Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Brasil: Beijaço pelos direitos homossexuais e pelo direito ao aborto

beijaco

São Paulo irá parar no domingo, 7 de fevereiro, por uma noite de beijos em massa. A partir das 17h, pessoas irão se encontrar na esquina da Avenida Paulista e Rua Augusta para beijar umas às outras em protesto contra a resistência à recente terceira edição do Programa Nacional de Direitos Humanos (PNDH-3) do governo brasileiro. Augusto Bazárov, usuário @Guttto do Twitter, explica o evento:

Trata-se de um ato público, organizado por tuiteiros que usam o ciberativismo como ferramenta de mudança social. Dele, participam mulheres e homens; homo, hétero e bissexuais, travestis e transexuais. Pessoas preocupadas em defender medidas históricas contempladas no 3º Plano de Direitos Humanos, apresentado pela Secretária Nacional de Direitos Humanos do Governo Federal. Dentre estes direitos estão: a união civil entre pessoas do mesmo sexo, a criminalização da homofobia, a legalização do aborto e a adoção homoparental. Estas propostas foram duramente atacadas, sobretudo por setores da imprensa e por lideranças religiosas católicas (CNBB).

@souminha, do blog Cultivando a Verdade fornece outro post sobre a idéia do protesto:

A ideia é mostrar, com muita alegria, que as pessoas são diferentes umas das outras, nascem, vivem, se beijam, amam, se relacionam com quem bem entendem, e independente de um ou outro grupo que torce o nariz, sua vida vai continuar acontecendo no anonimato de suas casas.

Não adianta um padre, um jornalista ou um senador achar que vai impedir os gays de constituir família, as mulheres de dispor de suas vidas ou o mundo de girar.

Isso acontece, e o PNDH, as militâncias e lutas sociais servem para reconhecer essa existência e garantir que o Estado não negligencie nenhum cidadão ou lhe tire o direito à dignidade.

Lourenço Cavalcanti no 23B é outro blogueiro que defende o Beijaço. Ele acrescenta sua voz à discussão:

A razão de ser do beijaço é atrair para nós a atenção da sociedade, e, aos olhos de todos, reclamar nossos direitos. É assim, de forma afetuosa e amorosa, que os gays marcam posição. Os grupos conservadores vão cair de pau em cima, dizendo que essa é mais uma prova do fim dos tempos, e tudo mais, mas deixem eles gritarem.

O código HTML do banner da campanha foi publicado em centenas de blogs e sites e pode ser encontrado aqui:

<a href="http://cultivandoaverdade.blogspot.com/2010/01/beijos-em-protesto-pelos-direitos.html" target="_blank"><img src="http://mnpv.files.wordpress.com/2010/01/beijaco.png?w=199" width="160" height="255" style="border-style:none;" title="Defenda o PNDH" alt="PNDH" /></a>

Uma página no Facebook foi criada para apoiar o “Beijaço” de 7 de fevereiro.

Muitos blogueiros e usuários do Twitter apoiam a causa, usando o banner ou apenas divulgando e espalhando a data, o local e postando sobre o Beijaço. Os principais organizadores do protesto são: @souminha | @Guttto | @mariana_parra | @RadomileCarol | @djalepeixoto | @ticamoreno | @umberto_neto | @alineando | @cissablond | @aarles | @Tsavkko

3 comentários

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.