE EM COPACABANA À RESPOSTA FOI DADA DIA 13 DE JUNHO DE 2011 VAMOS CONTINUAR UNIDOS

  • Roberto

    Enquanto a população desfruta de altos salários, vantagens e estabilidade no emprego os Bombeiros sofrem!
    Ao menos deveriam ter direito ao INSS com aposentadoria aos 65 anos de idade, fator previdenciários e atendimento em hospitais públicos e UPAs.

    • Fábio

      Caro Roberto,
      Bombeiro também faz parte da população. Ele não nasceram em berço de ouro, senão não seriam bombeiros e arriscariam suas vidas. A oportunidade que eles tiveram em fazer o concurso é a mesma que quase todos têm. Fizeram uma prova a nível de grau fundamental (somente português e matemática). Assim, todos que se esforçarem terão estabilidade e se aposentarão com 30 anos de serviço muitas das vezes estressantes. Passam por exames físicos e médicos periódicos e respondem administrativamente por um simples atraso. São regidos por um código militar e necessitam de trabalho braçal.
      Então basta ter disposição física e conseguir pelo menos um diploma de ensino fundamental (serve até de supletivo) para “desfrutar dessas vantagens” (?).
      Obs: Só existe um hospital do Corpo de Bombeiros no Estado todo e garanto que o atendimento não se difere muito dos hospitais públicos.

      Espero que possa ter te ajudado.

  • Dennis

    O papel principal dos bombeiros é salvar vidas, ter prazer em ajudar as pessoas. Enquanto acontece essa greve, poderiam estar salvando pessoas.
    Onde está a honra?

    • Fábio

      Infelizmente, meu amigo, você está equivocado. Os bombeiros não estão em greve, estão trabalhando normalmente como sempre fizeram. A manifestação está sendo feita em seus horários de folga. A honra se encontra na pele de quem passa pela situação, sendo servidor público concursado estadual e ainda militar.

  • Eu acho que esta pergunta já foi respondida: Todos os bombeiros de folga participam do movimento. Não há greve. Esta informação de GREVE foi divulgada pela mídia tradicional quando viu centenas de centenas de bombeiros nas ruas e pelo Governo Estadual, para desvalorizar a campanha por melhorias. O que salvou a campanha, foi acima de tudo o apoio popular e o conhecimento desta verdade por parte da opinião pública, que desmascarou Sérgio Cabral e o tiro saiu pela culatra.

    Ser Bombeiro é ser intrépido, corajoso, determinado, honrado e não se economizar afim de que as vidas seja salvas. Esta é a honra:

    Trabalhar sem equipamento adequado, sem salário que o sustente e além de se sacrificar para salvar vidas, ser oprimido por políticos corruptos e ditadores que querem suprimir seus direitos civis e humanos em detrimento de seus próprios interesses financeiros, isto é que não tem honra.

    • Fábio

      Pois é. Os bombeiros só tem valor quando estão trabalhando em algum socorro, que é mais que sua obrigação. Muitas vezes são ignorados por pessoas críticas até que um dia precise deles. Porém, mesmo em suas folgas ajudam seus companheiros ou tomam conta da situação sozinhos. Nas horas de folgam muitos queriam estar em seus lugares andando fardados, porém nas horas de remoção de cadáveres, resgate de afogados, etc., muitos falam: “Esse serviço não é para mim não”.

  • Simone

    Sou cabo do cbmerj a 11 anos e meu marido a 13 anos, vivemos com tanta dificuldade, morando de favor na casa que é cedida por meu pai e muito mal da para pagar as contas do mês., que dirá meus companheiros que muitas vezes só tem o seu sálario e suas esposas são do lar.
    Por favor reflitam e vejam com é injustas as condições que esses homens se encontram atualmente!! Nós só queremos dar dignidade as nossas famílias.
    É justo arriscar suas vidas em prol dos outros, podendo não mais voltar para seus lares e viver com seus e para ganhar míseros 950,00 reais.

  • Edgar Rocha

    Este movimento me faz lembrar outro: o da greve de Professores do Estado de São Paulo em 1992. Foi longa, teve adesão popular e era baseada em reivindicações legítimas. Espero apenas que o Corpo de Bombeiros seja capaz de posicionar-se realmente a favor da categoria, que os representantes sindicais e líderes dos manifestantes, consigam estender o foco da discussão para questões de interesse de toda a sociedade. Só assim, não ocorrerá o esvaziamento do movimento, ou o enfraquecimento em relação às reivindicações. Vale lembrar que, depois da grande greve de professores, nunca mais uma paralisação foi realmente levada a sério pela categoria, já que os resultados não foram proporcionais ao sofrimento de todo o processo. E os representantes foram eleitos para cargos públicos, graças à notoriedade adquirida, sem ter o movimento alcançado seus objetivos (vide a realidade atual da educação no Estado de são Paulo). Os bombeiros merecem todo o apoio da sociedade por razões mais do que óbvias e, suas conquistas devem ser consideradas como de toda a sociedade, devendo ser sentidas e apropriadas por todos (principalmente no tocante à qualidade do serviço prestado). Que não se contentem apenas com a anistia dos rebelados e com uma migalha qualquer no salário. Mas, sobretudo, não se fiem por questões político-partidárias durante o processo.

  • …..O governo Sergio Cabral PMDB esta oferecendo uma excelente oportunidade para quem tenha coragem de enfrentar o Oceano Atlantico em dias de ressaca arriscando a propria vida para salvar vitimas de afogamento.- Sergio Cabral oferece Salario de R 950 00.- Sergio Cabral NAO oferece Auxilio transporte.Vale alimentacao.Plano de saude.FGTS.Pagamento de horas extras.Garantia de folga semanal.Plano de carreira.Reposicao de uniforme em tempo habil.Equipamentos de protecao individual nem mesmo protetor solar.Pensao compativel em caso de falecimento em servico.Bem pelo menos esses itens ele nao oferece aos Bombeiros Militares que atuam como Guarda Vidas.Quem se habilita a essa excelente oportunidade?JUNTOS SOMOS FORTES!PAULO RICARDO PAULPROFESSOR E CORONELEx-CORREGEDOR INTERNO…..Postado por.Paulo Ricardo Paul…as. ….Anonimo.disse…….DISCORDO CORONEL PAUL.O senhor deve ter esquecido o valor pago aos CABOS ELEITORAIS DO DESGOVERNADOR no ultimo pleito eleitoral.RECEBIAM QUASE O TRIPLO DO QUE GANHAM OS BOMBEIROS E POLICIAIS PARA EXERCEREM A ARRISCADA MISSAO DE DISTRIBUIR PANFLETOS E EMPUNHAR CARTAZES.ALEM DO ENORME DESGASTE FISICO DE OVACIONAR O PATRAO A CADA DISCURSO E A CADA PROMESSA MENTIROSA PROFERIDA POR ELE.POLICIAIS E BOMBEIROS NAO SOFREM TANTO……

  • a familia dos vieiras apoia o corpo de bombeiros em melhores salarios…etc

  • Daniele Toste Esteves

    Com certeza eu apoio esses heróis!E é com muita indignação que vejo o sofrimento desses homens na luta por dignidade!! Em saber que meus impostos não são pagos de modo justo pare eles eu me revolto!! mas na hora de votar é que podemos refletir e avaliar melhor os políticos que nos agradam, e os que nos desagradam!! porque com certeza os políticos que reconhecem o trabalho desses homens e os valorizam, estarão agradando nós contribuintes. Afinal o bom funcionamento de um país está na educação, saúde e segurança, coisas essas que infelizmente não temos no nosso país. Já está na hora do povo começar a refletir mais sobre isso!!

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.