Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Irã: Protestando em nome do Egito e da Tunísia

Líderes da oposição iraniana, Mir Hussein Mousavi e Mehdi Karubi, pediram [en] permissão para realizar um comício em apoio das revoltas no Egito e na Tunísia, em 14 de fevereiro (25 de Bahman), de acordo com seus sites.

Isto impõe um dilema para o governo iraniano, que promoveu protestos em massa há um ano. A notícia motivou vários ciberativistas a adicionar seu “toque verde” à internet, compartilhando suas idéias e esperanças de uma nova era para o movimento de protesto iraniano.

A página no Facebook 25 de Bahman (14 de Fevereiro) foi lançada recentemente, e já mais de 18.000 pessoas se uniram. Nesta página há informações que os manifestantes podem distribuir e imprimir, incluindo newscasts sobre o movimento de protesto egípcio.

O cartaz abaixo convida as pessoas a se manifestar, em Teerã, em 14 de fevereiro e também menciona o artigo 27 da Constituição iraniana que prevê a liberdade de reunião sem armas, e desde que as reuniões “não sejam prejudiciais aos princípios fundamentais do Islã”.

Poster calling to demonstration on February 14

Várias pessoas têm escrito comentários e compartilhado suas opiniões sobre a manifestação programada, sugerindo slogans sobre a corrupção econômica do regime iraniano, semelhantes aos protestos na Tunísia e Egito.

Os ciberativistas também começaram a trabalhar [en] em páginas locais do Facebook de várias outras grandes cidades como Shiraz, Isfahan e Tabriz.

Khodnevis relata que os manifestantes começaram a escrever “25 Bahman, our Anger Day” [25 de Bahman, nosso Dia da Ira] em notas de dinheiro.

Sokhanesabz escreve [fa]:

… three days before 14 February (25 Bahman) on the anniversary of the revolution, we should go to the rooftops and chant “Down with the dictator”. We should start inform people several days before the demonstration not just the night before.

… três dias antes de 14 de fevereiro (25 de Bahman), no aniversário da revolução, devemos ir para os telhados e cantar “Abaixo o ditador”. Devemos começar a informar as pessoas vários dias antes da manifestação, não apenas na noite anterior

2 comentários

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.