Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Mianmar: Suu Kyi Conquista a Liberdade

Ela passou 15 dos últimos 21 anos presa, mas agora está finalmente em liberdade. Aung San Suu Kyi, heroína birmanesa da luta pró-democracia e líder da oposição em Mianmar, foi libertada de sua prisão domiciliar pelo governo militar na tarde de sábado, uma semana depois da realização de eleições dominadas por candidatos da situação, que apoiam o atual governo do país.

The Democratic Voice of Burma conseguiu cobrir [en] a primeira entrevista, minutos depois da libertação. Esse vídeo mostra Suu Kyi acenando para partidários na frente de sua casa, sobre uma das margens do Lago Inya, em Yangun:

AUNG SAN SUU KYI EM LIBERDADE do canal da DVBTV em inglês no Vimeo.

Rumores de que Suu Kyi seria libertada nesse final de semana, data em que sua sentença de prisão domiciliar chegaria ao fim, começaram a correr na última quinta-feira, quando foi divulgado que ela teria assinado documentos [en] relativos à sua libertação ao meio dia. Enquanto isso, os membros da Liga Nacional pela Democracia (NLD), partido de Suu Kyi, começaram a arrumar [en] a sede do partido, em antecipação da libertação da líder.

Na sexta, já havia uma multidão de pelo menos 500 pessoas [en] aglomerando-se na frente do escritódio do NLD, em Yangon, aguardando a libertação de “Aunty Su”. Um cartaz na frente da sede do partido trazia os dizeres “Hoje é o Dia da Libertação Dela” [en]. Mais de 100 filiados e membros do NLD doaram sangue em um hospital local, com o objetivo de chamar a atenção para a libertação da líder.

No entanto, a libertação de Suu Kyi havia sido colocada em cheque na quinta-feira, quando o Supremo Tribunal de Mianmar rejeitou a última apelação da dissidente contra a prisão domiciliar, o que deixou as pessoas em dúvida quanto a libertação dela. Enquanto isso, saiu a notícia de que o filho de Aung San Su Kyi, Kim Aris, já havia conseguido visto de entrada no país, concedido pelas autoridades de Mianmar.

Agora que Suu Kyi conquistou, por fim, a liberdade, o site independente de notícias The Irrawaddy convida os leitores a enviarem sugestões e outras ideias para Suu Kyi:

Os usuários do Twitter usaram a hashtag #aungsansuukyi para unir-se ao coro global celebrando a liberdade de Suu Kyi. O mundo estava unido, comemorando o momento em que chegou ao fim a prisão domiciliar de Suu Kyi, vencedora do Prêmio Nobel da Paz.

1 comentário

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.