Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Egito: Tuitando o Dia da Revolução

Protesters from today's demonstration

Este post é parte de nossa cobertura especial Protestos no Egito em 2011.

De relatos de pequenos encontros aos de milhares de manifestantes que marcham em diferentes cidades do Egito, o Twitter está em chamas com reações.

Este “Dia da Revolução” em todo país [en] coincide com o Dia da Polícia e reúne pessoas de diferentes estilos de vida e de largo espectro político para protestar contra o governo de 30 anos do presidente Hosni Mubarak.

Tuitando de Mohandesin [bairro do Cairo, capital do Egito], @monasosh nota [en]:

If u r not here, u r missing a lot. Down wt mobarak . Mohandesin #jan25

Se você não está aqui, está perdendo muito. Abaixo Mubarak. Mohandesin #jan25

Em outro tuíte, ela canta [ar]:

#jan25 يا مبارك يا مبارك، الطيارة في انتظارك
Mubarak! Mubarak! O avião está esperando por você.

em referência à fuga de Zein El Abidine Ben Ali da Tunísia, depois de seu levante popular.

An aerial view of demonstrators gathering in Ramsis by @basboussa1

An ariel view of demonstrators gathering in Ramsis by @basboussa1

À medida em que os encontros se tornam maiores, alguns acham difícil de apanhar. Ahmad Khalil tuíta [ar]:

عشرون الف متظاهر فى شارع جامعة الدول العربيةشباب وصبايا وربات بيوت واطفال يركدون لم استط محارتهم …نفسى اتقطع
20,000 manifestantes na Arab League Road [Estrada da Liga Árabe]. Jovens, donas de casa e crianças. Eles estão todos correndo. Eu não consegui acompanhá-los. Perdi meu fôlego.

Em outro tuíte, ele resume o clima [ar]:

الناس اللى ماشيين فى المظاهرة اول مرة اشوفهم ..يظهر اول مرة يتظاهروا كلهم همة وحماس عايزين يعملوا ثورة حقيقية
Esta é a primeira vez que vejo estas pessoas nessa manifestação. Parece ser a primeira vez que elas protestam. Estão cheias de entusiasmo e excitação – como se quisessem criar uma verdadeira revolução

Logo, tuítes denunciando a repressão policial começaram a surgir:

Sandmonkey relata [en]:

Police just arrested everyone in cilantro. Took their ids and phone. We barely got out.” #jan25

A polícia acabou de prender todo mundo em cilantro. Pegaram as identidades e telefones das pessoas. Nós mal conseguimos escapar. #jan25

Wael Abbas acrescenta [ar]:

انباء عن اعتقال صحفية في المحلة الكبرى
Há notícias da prisão de uma jornalista em Al Mahala Al Kubra

E em outro tuíte, diz [ar]:

اخبار عن ضرب المتظاهرين في شبرا
Há notícias de manifestantes sendo espancados em Shubra
Crowdmap to report demonstration updates

Crowdmap para relatar manifestações e novidades

Um crowdmap, elaborado pela Rede Árabe para a Informação e Direitos Humanos, já está funcionando para as pessoas relatarem os protestos, prisões, perseguição policial e onde as pessoas e a polícia estão se reunindo.

E em um movimento esperado ou não tão esperado, relatos de censura a sites da internet estão vindo à tona.

Mohamed ELGohary nota [en]:

Now http://dostor.org and Bambuser.com are blocked in Egypt #NetFreedom #Jan25

Agora o http://dostor.org e o Bambuser.com estão bloqueados no Egito #LiberdadenaRede #jan25

E Alaa Abd El Fattah tuíta [en]:

Egyptian ISPs seem to be illegally blocking websites again, collaborating with police despite no laws allowing internet censorship #jan25

Provedores egípcios parecem estar novamente bloqueando ilegalmente sites, colaborando com a polícia, apesar de não haver leis permitindo a censura à internet #jan25

Enquanto isso, Mona Eltahawy nota [en]:

In past 8 days at least 12 #Egyptians set themselves on fire out of desperation: unemployment, poverty, corruption. #Jan25 #Egypt protest

Nos últimos 8 dias, pelo menos 12 egípcios atearam fogo a si mesmos em um ato de desespero: desemprego, pobreza, corrupção. #jan25 Protesto #Egito

Para mais reações, siga a hashtag #Jan25 no Twitter.

Fique ligado para mais cobertura dos eventos no Egito.

Crédito das fotos:

1. @monasosh
2. @basboussa1

4 comentários

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.