Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Costa Rica: Congresso Aprova Presença Militar Norte-Americana no Combate ao Tráfico de Drogas

Fortes reações se espalharam pelos blogs e pelas mídias sociais costa-riquenhas em razão da decisão controversa tomada pelo Congresso na semana passada. Sob a premissa de contra-atacar os narcotraficantes, o governo da Costa Rica deu o aval para a chegada de uma frota norte-americana à sua costa. De acordo com o anúncio [es], a frota é composta por 7000 soldados, 46 navios de guerra, 200 helicópteros de ataque e alguns modernos aviões de combate, todos devidamente testados durante a guerra do Golfo.

Cristian Cambronero cita um trecho de uma declaração e comenta em seu blog fusil de chispas [Faíscas de Fusíl, es]:

“El personal de los Estados Unidos en Costa Rica podrá disfrutar de libertad de movimiento y el derecho de realizar las actividades que considere necesarias en el desempeño de su misión”… ¡¿Cómo?! ¿Cómo […] pasó esto? ¿Las actividades “que considere necesarias”? ¿A criterio de quién?

“As tropas na Costa Rica terão liberdade de movimentação e o direito de realizar as atividades necessárias para o cumprimento de sua missão” … Como assim? Como isso pôde acontecer? As atividades que “eles consideram necessárias”? Sob qual critérios?

E complementa,

¿Eso es lo que quiere Costa Rica? ¿Es el camino que decidimos? El mismo que adoptó México, el de la militarización y el choque armado. Desde 2006, esa estrategia fallida ha costado la vida de unas 20mil personas, mil policías o soldados, 59 periodistas. Justo esta semana se supo que el 95% de esas muertes, ¡ni siquiera se investigan!

“É isso que a Costa Rica quer? Esse é o caminho que escolhemos? O mesmo modelo adotado pelo México, militarização e confronto armado. Uma estratégia falha desde 2006 que resultou em mais de 20 mil pessoas mortas, mil policiais e soldados, 59 jornalistas. Esta semana foi publicado que 95% destas mortes ainda não foram investigadas.”

Alfonso Palacios da Kaos en la red  [Caos na Rede, es] questiona os reais interesses por trás da autorização:

Porque lo que es Costa Rica, Panamá y Colombia están rendidas ante los intereses norteamericanos en muchos aspectos. Y ello es parte de una estrategia geopolítica y militar claramente observable. Somos los tres países el ombligo de América. Además,  y ya habían tomado otras medidas militares, como la reactivación de la flota que ahora circula por aguas internacionales alrededor de América Latina.

Costa Rica, Panamá e Colômbia estão rendidas aos interesses norte-americanos em muitos aspectos. Isso é parte de uma estratégia geopolítica e militar facilmente notada. Os três países se encontram no “umbigo” da América. Ademais, eles já tomaram outras medidas militares, como a reativação da frota que agora circula por águas internacionais ao redor da América Latina.

Sathyr [es] escreveu no seu blog Cienpies [Centopéias, es]:

Nuestro país no es base militar de ningún país!!

Empezando por que no tenemos una propia, para que vamos a tener de otros países. (…) Esto es para mí una “invasión legal” por parte del gobierno de Estados Unidos.

Nosso país não é base militar de nenhum outro país!!
Começando por que não temos uma própria, por que vamos ter a de outros países. (…) Isso é para mim uma “invasão legal” por parte dos EUA.

Como explicado no Wikipedia [en]: A Costa Rica “constitucionalmente aboliu as suas forças armadas permanentemente em 1949.” O blog Conejitos Suicidas [Coelhinhos Suicidas, es] publicou um post questionando essas reações:

He leído comentarios de gente que afirma que con la ayuda militar de los gringos, nuestro país se convertirá en el patio trasero de los yankis…yo les pregunto a estas personas si desean que entonces Costa Rica se convierta en el patio trasero de los carteles internacionales del narco, que de por si, ya nos tienen sitiados.

eu li comentários de pessoas que afirmam que com a ajuda militar  dos estrangeiros, nosso pais se tornará quintal dos ianquês … Eu lhes pergunto então se eles querem que a Costa Rica se torne quintal dos cartéis internacionais do narcotráfico, os quais já nos sitiaram.

E complementa dizendo,

Mucho nos hemos quejado los ticos de la inseguridad en nuestro país, en la campaña pasada, fue uno de los temas clave. Con esta ayuda de los Estados Unidos, en algo se viene a ayudara paliar el problema y aun así más de uno se pone en varas. Despertemos, seamos realistas, nuestro país no está en capacidad de combatir el poderío de los grandes carteles de la droga; si otros vienen a poner el equipo y a exponer sus vidas en esta carajada, dejémoslos!

Y para terminar, a los opositores, más allá de mandarme a comer mierda por dar mi opinión, les invito a contestar la siguiente interrogante: Si mandamos al carajo a los gringos que vienen a ayudarnos a combatir el narco ¿qué soluciones proponen?

Nós reclamamos muito sobre a insegurança no nosso país, na última campanha, esse foi um dos pontos chave. Com essa ajuda dos EUA, de alguma maneira isso vem para ajudar a remediar o problema mesmo que as pessoas rejeitem.  Vamos acordar, sejamos realistas, nosso país não é capaz de combater o poder dos grandes cartéis; se outros vêm e disponibilizam os seus equipamentos e expõem suas vidas para isso, vamos deixá-los de lado!
E para terminar, para aqueles que se opõem a isso, mais do que me mandar para aquele lugar por dar a minha opinião, convido-os a perguntarem-se a seguinte questão: se mandássemos ao caralho os gringos que vêm nos ajudar a combater o narcotráfico, que soluções vocês proporiam?

Como pedido, muitos usuários responderam ao post, como um usuário anônimo [es] que escreveu:

Me parece muy acertado el punto de vista y lo comparto al 100%.

De verdad que los opositores a la medida y a la ayuda piensan que podemos contra el Narco, y eso no es cierto. Si no dejamos que nos ayuden Ciudad Juarez va a ser un parque de diversiones comparado a nuestro país donde la policia no podrá contra ese flagelo. Y no tenemos ejercito asi que mejor dejemos que ayuden porque sino la población honesta e indefensa es la que va a sufrir.

Este ponto de vista me parece muito preciso e eu compartilho-o 100%.
Na verdade, aqueles que se opõem à medida e à ajuda pensam que podemos contra o narcotráfico, e isso não está certo. Se não deixarmos que nos ajudem, Ciudad Juarez irá se tornar um parque de diversões comparado com nosso país onde a polícia não consegue combater este flagelo. E não temos exército, então é melhor deixar-los nos ajudar OU deixar que nos ajudem, caso contrário a população honesta e indefesa é quem vai sofrer.

A presidente Costa-riquenha Laura Chinchilla (@Laura_Ch) [es] enviou uma mensagem no Twitter quanto à desaprovação geral:

No admitiremos la militarización de la lucha anti drogas. Minist. Tijerino y Comisionado Anti drogas aclarará lo del permiso legislativo.

não admitimos a militarização da luta anti-drogas. Ministro Tijerino e o comissariado anti-drogas, irão esclarecer a permissão legislativa

Usuários do twitter responderam a este tweet da presidente:

@sabross:

@laura_ch necesitamos combatir el narcotrafico y las leyes no ayudan , aceptemos la ayuda!!!

@laura_ch necessitamos combater o narcotráfico e as leis não ajudam, vamos aceitar a ajuda [ dos Estados Unidos]!!!

@iViS666:

@Laura_Ch pues haga algo! Yo no tengo que ver caminar x mi país soldados de otras naciones con permiso p hacer lo q quieran.

@Laura_Ch então faça algo! Eu não tenho que ver soldados de outras nações andando no meu país com permissão de fazer o que bem entenderem.

@JuanLuisNY:

@Laura_Ch Dona Laura muchos costarricenses si estamos felices de la presencia del rmy para ayudar a combatir el narcotrafico.

@Laura_Ch Sra Laura, muitos costa-riquenhos estão felizes com a presença do exército (norte-americano) para ajudar-nos a combater o tráfico de drogas.

Uma petição contra essa medida circula nas redes sociais [es], assim como um recurso em razão da inconstitucionalidade  apresentado pelo cidadão Yeudy Blanco [es]. Há também um grupo no Facebook [es] rejeitando a militarização da Costa Rica.

Thumbnail pelo usuário do Flickr #PACOM, usado sob uma licença Creative Commons.

1 comentário

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.