Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Anunciando o “Technology for Transparency Network”

logo-450.png

Rede de Tecnologia para Transparência – monitorando tecnologias para envolvimento civil mundialmente

Tecnologias de Internet dão aos governos uma habilidade sem precendentes de monitorar nossa comunicação, atividade na internet e até mesmo os microfones de nossos celulares. A Internet, no entanto, também capacita os cidadãos com novas ferramentas e táticas para manter a prestação de contas de seus representantes eleitos, aumentar a transparência no governo, e promover um envolvimento civil maior e mais diversificado.

Rising Voices, a iniciativa de treinamento em mídia cidadã e captação  do Global Voices Online, lançou um novo website interativo e uma rede global de pesquisadores para mapear projetos de tecnologia online que objetivam promover a transparência, prestação de contas políticas e envolvimento civil na América Latina, África Sub-Saariana, Sudeste da Ásia, Sul da Ásia, China e Europa Central e Oriental. Nos próximos três meses, oito pesquisadores e oito avaliadores documentarão pelo menos 32 estudos de caso dos projetos de tecnologia para transparência mais inovadores fora da América do Norte e Europa Ocidental. Documentando e avaliando minuciosamente cada projeto com uma metodologia padrão, buscamos chegar a um entendimento melhor de quais táticas, ferramentas e dicas são mais efetivas em 1) tornar a informação do governo acessível ao público geral de maneira significativa, 2) manter a prestação de contas de líderes políticos e corporativos no âmbito da lei e de suas promessas de campanha, e 3) promover o engajamento civil para que uma porção mais ampla e representativa de cidadãos se envolvam na criação de políticas e no processo político.

Durante os próximos três meses, esperamos encontrar respostas concretas para as seguintes perguntas: Pode a tecnologia para projetos de transparência ser avaliada individualmente por impacto, ou elas devem ser vistas apenas como parte de um ecossistema de responsabilidade maior? A participação cidadã em tais projetos leva a um envolvimento maior do cidadão e uma maior demanda generalizada por instituições públicas que inspirem confiança? As instituições públicas mudam suas políticas e comportamento baseadas na relação de iniciativas conduzidas pelos cidadãos? Até que ponto o uso de ferramentas de tecnologia conduzem ações em torno da transparência?

A Necessidade

Por volta de 19 de janeiro, usuários de celulares dos EUA doaram mais de US$22 milhões (R$39 milhões) apenas através de mensagens de texto. De fato, aproximadamente 1/5 do total de US$112 milhões (R$200 milhões) que a Cruz Vermelha dos EUA arrecadou até agora para o Haiti veio através de mensagens de texto. A tecnologia claramente teve um impacto nas doações globais por esforços de ajuda humanitária. A prioridade agora é que o dinheiro chegue ao Haiti rapidamente e seja gasto tão efetivamente quanto possível para salvar vidas e prover cuidados médicos e abrigo. Mas em longo prazo, na medida em que bilhões de dólares de ajuda em dinheiro fluem para reconstruir a infra-estrutura e indústrias inteiras, como pode tanto os cidadãos do Haiti quanto os doadores manterem as instituições em dias com a prestação de contas para que programas de desenvolvimento aconteçam de maneira adequada e sem corrupção?

Na medida em que companhias tradicionais de mídia são forçadas a reduzir seu orçamento por causa da queda da receita dos anúncios, o jornalismo investigativo e a cobertura internacional são as duas áreas mais comuns a desaparecer. David Simon, eu testemunho diante do Congresso sobre a morte da indústria dos jornais, disse que com a ausência do jornalismo investigativo, este “será um dos melhores momentos para um político corrupto.” Enquanto isso, o relatório “Corruption Perceptions Index 2009” da Transparência Internacional revela que a corrupção ainda é um problema grave e mundial.

Entretanto, há um crescente entusiasmo sobre o uso das mídias sociais como uma poderosa ferramenta de promoção da transparência e na luta contra a corrupção. Mas como o uso da tecnologia para promover transparência difere entre regiões, culturas e tipos de governo? Quais habilidades e especialidades estão ausentes nos atuais projetos de tecnologia para transparência? Quais tipos de relacionamentos eles formaram com a mídia, governo, e organizações da sociedade civil para aumentar o seu impacto? Vamos documentar de forma abrangente quantos projetos de tecnologia por transparências nós pudermos para obter um maior discernimento de seu atual impacto, obstáculos e potencial futuro.

O Global Voices tem relatado há muito tempo os usos de mídias digitais e tecnologia para melhorar a governança e a luta contra corrupção. Vários autores veteranos do Global Voices se uniram a nós reunindo ativistas pela transparência de todos os cantos do planeta para formar nossa equipe de pesquisadores e avaliadores. Temos também a sorte de contar com a experiência e conhecimento de um quadro de conselheiros composta pelos principais pensadores no campo da transparência e boa governança.

Para vocês no Twitter, fizemos uma lista de nossos pesquisadores, avaliadores, e conselheiros.

Os Resultados

Até agora você pode ler três estudos de caso documentando projetos da Jordânia, Chile e Quênia. Ishki.com é uma corretagem de denúncias que coleta e organiza reclamações dos cidadãos locais a respeito do setor público e privado. Vota Inteligente usa a tecnologia para prover aos cidadãos chilenos mais informações sobre seus representantes eleitos. Mzalendo registra a performance do Parlamento do Quênia ao documentar votos, registros de publicações, e provendo análise e contextualização dos dados.

Nas próximas duas semanas, estes três estudos de caso se unirão a outros oito estudos. Além de publicar pelo menos 32 estudos nos próximos três meses, também organizaremos 16 discussões no Global Voices que fornecerão mais contexto e informações de pano de fundo sobre o estado da transparência, prestação de contas e envolvimento civil em regiões e países específicos. Também estamos construindo um estojo das ferramentas mais efetivas usadas pelos projetos que documentaremos. Clique em qualquer uma das ferramentas e verá quais projetos a incorporaram como parte de sua estratégia.

Percebemos que estes são tempos ativos, e que poucos leitores poderão ler todos os estudos de caso meticulosamente, as discussões no Global Voices e a descrição das ferramentas que publicamos. Por esta razão criamos um podcast semanal que exibirá entrevistas de 5 minutos com líderes de alguns dos mais interessantes projetos de tecnologia para transparência que encontramos. Você pode clicar neste link para assinar a podcast no iTunes. Até agora, temos entrevistas com Waheed Al-Barghouthi do Ishki, Ory Okolloh do Mzalendo, e Felipe Heusser do Vota Inteligente.

No início de Maio, publicaremos um relatório tradicional em PDF que evidencia as ferramentas e táticas mais inovadoras e efetivas relacionadas aos projetos de tecnologia para transparência. O relatório fará recomendações a financiadores, ativistas, ONGs, e representantes do governo no que tange os obstáculos atuais para aplicar efetivamente a tecnologia para melhorar a transparência, prestação de contas e envolvimento civil. Também agregará e avaliará as melhores idéias e estratégias para superar estes obstáculos.

Nossa pesquisa complementerá – e colaborará com – o trabalho já realizado por projetos de ferramentas similares, mapeamento e discussão incluindo ParticipateDB, ParticipediaAssociação Internacional de Participação PúblicaCoalisão Nacional para o Diálogo e Deliberação, ePracticemDiretório MobileActive e o LocalLabs.

Como Ajudar

Este é um projeto colaborativo de pesquisa aberto à participação e entrada de qualquer pessoa interessada na intersecção entre tecnologia e boa governança. Se você tem sugestões para estudos de caso os quais devemos documentar e avaliar, por favor entre em contato por nossa página. Se você está interessado em contribuir como um pesquisador voluntário você pode se registrar para obter uma conta gratuita.

Você pode assinar ao nosso RSS feed para obter nossos estudos de caso recentemente publicados e nosso podcast das entrevistas com líderes agentes e pensadores do campo. Por favor nos siga no Twitter e se torne nosso fã em nossa página do Facebook para receber atualizações extras com notícias diárias e informação relacionada a tecnologia para transparência. Finalmente, se você gostaria de se envolver no debate e discussão a respeito da aplicação da tecnologia para melhorar a governança em países fora da América do Norte e Europa Ocidente, por favor assine a lista de discussão do Transparência para Tecnologia.

Há anos acontecem discussões sobre se a Internet é boa ou má para a democracia. Mas temos poucos estudos de caso e pouquíssimos mapeamentos de pesquisa comparativos de projetos baseados na Internet que objetivam melhorar a governança, especialmente em países fora da América do Norte e Europa Ocidental. Esperançosamente, o ‘Technology for Transparency Network’ conduzirá não apenas um debate mais informado sobre o impacto da Internet na democracia, como também maior participação e interesse em projetos que objetivam capacitar e melhorar os modos de vida de cidadãos que foram previamente excluídos da participação política.

3 comentários

  • […] publicada originalmente no Global Voices em Português. Texto original por David Sasaki. Rede de Tecnologia para Transparência – monitorando […]

  • […] Anunciando o “Technology for Transparency Network” – Nos próximos três meses, oito pesquisadores e oito avaliadores documentarão pelo menos 32 estudos de caso dos projetos de tecnologia para transparência mais inovadores fora da América do Norte e Europa Ocidental. Documentando e avaliando minuciosamente cada projeto com uma metodologia padrão, buscamos chegar a um entendimento melhor de quais táticas, ferramentas e dicas são mais efetivas em 1) tornar a informação do governo acessível ao público geral de maneira significativa, 2) manter a prestação de contas de líderes políticos e corporativos no âmbito da lei e de suas promessas de campanha, e 3) promover o engajamento civil para que uma porção mais ampla e representativa de cidadãos se envolvam na criação de políticas e no processo político […]

  • […] David Sasaki [en] escreveu quando apresentou a primeira fase da Rede Technology for Transparency [Tecnologia para Transparência], este é um projeto de […]

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.