Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Brasil: Vovó centenária realiza sonho de saltar de paraquedas

Nunca é tarde demais para tornar sonhos realidade, mesmo que isso signifique saltar de paraquedas pela primeira vez aos cem anos de idade. Em 19 de dezembro, Aida Gemaque Mendes, mais conhecida como Vó Iaiá, foi bem-sucedida em um salto de 8.000 pés, o que equivale a 2,5 mil metros de altura, pelos céus da cidade onde mora desde 1959, Macapá, capital do Amapá.

Quero passear no céu, me sentir mais pertinho de Deus

“Quero passear no céu, me sentir mais pertinho de Deus”. Foto de Alcinéa Cavalcante, publicada com autorização.

Durante as quatro horas de espera para decolar, Vó Iaiá contou piadas, lembrou-se das estórias de sua vida e reconfortou os muitos amigos e parentes presentes para lhe dar apoio, garantindo a eles que estava muito feliz e que não sentia medo nenhum. Dentre eles, estava a blogueira Alcinéa Cavalcante, que documentou os preparativos e os momentos pós-salto em fotos, e, mais tarde, entrevistou a vovó heroína:

Aos 100 anos, completados em novembro passado, ela dança, caminha, joga vôlei, basquete e futebol. “O que eu gosto mais é de dançar. Ihhhhh adoooro dançar”, diz com os olhos brilhando e dando uns requebros.

Falta alguma coisa? Faltava. Faltava saltar de paraquedas. Peraltice que ela realizou ontem em Macapá. “Quero passear no céu, me sentir mais pertinho de Deus”, disse.

[…]

Quando desceu, Vó Iaiá era o retrato da maior felicidade do mundo. Ergueu os braços para o céu e agradeceu a Deus. Deu entrevista coletiva contando que “foi bom demais”, que “é muito legal”, que não sentiu nenhum tantinho de medo, só uma “coisa estranha no ouvido por causa do vento forte” e que quer saltar de novo.

Getting ready to take over. Photo br Alcinéa Cavalcante, published with permission

Preparando-se para alçar vôo. Foto de Alcinéa Cavalcante, publicada com autorização

Emanuel Costa conta um pedaço da história centenária dela e como o sonho se tornou realidade, em forma de presente de Natal de um dos netos, Josivaldo dos Santos:

O sonho de Aida Mendes, também conhecida como “vovó Iaiá”, que nasceu em 20 de novembro de 1909 em uma fazenda no interior do município de Chaves (PA), sempre foi salta de paraquedas, mas tudo começou quando Josivaldo dos Santos, o Vavá, neto de “vovó Iaiá”, que também é paraquedista, perguntou se ela teria coragem de saltar de paraquedas.

Depois de aceitar o desafio “vovó Iaiá” passou por uma série de exames médicos antes de realizar o salto. E na presença de vários amigos e familiares, além de vários jornalistas a dona Aida Gemaque Mendes realizou a proeza. A queda livre durou 13 segundos e a navegação foi de 15 minutos.

Agora “vovó Iaiá” pode entrar para o Guinness Book (o livro dos recordes) como a mulher mais velha do mundo a saltar de paraquedas. O feito vai se avaliado para entrar nos registros do Guinness Book. Título de mulher mais velha do mundo a salta de paraquedas pertence à dona Encarnação Olivas, quando aos 82 anos fez um salto histórico no aeroporto de Marília (SP), em 1992.

Esse recorde, no entanto, já havia sido quebrado dois anos depois. Gavin, leitor do blog Notícias Daqui, lamenta na caixa de comentários o fato de que Vó Iaiá não entrou para o Livro dos Recordes Guinness como a mais velha mulher a saltar de paraquedas na modalidade tandem [en], mesmo depois de tudo. Ainda não:

Por muito pouco, a Dona Iaiá não entrou no Guiness Book. O record para salto de paraquedas feminino “tandem” (junto com instrutor) é de Estrid Geertsen da Dinamarca com 100 anos e 60 dias, no dia 30 de setembro de 2004. Sendo que Dona Iaiá fez 100 anos no dia 20 de outubro, ela deixou de quebrar o recorde por poucos dias. Mas ainda assim, um feito impressionante e inspirador. Parabéns para ela!

Hugging Vavá, the grandson who organized the jump. Foto de Alcinéa Cavalcante, publicada com autorização

Iaiá abraça Vavá, o neto que organizou o feito, depois do salto. Foto de Alcinéa Cavalcante, publicada com autorização.

O salto de Vó Iaiá deu boas idéias a muitos blogueiros que ainda estavam indecisos sobre o que comprar de Natal para suas avós, como Emerson Batista, que blogou em tom de brincadeira:

Estava pensando que presente deveria comprar para minha avó neste natal. Agora estou na dúvida entre os saltos de paraquedas ou de bang-jump. Vou pensar um pouco mais… Após o salto a vovó Iaiá agradeceu: “Obrigada meu Deus. É bom demais.” Imagino que o agradecimento não seja apenas pelo salto realizado. Vovó Iaiá tem muito a agradecer…

Iaiá agora planeja realizar outros sonhos, como aprender a andar de bicicleta ou até mesmo pilotar uma moto. Não apenas ela é saudável e forte para tanto, o que é incrível para a idade que tem – nem mesmo precisa usar óculos – ela também é cheia de vida e energia. Ao ser perguntada, em uma entrevista por telefone antes do salto, qual o segredo da sua longevidade e coragem, ela revelou a Altino Machado:

Trabalho. Trabalhei muito na minha mocidade. Agora, na velhice, estou jovem para tudo.

Foto de Alcinéa Cavalcante, publicada com autorização

Ainda jovem aos 100. Foto de Alcinéa Cavalcante, publicada com autorização.

1 comentário

  • danyellesouz\a

    PARABENS PARA VC VOVO,
    SE TODAS AS VOVOS FOSSEM ASSIM,
    O MUNDO TAVA CHEIA
    DE VOVOSPARAQUEDAS

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.