Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Irã: Website de direitos das mulheres ganha prêmio do Repórteres sem Fronteiras

A Repórteres Sem Fronteiras (RSF) e o Google honraram as jornalistas online do website we-change, dedicado a defender os direitos das mulheres, no dia 12 de Março, com o primeiro ‘Prêmio Internauta”, uma premiação anual para aqueles que defendem a liberdade de expressão online. O relatório sobre os “Inimigos da Internet” da Repórteres Sem Fronteiras também foi publicado neste mesmo dia.

Parvin Ardalan do we-change recebeu o prêmio no escritório do Google em Paris. O movimento de mulheres iranianas sempre mostrou resistência… Agora o movimento está levando sua experiência e métodos de trabalho democraticamente para o ciberespaço.

O website do we-change tem apoiado uma campanha virtual chamada “Um Milhão de Assinaturas Exigindo Mudanças em Leis Discriminatórias.” A campanha chama atenção para pedir o fim da discriminação contra mulheres na lei iraniana. É uma continuação ao protesto pacífico acontecido em 12 de junho de 2006 na Praça Haft-e Tir no Teerã que teve o mesmo objetivo.

Aqui está um vídeo no qual we-change apresenta seus objetivos e história:

Parvin Ardalan também ganhou um Prêmio Olof Palme em 2007, mas o governo iraniano não permitiu que ela deixasse o país para receber o prêmio em pessoa. Ela gravou e publicou esta mensagem no YouTube:

Enquanto isso, vários blogueiros iranianos, incluindo Shiva Nazarahari, uma blogueira e ativista dos Direitos Humanos, estão presos desde as eleições presidenciais em 12 de junho.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.