Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Filipinas: A Vida nos Centros de Evacuação

Vulcão Mayon. Foto trazida por Natz Tolentino Llaguno no Flickr.

Vulcão Mayon. Foto trazida por Natz Tolentino Llaguno no Flickr.

Por mais de duas semanas, 10.000 famílias estiveram abrigadas em abrigos temporários após o Nível de Alerta 4 ter sido instituído em torno do vulcão Mayon nas Filipinas. Estas famílias passaram o Natal e o Ano Novo em centros de evacuação. Mayon é o vulcão mais ativo das Filipinas, tendo eclodido 50 vezes nos últimos 400 anos. O vulcão está localizado na província de Albay, ao sudeste da Ilha Luzon.

O Instituto Filipino de Vulcanologia e Sismologia publicou um relatório sobre a atividade vulcânica do Mayon:

Alert Level 3 is in effect over Mayon, which means that the 6-km radius Permanent Danger Zone around the volcano and the 7-km Extended Danger Zone on the southeast flank of the volcano should be free from human activity because of sudden explosions that may generate hazardous volcanic flows

O Nível de Alerta 3 está em vigor sobre o Mayon, que significa que o raio a Zona de Dano Permanente em um raio de 6 km e a Zona Estendida de Perigo em um raio de 7 km no lado sudeste do vulcão deve estar livre de atividade humana por causa de explosões repentinas que podem gerar fluxos vulcânicos perigosos

Um pequeno vídeo demonstrando os fluxos de lava do Mayon:

O Conselho Nacional de Coordenação em Desastres publicou esta nota sobre a situação dos residentes nos centros de evacuação:

The DSWD reported that a total of 10,080 families / 47,766 persons coming from 32 barangays in five (5) municipalities and three (3) cities in Albay were affected

As of January 02, 2009, twenty eight (28) evacuation centers are still open providing temporary shelter to the 9,470 families / 44,938 persons

UPDATE: 96 percent of evacuees have returned home already.

O DSWD (Departamento de Assistência Social e Desenvolvimento) relatou que um total de 10.080 famílias / 47.766 pessoas vindas de 32 distritos em cinco (5) municípios e três (3) cidades em Albay foram afetadas.

Até 02 de Janeiro de 2009, vinte e oito (28) centros de evacuação ainda estão abertos, provendo abrigo temporário para as 9.470 famílias / 44.938 pessoas.

ATUALIZAÇÃO: 96 % dos evacuados já retornaram para suas casas.

A situação em alguns abrigos precisa de melhorias:

Toilets are inadequate in evacuation camps with a present ratio of 1:45 to 1:28 per latrine (WHO standard is 20/ latrine).

Os toilets estão inadequados em campos de evacuação com uma razão de 1:45 a 1:28 por sanitário (o padrão da OMS – Organização Mundial da Saúde – é de 20/sanitário)

Prédios de escolas públicas foram usados como centros de evacuação:

Forty five (45) schools have been designated as evacuation centers: 21 in Albay, 11 in Legazpi City, 6 in Ligao City and 7 in Tabaco City

Classes in all schools within the 8 km radius of Mayon were suspended and school authorities were advised to devise scheduling and shifting strategies that would enable pupils using these evacuation classrooms to revert to regular classes as soon as possible and for the evacuee pupils to hold classes within the premises of the evacuation school.

Quarenta e cinco (45) escolas foram designadas como centros de evacuação: 21 em Albay, 11 em na cidade de LEgazpi, 6 na cidade de Ligao, e 7 na cidade Tabaco

As aulas em todas escolas em um raio de 8 km do Mayon foram suspensas e as autoridades escolares foram aconselhadas a conceber estratégias na programação e nos turnos que permitiriam aos alunos usando estas salas-de-aula de evacuação a reveter para aulas regulares assim que possível, e para os alunos evacuados terem aulas dentro dos locais da escola de evacuação.

A Escola Fundamental Bagumbayan virou um abrigo temporário.

A Escola Fundamental Bagumbayan virou um abrigo temporário.

O Centro de Resposta a Disastres dos Cidadãos foi até abrigos temporários que não foram visitados pela mídia. Aqui está o que a equipe observou:

…the displaced families are beginning to feel the burdens of a life in transit. Overcrowding and strains to privacy, health and sanitation problems, lack of food, and missed income opportunities are just a few of the evacuees’ concerns.

Typically, 12 families or about 55 persons crowd in a schoolroom. There is barely enough living space in this 7 x 7-meter room. Evacuees are cramped at a density of one person in less than one square meter of space, way below the recommended 3.5 square meters of space per individual.

Evacuees generally sleep on plastic mats over concrete flooring. This makes these coldest days of the year much less bearable than normal, the evacuees said.

At the centers, families usually share a meal of rice, noodles, and canned goods provided by aid agencies. This monotonous diet was only once punctuated by a ration of fruits and other stuff on Christmas Day.

Typically, there are one or two bathing facilities in a camp. Some evacuees have to wait in line as early as 1:00 am if they want a quick shower.

Health problems now begin to surface in the evacuation camps. Colds and respiratory illnesses are common, aggravated by the cold weather. Incidents of conjunctivitis (sore eyes), which is a highly contagious infection, have been reported in at least one evacuation center.

…as famílias desabrigadas estão começando a sentir os encargos de uma vida em trânsito. Superlotação e limites à privacidade, saúde, e problemas sanitários, falta de comida, e oportunidades perdidas de geração de renda são soemnte algumas das preocupações dos evacuados.

Tipicamente, 12 famílias ou aproximadamente 55 pessoas ocupam uma sala-de-aula. Há pouco espaço suficiente para se viver em uma sala de 7 metros quadrados. Os evacuados são abarrotados em uma densidade de uma pessoa por menos de um metro quadrado de espaço, muito abaixo do recomendado 3.5 metros quadrados de espaço por indivíduo.

Os evacuados geralmente dormem em esteiras de plástico sobre o chão de concreto. Isso torna estes dias mais frios do ano  muito menos suportáveis do que o normal, dizem os evacuados.

Nos centros, famíliares geralmente compartilham uma refeição de arroz, macarrão, e comida enlatada proveniente de agências de ajuda. Esta dieta monótona foi somente uma vez pontuada com uma ração de frutas e outras coisas no dia de Natal.

Tipicamente, há uma ou duas dependências para banho no campo. Alguns evacuados têm de esperar na fila desde à 1 da manhã se quiserem tomar um banho rápido.

Agora começaram a aparecer problemas de saúde nos campos de evacuação. Doenças respiratórias e resfriados são comuns, agravadas pelo tempo frio. Casos de conjuntivite, uma infecção altamente contagiosa, foram relatados em pelo menos um centro de evacuação.

Já que muitos residentes que precisam ser evacuados são fazendeiros, o governo também ordenou a evacuação de animais, para que as pessoas não retornem às áreas em perigo.

Por causa das condições pobres em muitos centros de evacuação, vários residentes foram forçados a voltar para suas casas para buscar os suprimentos mais necessários

Before the 24-hour curfew was imposed, some residents, mostly male, braved entering the danger zones to collect supplies lacking in evacuation centers such as firewood, rootcrops, and vegetables. Due to inadequate water supply and toilets, the women also tried going back to their homes during the day for laundry and personal hygiene.

Antes do toque de recolher ter sido imposto, alguns residentes, em sua maioria homens, corajosamente entraram na zona de perigo para coletar suprimentos que estavam em falta nos centros de evacuação, tais como lenha, raízes e vegetais. Devido ao abastecimento inadequado de água e sanitários, as mulheres também têm tentado voltar às suas casas durante o dia para lavar roupas e para higiene pessoal.
Centro de Evacuação da Escola Fundamental Travesia

Centro de Evacuação da Escola Fundamental Travesia

cbanga360 também relata sobre o sofrimento das crianças em muitos centros de evacuação:

The “former” residents who called their home the slopes of restive, almost perfect-coned Mayon volcano, spent their first Christmas and New Year, in cramped and crowded surroundings.

In all other centers, there are many children of varying age who suffer in silence and discomfort, albeit with constant fear and uncertainty about their present predicament.

Os “antigos” moradores que chamavam de casa o indócil declive e quase perfeito cone, o vulcão Mayon, passaram seu primeiro Natal e Ano Novo em ambientes abarrotados e superlotados.

Em todos os outros centros, havia muitas crianças de várias idades que sofriam em silêncio e desconforto; embora com o constante medo e incerteza sobre seu presente predicamento.

Tonyo Cruz identifica centros de coleta e contas bancárias para doações através do Movimento Bicol para Reação a Desastres.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.