Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Egito: Twitter bloqueado Enquanto Protestos Continuam

Este post é parte de nossa cobertura especial Protestos no Egito em 2011.

The blocked Twitter page

A página do Twitter bloqueada que os egípcios vêem quando tentam acessar o site.

O Egito acabou de levar sua guerra à internet, e cortou o acesso a comunicações por telefone celular em áreas onde milhares de manifestantes estão se reunindo no Dia da Revolução. O objetivo parece ser uma tentativa de controlar o fluxo de manifestantes e estrangular o movimento.

As manifestações se espalharam por todo o país, hoje, com convocações para pôr um fim ao regime de 30 anos de Hosni Mubarak,  a corrupção, as deficiências econômicas, bem como a outros problemas. Os protestos e seus pontos de encontro foram anunciados em sites de redes sociais, incluindo o site de microblogging, Twitter, que foi bloqueado pelas autoridades.

Tal censura provocou a ira de ativistas, especialmente porque é a primeira vez na história do Egito que esse expediente é usado para silenciar as pessoas no ambiente online. Este movimento é um pequeno lembrete do punho de ferro com o qual o então homem-forte tunisiano, Zeine El Abidine Ben Ali, cercou e censurou a Internet na vizinha Tunísia, cujo levante tem inspirado milhões de árabes.

Do Cairo, Eman Hashim tuíta [en]:

mubarak regime is blocking internet access to us. keep spreading the word. we are being trapped #25jan

O regime e Mubarak está bloqueando o nosso acesso à internet. Continuem espalhando as notícias. Nós estamos sendo encurralados #25jan

Ela acrescenta [en]:

Twitter is banned now from home DSL and soon from mobiles. we r being trapped

O Twitter está banido através da conexão DSL em casa e logo será nos celulares. Estamos sendo encurralados

Mohamed ElGohary acrescenta [en]:

TWITTER IS BLOCKED IN EGYPT #Jan25

TWITTER ESTÁ BLOQUEADO NO EGITO #jan25

E Alaa Abd El Fattah está lívida e  grita [en]:

reminder THERE IS NOTHING IN EGYPTIAN LAW THAT ALLOWS FOR BLOCKING WEBSITES. not a single clause, the ISPs are responding to illegal orders

um lembrete: NÃO HÁ NADA NA LEI EGÍPCIA QUE PERMITA O BLOQUEIO DE SITES. Nem uma única cláusula, os provedores estão respondendo a ordens ilegais

Rami Raoof  sugere uma forma de burlar [en] o bloqueio:

netizens in #Egypt- if you want to access Twitter.com & Bambuser.com download TOR from http://torproject.org #Jan25

internautas no #Egito- se vocês querem acessar o Twitter.com e Bambuser.com, baixem o TOR do http://torproject.org #Jan25

Linhas telefônicas parecem estar também com problemas.

Sally Sami relata [en]:

Just left tahrir square. Tear gas being bombed and all mobile lines not working mostly #jan25

Acabei de deixar a praça tahrir. Bombas de gás sendo lançadas e linhas de celular não funcionando a maior parte do tempo #jan25

E acrescenta [en]:

Mobinil lines present in tahrir square have been disconnected #jan25

Linhas da Mobinil [empresa egípcia de telefonia celular] na praça tahrir foram desconectadas #jan25

E sites de notícias também estão sendo filtrados para evitar que notícias dos protestos se espalhem.

Jordanian Tololy nota [en]:

Dostor.org (independent news website covering #Jan25 protests live) blocked for the 2nd time in #Egypt #ArabProtest

Dostor.org (site de notícias independente cobrindo os protestos de #jan25 ao vivo) bloqueado pela segunda vez no #Egito #ProtestoÁrabe

E Suad Al Subaie acrescenta [en]:

Pictures of Husni Mubarak have been torn down in public. 100+ arrested. 3 Major news channels prevented from covering #Egypt #jan25

Fotos de Hosni Mubarak sendo rasgadas em público. Mais de 100 presos. 3 grandes redes de TV proibidas de cobrir #Egito #jan25

Para mais atualizações sobre o Egito, siga a hashtag #Jan25

Este post é parte de nossa cobertura especial Protestos no Egito em 2011.

4 comentários

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.