Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Síria: Internautas correm para apoiar os protestos egípcios

Este post é parte de nossa cobertura especial Protestos no Egito em 2011.

página do diário Baladna hackeado. Postado no lugar notícias sobre os protestos egípcios.

Enquanto continuam os protestos para derrubar o regime de Mubarak, no Egito, sírios estão correndo para ajudar os manifestantes de todas as maneiras que podem. O Damascus Bureau informou que hackers assumiram o site do diário Baladna e deixaram uma mensagem dizendo: “Nós não permitiremos um apagão midiático em relação ao que está acontecendo no Egito. Aqui estão algumas notícias sobre o que está acontecendo no Egito.”.

Maurice Aaek, um blogueiro e jornalista, está impressionado [ar] de ver os jornais estatais publicando informações falsas sobre os motivos e as exigências dos manifestantes:

عددت البعث جميع مطالب الجماهير (من الاحتجاج على الأوضاع الاقتصادية إلى طرد السفير الاسرائيلي ووقف تصدير الغاز) دون المرور على المطلب الأساس الذي تنادي به الجماهير المحتشدة منذ يومين وهو رحيل الرئيس المصري حسني مبارك.

O Al-Baath listou todas as demandas da multidão(do protesto contra as condições econômicas à expulsão do embaixador israelense e o fim da exportação de gás natural) sem mencionar a exigência principal das multidões que tem protestado há dois dias, que é a exigência de que o presidente egípcio, Hosni Mubarak, deixe o poder.

Alguns blogueiros sírios dedicaram seus blogs[ar] a distribuir notícias sobre os protestos, e um grupo deles se uniu para criar um blog[ar] cujo único propósito é o de publicar as últimas notícias sobre os protestos à medida que acontecem. Ahmad AbulKheir postou instruções [ar] sobre como acessar o Facebook e o Twitter usando HTTPS e uma extensão do Firefox chamada https-everywhere [en], depois que sites foram alegadamente bloqueados no Egito na tentativa de parar o fluxo de notícias.

É claro, o Twitter teve importante papel em mostrar o apoio [aos protestos], em divulgar informações e em convocar para a ação. Omar Mushaweh relatou [ar] alguns planos interessantes na Síria:

Ativistas síros chamam ao protesto em frente ao Parlamento em 5 de fevereiro

E Yassin rather poeticamente tuitou [ar]:

Três momentos que devemos experimentar ao longo de nossas vidas: O nascer do sol depois de uma semana chuvosa, o nascimento de uma criança, e testemunhar a queda de um tirano.

Este post é parte de nossa cobertura especial Protestos no Egito em 2011.

1 comentário

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.