Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Tunísia: Tuitando o discurso de Ben Ali – Mudança 2.0 ou foi só show?

Os protestos populares que prosseguem nas ruas das cidades da Tunísia sem mostrar sinais de desânimo há quase quatro semanas representam o maior desafio dos 23 anos de governo do Presidente El Abidine Ben Ali. Na noite de 14 de janeiro, no terceiro pronunciamento à nação em menos de um mês, o presidente prometeu uma série de reformas, dentre as quais estão o relaxamento de restrições na liberdade de expressão e, o que chamou mais a atenção, a promessa de não tentar concorrer a mais um mandato nas eleições marcadas para 2014.

Assim que ouviu o discurso, o blogueiro tunisiano Youssef Gaigi enviou suas impressões a Jillian C. York, que as postou em seu blog. Youssef escreveu:

Today’s speech shows definitely a major shift in Tunisia’s history.
Ben Ali talked for the third time in the past month to the people. Something unprecedented, we barely knew this guy. Ben Ali talked in the Tunisian dialect instead of Arabic for the first time ever.
He spoke directly to the police forces and ordered them not to shoot, unless in cases of self-defense. On the same line he said a commission will investigate in the murders that occurred.
He also said that people misled him in several areas, and particularly in the areas of politics and freedom. He admited that he didn’t achieve his goals or dreams in these areas. He granted that all liberties will be given to the people of Tunisia. He stated that the right of setting an organization, a political party, or a media will be totally opened. He said all censorship online or on traditional media will be stopped.
People are still cautious and doubt these words. We are talking about billions of $ stolen by his family. A political party, RCD, which is much much stronger than other parties. We are also talking about 150k policemen who acted like a terrorist organization for decades and particularly lately. Turning his words into action will be a very difficult mission.
We will probably start by checking his words tomorrow.

Definitivamente, o discurso de hoje mostra uma grande mudança na história da Tunísia.
Ben Ali fez o terceiro pronunciamento à nação no decorrer de um mês. Trata-se de algo sem precedentes, a gente mal sabia quem esse cara é. Pela primeira vez, Ben Ali falou no dialeto da Tunísia, em vez de árabe.
Ele falou diretamente às forças policiais e ordenou-lhes que não atirem, a não ser em casos de autodefesa. Na mesma linha, disse que uma comissão investigará os assassinatos ocorridos.
Ele também disse que foi enganado em várias áreas, nomeadamente nos campos da política e de liberdade. Admitiu que não atingiu seus objetivos ou sonhos nessas áreas. Ele garantiu que todas as liberdades serão devolvidas ao povo da Tunísia. Afirmou que o direito de estabelecer uma organização, partido político ou veículo de comunicação será totalmente concedido. Disse que toda a censura online ou nos meios tradicionais será interrompida.
O povo ainda está cauteloso e duvidando destas palavras. Estamos falando dos bilhões de $ roubados pela família dele. De um partido político, a RCD [Aliança Constitucional Democrática, partido do Governo], que é muito mais forte do que os outros partidos. Estamos falando também de 150 mil policiais que há décadas agem como uma organização terrorista, particularmente recentemente. Transformar essas palavras em ação será uma missão muito difícil.
Provavelmente, começaremos a verificar essas promessas amanhã.

Durante e depois do pronuncionamento de Ben Ali, o Twitter foi tomado pela hashtag #Sidibouzid e inundado com transcrições e comentários sobre o discurso.

Parafraseando Ben Ali, @Khaffousa (Samira Abed) escreveu:

“Je vous comprend je vous comprend!!!! Mais comprenais moi je veux rester!!!et d'ailleurs je vais rester au moins jusqu'en 2014″ #SidiBouzid

“Eu te entendo, eu te entendo! Mas entenda que quero ficar! E além disso, vou ficar até pelo menos 2014″ #Sidibouzid

Agindo de acordo com a promssa de Ben Ali, @karim2k (Ben Karim) disse que não ficou impressionado:

I am practicing my “new” freedom of speech: We're not done with what happened in #Sidibouzid and the country

Estou praticando minha “nova” liberdade de expressão: Não vamos deixar de lado o que aconteceu em #Sidibouzid e no país

O jornalista @Dima_Khatib (Dima Khatib), que tuitou ao vivo uma ata do discurso, também está cético:

Ben Ali: from now on the right of demonstration is granted but you have to say when and where #SidiBouzid

Ben Ali: A partir de agora, o direito de protestar está garantido mas você precisa dizer quando e onde #SidiBouzid

E o sarcasmo nunca fica de fora. @Snake122448 (Snake) tuita:

Source sûre : Ben Ali se fout de notre gueule. Confirmé. #sidibouzid

Fonte confiável: Ben Ali está rindo de nossa cara. Confirmado. #sidibouzid

Nem todos ficaram convencidos pelas palavras do presidente. @Houeida (Houeida Anouar) diz que a mudança que o presidente propôs não é o que o povo está pedindo. Ela tuita:

التـّــحوّل 2.0 (Change 2.0)…
Are we going to accept this paternalistic position of President Ben Ali?
The problem is, if we're going to test what Ben Ali is proposing, we're going to lose momentum.
To clarify: التـّــحوّل 2.0 means that the president is making his own revolution, on his own government! Not us! #sidibouzid

التـّــحوّل 2.0 (Mudança 2.0)…
A gente vai aceitar essa posição paternalista do Presidente Ben Ali?
O problema é que se a gente não for testar o que Ben Ali está propondo, perderemos o pique.
Para esclarecer: التـّــحوّل 2.0 significa que o presidente está fazendo a sua própria revolução, o seu próprio governo! Não a gente!

Um das peças chaves do pronunciamento de Ben Ali foi sua promessa de acesso livre à Internet. Em questão de horas depois do discurso, choveu relatos confirmando o desbloqueio de sites previamente censurados. O blog coletivo independente Nawaat.org, que teve um papel fundamental na disseminação de informação e material multimídia sobre os protestos no país fornecendo uma dose diária de conteúdo aos cidadãos e imprensa, tuita na conta @nawaat:

we confirm, our main blog nawaat.org is no more blocked in #tunisia #sidibouzid

Confirmamos, nosso blog principal, nawaat.org, não mais está bloqueado na #tunisia #sidibouzid

Poré,m mais tarde, @nawaat ponderou em relação à liberdade de imprensa em geral:

RT @walidsa3d Press freedom doesn't mean democracy, look at Algeria and Egypt #sidibouzid

RT @walidsa3d Liberdade de imprensa não é sinônimo de democracia, vide a Algéria e o Egito #sidibouzid

Relatos também confirmaram que o acesso ao YouTube e Daily Motion deixou de ser bloqueado. Mas @404samiTunis (Sami Ben Romdhane) lembra aos seus seguidores os objetivos do protesto. Ele tuita:

Je rappele mes followers que ni Bouazizi ni les autres victimes ont donne leur vie pour accéder a YouTube ou DailyMotion!

Lembro aos meus seguidores que Bouazizi e as outras vítimas não deram a suas vidas pelo acesso ao YouTube ou DailyMotion!

@kais_be (kais) concorda. Ele tuita:

fermer Youtube ouvrez Carthage #free #sidibouzid

Fechem o YouTube. Abram Carthage [a residência presidencial] #free #sidibouzid

@yassayari (Yassine Ayari) concorda:

Je n'abandonnerais pas ma liberté pour Youtube #sidibouzid

Não abrirei mão de minha liberdade pelo Youtube #sidibouzid

Minutos depois que Ben Ali fez seu pronuncionamento, relatos dão conta de que o povo tomou as ruas em celebração, disparando a buzina de carros para mostrar alegria e apoio às promessas de Ben Ali. Mas alguns dos usuários do Twitter começaram a lançar dúvidas sobre a espontaneidade dessa exibição de entusiasmo. @benmhennilina (Lina Ben Mhenni) tuita:

tous les gens sur l avenue ont la mm pancarte et la mm photo de zaba.quel hazard!

Todas as pessoas celebrando nas ruas seguram as mesmas placas e fotos de Ben Ali. Que coincidência!

O jornalista e comentarista @halmustafa (Hasan Almustafa) confirma as dúvidas de Lina. Ele tuita:

@halmustafa: مراسلة فرنسا 24 من تونس: هنالك من يشير إلى أن كثيرا من الذين نزلوا للشارع محفلين، هم من أعضاء الحزب الحاكم #SidiBouzid

O correspondente da France 24 em Tunis: Há indícios de que muitos daqueles que estão nas ruas são membros do partido do poder #SidiBouzid

Mais tarde @halmustafa acrescenta:

الشابي يقول إن هنالك مظاهرات منددة خرجت في القصرين، منتقدا عبر شاشة فرنسا 24، خطاب الرئيس بن علي، والوزير العبيدي #sidibouzid

Chebbi (figura da oposição) disse à France 24 que havia protestos em Kasserine condenando o discurso do Presidente Ben Ali e do Ministro al-Obeidi

Mais tarde no mesmo dia, cerca de 3 horas depois do discurso do Presidente, a Twittosfera recebeu confirmação da da libertação do blogueiro, ativista e colaborador do Global Voices Slim Amamou, cuja primeira mensagem no Twitter como um homem livre foi: “Estou livre”.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.