Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Líbia: Cinegrafista da Al Jazeera Morre em Emboscada

Esta postagem faz parte de nossa cobertura especial Levante na Líbia em 2011 [en]. 

Um cinegrafista da Al Jazeera, Ali Hassan Al Jaber do Qatar, foi morto no dia 12 de março de 2011 [en] na Líbia, depois que uma equipe de reportagem trabalhando para a emissora de língua árabe caiu numa emboscada perto da cidade de Benghazi. A notícia desencadeou um grande fluxo, no Twitter, de emoção e apoio ao cinegrafista assassinado. 

Wadah Khanfar, o diretor geral da Rede Al Jazeera Network, deu a notícia da morte numa transmissão [en] com as seguintes palavras: “A rede não se silenciará depois da morte de nosso cinegrafista”. Ele disse que vão procurar levar a julgamento os responsáveis pelo crime. 

Um dos primeiros tweets da notícia veio de Rawya Rageh, um repórter da Al Jazeera: 

@RawyaRageh: Dir of Al Jazeera Network says ambush that killed @AJArabic cameraman came after unprecedented campaign against network by #Gaddafi #Libya 

@RawyaRageh: Dir da Rede Al Jazeera afirma que a emboscada que matou o cinegrafista @AJArabic aconteceu após campanha sem precedentes contra a rede conduzida por #Gaddafi #Líbia

Uma foto do falecido foi compartilhada por @Ammr [ar], que trabalha para a Al Jazeera no Qatar: 

Ali Hassan Al Jaber

Ali Hassan Al Jaber

 

@ammr: RT @Halawala: Allah yr7am Ali Hassan AlJaber, Qatari photographer martyred in Libya rest in peace http://yfrog.com/h2h9snqj 

@ammr: RT @Halawala: Allah yr7am Ali Hassan AlJaber, fotógrafo do Qatar martirizado na Líbia, descanse em paz http://yfrog.com/h2h9snqj

رحم الله شهيدنا علي حسن جابر 

@Khanfar: Deus abençõe o mártir Ali Hassan Jabber.

Infelizmente, Al Jabber não é o primeiro funcionário da Al Jazeera assassinado durante a realização de uma reportagem. 

Afirma Nashwa Nasreldin, um produtor da rede irmã Al Jazeera em Inglês (AJE): 

@nashwanasreldin: Allah yir7amak ya Ali. Now ur photo will join the others on the wall of #aljazeera HQ in doha& ur family join the others who lost loved ones 

@nashwanasreldin: Deus yir7amak ya Ali. Agora [sua] foto será colocada ao lado das outras na parede da sede da #aljazeera em doha e [sua] família se unirá às outras que perderam entes queridos

@nashwanasreldin: Their names are etched on a memorial outside the building &a small museum houses their rescued belongings. #aljazeera Gone in seconds. 

@nashwanasreldin: Seus nomes encontram-se gravados num memorial no lado de fora do prédio e um pequeno museu abriga os pertences resgatados. #aljazeera Foi-se em segundos.

@nashwanasreldin: There is a small community of wives&children who meet in doha at #alJazeera events. Each has lost a husband/father who worked there. Tragic. 

@nashwanasreldin: Há uma pequena comunidade de esposas, filhos e filhas que se encontram em Doha nos eventos da #alJazeera. Cada um deles perdeu um marido/pai que lá trabalhava. Trágico.

Abdullah Mussa, um produtor para a AJE que se encontra, atualmente, na Líbia (e um amigo do autor do artigo original), complementa: 

@abdullahmussa: #aljazeera camera man shot dead in #Libya. Last spoke to him at breakfast this morning, he calmed me down and said don't worry #aja #aje 

@abdullahmussa: cinegrafista da #aljazeera morto a tiros na #Líbia. A última vez que falei com ele foi hoje [12/03/2011] no café da manhã, ele me tranquilizou e disse que não me preocupasse #aja #aje

No dia anterior, Mussa havia postado um link para uma reportagem da AJE sobre a Líbia, no qual havia dito “O instante quando quase perdi minha vida… vídeo completo, sem cortes, sobre o que ocorreu, a ser divulgado assim que sair da Líbia e encontre tempo para editá-lo…” 

 

@AJEnglish: Al Jazeera employee killed in Libya: Network cameraman shot dead in Benghazi. http://aje.me/er5BZY 

@AJEnglish: Funcionário da Al Jazeera morto na Líbia: cinegrafista da Rede morto a tiros em Benghazi . http://aje.me/er5BZY

O cinegrafista assassinado era nascido no Qatar. Mohammed bin Hamad, o filho do emir do Qatar atualmente no governo, ponderou no Twitter: 

@MbinH: Ali Al Jaber, through his camera and his bravery, brought us images of the reality of what was going on in Libya. #RIP #AliAlJaber 

@MbinH: Ali Al Jaber, por meio de sua câmera e de sua coragem, nos trouxe imagens sobre a realidade do que está acontencendo na Líbia. #RIP #AliAlJaber

Mussa também tuitou: 

@abdullahmussa: Crowds in #Benghazi chant: with our souls with our blood, we'll protect you #Aljazeera. #aja #aje 

@abdullahmussa: Multidões em #Benghazi cantam: com nossas almas[,] com nosso sangue, nós te protegeremos #Aljazeera. #aja #aje

Apoio dos colegas globais 

À medida que notícias sobre o assassinato se espalham, mais pessoas se colocam em defesa da Al Jazeera, incluindo estes jornalistas internacionais: 

@nirrosen: condolences to al Jazeera's brave reporters on their terrible loss today. moving images now of Ben Ghazi masses showing support for Jazeera 

@nirrosen: condolências para todos os corajosos repórteres da al Jazeera nesse dia terrível de perda. imagens tocantes agora, das massas em Benghazi externando seu apoio à Jazeera

@NickKristof: Al Jazeera cameraman Ali Hassan Al Jabir was murdered today in eastern Libya. Hats off to his courage, and RIP. 

@NickKristof: cinegrafista da Al Jazeera, Ali Hassan Al Jabir, foi assassinado hoje no leste da Líbia. Tiramos o chapéu por sua coragem, e descanse em paz.

@kevglobal: RT @SCClemons: Saluting @AJEnglish & @AJArabic murdered photographer Ali Hassan Al-Jaber. Tears from Wadah Khanfar. http://bit.ly/gkNzZE 

@kevglobal: RT @SCClemons: Saudações @AJEnglish & @AJArabic fotógrafo assassinado Ali Hassan Al-Jaber. Lágrimas de Wadah Khanfar. http://bit.ly/gkNzZE [en]

A Rede, assim como aqueles que o conheciam, estão compartilhando maiores detalhes sobre Al Jaber e de como ele morreu… 

@AJELive: Al Jazeera's Tony Birtley in Benghazi: Al Jaber was hit by 3 shots, and was wounded through heart; then died in hospital http://aje.me/eqGe2F 

@AJELive: Tony Birtley, da Al Jazeera em Benghazi: Al Jaber foi atingido por 3 tiros, e ficou ferido no coração; depois morreu no hospital http://aje.me/eqGe2F [en]

@AJELive: Al Jaber, a Qatari national, was born in 1955 and received 2 degrees in cinematography from Academy of Arts in Cairo. http://aje.me/eorppC 

@AJELive: Al Jaber, nascido no Qatar, nasceu em 1955 e recebeu 2 títulos em cinema pela Academia de Artes do Cairo. http://aje.me/eorppC [en]

@Dima_Khatib: Yes I did know Ali Al Jaber when I worked for Al Jazeera in Doha. A very good-hearted man. A very respectful and respectable colleague. 

@Dima_Khatib: Sim, eu conheci Ali Al Jaber quando trabalhei para a Al Jazeera em Doha. Um homem de muito bom coração. Um colega muito respeitoso e respeitável.

@Dima_Khatib: Thank you all for condolences & solidarity with Al Jazeera cameraman Ali Al Jaber, a great professional but also head of family in Qatar 

@Dima_Khatib: Obrigado a todos pelas condolências e solidariedade para com o cinegrafista da Al Jazeera, Ali Al Jaber, um excelente profissional, mas também chefe de família no Qatar

ÚLTIMA NOTÍCIA: Um funeral foi organizado para Al Jaber mais tarde naquela noite (12/03) em Benghazi. Evan Hill,  produtor para a rede AJE, fez este vídeo da cena emocionante: 

 

Esta postagem faz parte de nossa cobertura especial do Levante da Líbia em 2011 [en]

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.