Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Sérvia: Reações à História de Mercenários Sérvios na Líbia

Serbian daily 'Alo' carries an image of Serbian mercenaries in Libya.

Serbian daily 'Alo' carries an image of Serbian mercenaries in Libya. | O diário sérvio 'Alo' traz a imagem de mercenários sérvios na Líbia.

Atualização (28 de fevereiro de 2011):

Dois dias depois do Global Voices publicar esta história, no dia 25 de fevereiro de 2011, o Ministério da Defesa da Sérvia divulgou um comunicado, negando o envolvimento do exercito sérvio nos protestos civis líbios. Segundo a Reuters, o Ministério da Defesa disse:

“No active or retired Serbian military personnel were involved in the events in Libya and we deny all such media reports.”

Nenhum militar sérvio, ativo ou reformado, esteve envolvido nos eventos na Líbia e nós negamos todos os relatos da mídia nesse sentido.

Entretanto o site líbio anti-governista “Libya al Youm” reportou, em 27 de fevereiro de 2011, que a estação de rádio sérvia BIR relatara a existência de aviões da República Sérvia levando mercenários para conter os manifestantes na Líbia.

* * *

De acordo com o blog maltês Malta CC [en], há relatos de que pilotos do exército sérvio tenham participado do bombardeio a protestantes nas cidades líbias de Trípoli e Benghazi. Os relatos vieram a público depois de dois pilotos líbios terem fugido para Malta, recusando-se a bombardear seus compatriotas que participam dos protestos na Líbia [pt].

O diário sérvio Alo lembrou seus leitores de que Muammar al-Gaddafi [en] já havia contratado pilotos sérvios antes: nos anos 90, em operações de combate contra radicais islâmicos, mas também em ações contra civis, como suporte às forças terrestres.

No mesmo artigo [sr], Alo revelou que mercenários sérvios estávão supostamente matando protestantes nas ruas de Tripoli e Benghazi:

Serbian mercenaries earn tens of thousands dollars for this job… They come from Serbia, but Bosnian and Croatian agencies are involved in recruiting for this kind of work…”Serbian legionnaires” are veterans of the conflicts in the former Yugoslavia. In addition to former members of the military and police units, the bulk of these forces are the former [“Red Berets“]… Gaddafi pays them as much as they demand! A good number of them had great-paying jobs in various African countries, but this was an offer not to be rejected. It can be expected that in the near future a lot of our contractors go with Gaddafi, who has great confidence in Serbian soldiers.

Mercenários sérvios ganham dezenas de milhares de dólares por esse trabalho… Eles vêm da Sérvia, mas agências bósnias e croatas estão envolvidos no recrutamento desse tipo de trabalho… “Legionários sérvios” são veteranos em conflitos na extinta Iugoslávia. Somados a ex-militares e policias, a maior parte dessas forças pertence ao antigo [“Red Berets“] [en] (ou “Boinas vermelhas”)… Gaddafi os paga o quanto pedirem! Um bom número deles tinham trabalhos muito bem pagos em outros países africanos, mas esta era uma oferta que não podia ser recusada. É de se esperar que, num futuro próximo, muitos de nossos agentes vão para Gaddafi, que tem grande confiança nos soldados sérvios.

Aparentemente, os internautas sérvios não estão muito surpresos com essas alegações e revelações. O fórum Krstarica [sr] é um dos canais ricos em debate.

Reg escreve:

No wonder, people. Professionals are doing everything for money… No emotions, no morals… Kill for the one who offered more. In the wars in the former Yugoslavia they cooperated with the Croats, Muslims, why now would not work for Gaddafi. It doesn't matter to them at all who the boss is.

Não é de se espantar, pessoal. Profissionais estão fazendo tudo por dinheiro… Sem emoções, sem moral… Mate por aquele que oferecer mais. Nas guerras da antiga Iugoslávia, eles cooperaram com os croatas, muçulmanos, por que agora não trabalhariam para Gaddafi. Não importa nem um pouco para eles quem seja o chefe.

Sicilian escreve:

It is OK! Gaddafi has always been on the Serbian side…

Está tudo bem! Gaddafi sempre esteve do lado sérvio…

Soko observa:

It seems that he believes the Serbs most… Libya has not recognized Kosovo, yet another reason to support Gaddafi.

Parece que ele acredita mais nos sérvios… A Líbia não reconheceu Kosovo, mais um motivo para apoiar Gaddafi.

Neca 1977 pergunta:

How do I apply for Gaddafi's mercenaries?

Como eu me inscrevo para ser um mercenário de Gaddafi?

Mika Egzekutor observa:

Bosniaks and Croats are today finding jobs for those who were shooting them yesterday.

Hoje, bósnios e croatas estão encontrando trabalhos para aqueles de quem levavam tiros ontem.

Paja 1408, um oficial do exército sérvio, relembra:

Hey, gentlemen, what is strange about it? I know personally, when I was in military schools, there were also Libyans, Iraqis, Zambians, Palestinians… I know that they were in Russian [military] schools also. Gaddafi's military experts appreciated the school in Yugoslavia… He knew to recruit the best ones to join the Libyan army… Many were coming to help Libyans under special contracts… […] Personally, I have had an offer to go there, and I know many colleagues who went…

Ei, senhores, o que há de estranho nisso? Sei por experiência pessoal que, quando eu estava na escola militar, havia também líbios, iraquianos, zambianos, palestinos… Eu sei que eles estavam nas escolas [militares] russas também. Os especialistas militares de Gaddafi aproveitaram a escola na Iugoslávia… Ele sabia como recrutar os melhores para o exército líbio… Muitos vinham para ajudar os líbios sob contratos especiais… […] Pessoalmente, recebi uma oferta para ir para lá, e conheço muitos colegas que foram…

Visitantes de um fórum de ultra-direita e poder branco chamado “Stormfront” (ou “frente da tempestade”) também falaram do suposto envolvimento dos “dogs of war” (ou “cachorros de guerra”) sérvios na Líbia.

Iraklija diz:

Here are a few things that I've heard from a person who served in the Foreign Legion and later as a solo mercenary. Here is what you get if you're a mercenary in Libya:

1. $10,000-$20,000 monthly in cash
2. Citizenship
3. Wife and prostitutes
4. Gold medals
5. An opportunity to work at Gaddafi's security sector or for security of a Gaddafi family member

Aqui estão algumas das coisas que ouvi de uma pessoa que serviu na Legião Estrangeira e que depois se tornou um mercenário por conta própria. Aqui está o que você recebe se você for um mercenário na Líbia:

1. Entre 10 e 20 mil dólares mensais em dinheiro
2. Cidadania
3. Mulher e prostitutas
4. Medalhas de ouro
5. Uma oportunidade de trabalhar no setor de segurança de Gaddafi ou com a segurança de um membro da família de Gaddafi

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.