Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Geo-bombing: YouTube + Google Earth

Geo-bombing é uma das técnicas que pode ser aplicada para disseminar sua campanha de vídeos no YouTube de maneira mais efetiva, através de aplicações mapeadoras do Google como Google Maps e Google Earth. Agora [en] você pode assistir seus vídeos com marcadores geográficos dentro do Google Earth e do Google Maps. Qualquer vídeo do YouTube com marcadores geográficos vai aparecer quando a camada do YouTube no Google Earth/Maps estiver selecionada.

Clique aqui e faça o download.

Aqui está o que você precisa saber para aproveitar ao máximo esta poderosa técnica.

Como?

1- Marcando geograficamente seu vídeo:

Durante o processo de enviar vídeos no YouTube você pode marcá-los geograficamente com uma localização:

Uma vez que a localização foi gravada e seu vídeo enviado ele aparecerá no Google Earth.

2- Como visualizar vídeos do YouTube marcados geograficamente no Google Earth?

Para ativar a camada do Google YouTube você deve abrir o menu “Layers” no lado esquerdo do Google Earth. Expandindo a opção “Gallery” será revelada a camada “YouTube”. Assim que você selecionar a caixa ao lado da camada “YouTube” todos os ícones do Google YouTube aparecerão ao redor do globo.

Youtube layer

Uso bem sucedido da técnica Geo-bombing

Esta técnica tem sido usada por ativistas Tunisianos do blog coletivo Nawaat.org [fr] (O Núcleo) para linkar dezenas de vídeos com depoimentos de prisioneiros políticos e defensores dos direitos humanos Tunisianos à localização do Palácio Presidencial da Tunísia no Google Earth. Agora, enquanto sobrevoa o Palácio Presidencial da Tunísia no Google Earth você o verá coberto com os mesmos vídeos sobre liberdades civis que Ben Ali tentava prevenir de serem assistidos pelos Netizens Tunisianos ao bloquear os dois websites de compartilhamento de vídeos mais populares, YouTube e DailyMotion.

Visualize a ocupação virtual do Palácio Presidencial Tunisiano no Google Earth: você pode baixar este arquivo .kmz (Keyhole Markup Zip) do Google Earth, que inicializará o Google Earth (você precisa tê-lo instalado) e o levará até o Palácio Presidencial de Cartago.
kml: 2.0activism Ocupação virtual do Palácio Presidencial Tunisiano

Críticas

Tunisian activists and their allies organised a “digital sit-in”, linking dozens of videos about civil liberties to the image of the presidential palace in Google Earth. That turned a low-key human-rights story into a fashionable global campaign.

The EconomistAuthoritarian governments can lock up bloggers. It is harder to outwit them

Ativistas tunisianos e seus aliados organizaram uma “ocupação digital”, linkando dezenas de vídeos sobre liberdades civis à imagem do palácio presidencial no Google Earth. Isso transformou uma discreta história de direitos humanos em uma elegante campanha mundial.

The EconomistGovernos autoritários podem trancafiar blogueiros. É difícil ser mais esperto do que eles [En]

It’s remarkable how little Google Earth bombing there’s been, considering the high profile of the application (…) Time to define “Google geobombing” or “Google Earth bombing”, then (…) Even if the definition is a bit dry, there’s not doubt that Google geobombing is great cheap guerrilla PR.

Ogle EarthGoogle Earth bombing for a free Tunisia

É extraordinário o pequeno número de “Google Earth bombing” que aconteceram até o momento, considerando-se a fama da aplicação (…) É o momento de se definir “Google geobombing” ou “Google Earth bombing”, então (…) Mesmo que a definição seja um pouco simplista, não há dúvidas de que “Google geobombing” é uma ótima e barata RP de guerrilha.

Ogle Earth“Google Earth bombing” por uma Tunisia livre [En]

The online campaign not only bypasses and mocks the regime’s ban on video-sharing sites, but also reaches foreigners who may not be aware of abuses inside Tunisia. For the first time, virtual tourists to Tunisia can see a dark side to historic sites and beautiful beaches.

C.R.I.M.E Report - Virtual Sit-in at Tunisian Presidential Palace

A campanha online não somente zomba e passa por cima da proibição de sites de compartilhamento de vídeo do regime, como também alcança estrangeiros que podem não estar conscientes dos abusos ocorrendo na Tunísia. Pela primeira vez, turistas virtuais na Tunísia podem ver o lado negro dos locais históricos e das belas praias.

C.R.I.M.E ReportOcupação virtual do Palácio Presidencial da Tunísia [EN]

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.