Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Reação dos Blogueiros Afegãos no Caso dos Logs de Guerra do WikiLeaks

No início desta semana, o Global Voices lançou um liveblog de reações globais sobre os logs de guerra do Afeganistão do WikiLeaks. Agora vamos dar uma olhada no que os blogueiros afegãos têm escrito sobre esta história.

Entre os 50 blogueiros afegãos que escrevem em Dari no meu blogroll (uma das duas línguas oficiais do Afeganistão) eu vi muito poucos comentários sobre a história do Wikileaks. Se você tem links para blogs em Dari ou pashtun que deveríamos ler ou traduzir por favor adicionar o link abaixo ou entre em contato conosco para oferecer-se para escrever para o Global Voices.

Entretanto, aqui estão duas reações de blogueiros afegão que chegaram a escrever [sobre o caso].

Syed Akramoldin Taheri, escrevendo o blog Isteqlal (que significa “independência”) escolheu como o título de seu post “Wikileaks revela todos os caminhos sem saída no Paquistão”. Ele diz [Fa]:

One of the main issues revealed in these 90,000 pages of documents is the clear support of Pakistan for the Taliban. According to these documents Pakistan has very close ties with the Taliban and supports extremist groups such as Jalaluddin Haqqani's. The leaked documents mention that Pakistan's intelligence service provided 1000 motorcycles for Haqqani's group in April 2007. The report also talks about Iran's support for the Taliban and the death of civilians that were not reported.

Uma das principais questões reveladas nessas 90 mil páginas de documentos é o claro apoio do Paquistão ao Talibã. De acordo com estes documentos, o Paquistão tem laços muito estreitos com os talibãs e apóia os grupos extremistas como o Jalaluddin Haqqani. Os documentos que vazaram mencionam que o serviço de inteligência do Paquistão providenciou 1000 motocicletas para o grupo Haqqani, em abril de 2007. O relatório também fala sobre o apoio do Irã ao Talibã e as morte de civis que não foram relatadas.

O blogueiro conclui que enquanto os Estados Unidos estava com raiva de ver os documentos que vazaram, eles mostraram que os vizinhos do Afeganistão estão intervindo na política interna [do Afeganistão] e que ações poderiam ser tomadas para detê-los.

Escrevendo em seu blog Tabarghanak, Mahmoud Hakimi, do Jornal do Afeganistão, escreve: “Enfim, tudo é revelado” [fa]. O blogueiro diz:

The 90,000 pages of leaked reports that show Pakistan's support for the Taliban, the murder of civilians, and conspiracies to kill Afghan leaders, is probably one of the most unique security/political events in recent history. It seems that beyond the political and military theater in Afghanistan, other scenarios have been written… Afghan people have struggled with such scenarios for the last three decades, and the outcome has been the death and homelessness of millions of people.

As 90 mil páginas de relatórios que vazaram mostram o apoio do Paquistão ao Talibã, o assassinato de civis, e a conspiração para matar líderes do Afeganistão, é provavelmente um dos mais originais acontecimentos de segurança/políticos da história recente. Parece que além do teatro político e militar no Afeganistão, outros cenários foram escritos … o povo afegão têm lutado com esses cenários nas últimas três décadas, e o resultado foi a morte e privação de milhões de pessoas.

Update: Por e-mail, Nasim Fekrat, o jornalista e blogueiro por trás do AfghanLord, diz em resposta a uma pergunta sobre o porquê dos blogueiros afegãos terem se mantido em silêncio:

All the stuff on Wikileaks is such an overt issue here [in Afghanistan] and people are dealing with it every day. They know what is happening on the ground. It does not seem like covert intelligence gathering for them as it does for the West. It doesn't make sense to them.

Todas as coisas [reunidas] no Wikileaks são uma questão tão evidente aqui [no Afeganistão] e as pessoas estão lidando com isso todos os dias. Eles sabem o que está acontecendo no local. Não parecem  arquivos secretos de inteligência reunidos para eles, como parece para o Oeste. Não faz sentido para eles.

1 comentário

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.