Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Afeganistão: Protesto em Cabul contra o governo iraniano

Manifestantes afegãos protestaram [en] na quinta-feira em frente à embaixada iraniana em Cabul, no Afeganistão contra os maus tratos a imigrantes e refugiados afegãos no Irã, e também contra o atual bloqueio iraniano ao combustível [que chega] ao Afeganistão. A manifestação de hoje foi organizada [en] pelo Partido da Solidariedade Afegã. O governo iraniano diz que o objetivo do bloqueio é o de evitar que as forças da OTAN obtenham o combustível.

Queimando fotos de líderes do Irã

Este vídeo mostra manifestantes queimando fotos do Supremo Líder da República Islâmica, Ali Khamenei, e do presidente Mahmoud Ahmadinejad. As pessoas aplaudiam e gritavam “Abaixo Ahmadinejad e Khamenei”.

Prisioneiros iranianos, vítimas afegãs

Radio Koocheh publicou [en] várias fotos da manifestação de hoje. Os manifestantes afegãos carregavam fotos das vítimas afegãs e de ativistas políticos iranianos presos (foto do início do post).

Radio Koocheh escreve que dezenas de manifestantes jogaram pedras na embaixada do Irã em Cabul.

Porteghal Froosh (significa ‘Vendedor de Laranja’) escreve [fa] que na sexta passada, em 7 de janeiro, houve outra grande manifestação contra a decisão da República Islâmica de bloquear 200 caminhões-taque cheios de combustível de entrar no Afeganistão. O blogueiro escreve que o bloqueio causou uma alta de preços. O governo afegão acusou a política iraniana de violar leis internacionais.

Eghtesad Afghnestan (significa ‘Economia Afegã’) escreve [fa] tque o Afeganistão importa todo o combustível [que consome] e que 30% deste vem do Irã.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.