Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Bolívia: A Batalha sobre o Parque Machia

O Parque Machia é conhecido por muitos viajantes estrangeiros que visitam com freqüência o refúgio animal próximo a Villa Tunari nos trópicos de Cochabamba no centro da Bolívia. Alguns desses viajantes permanecem por mais tempo como voluntários da organização Inti Wara Yassi [en], onde reabilitam macacos que outrora foram bichos de estimação, e protegem outros animais selvagens presentes no parque.

Entretanto, alguns desses voluntários estão liderando a responsabilidade de proteger o Parque Machia, uma vez que há um projeto de estrada recente que atravessa o meio do parque. A nova estrada está sendo construída pelo município local para facilitar o transporte de colheita para os plantadores de coca. O conflito continua entre a organização e as autoridades locais, com críticas ao plano dizendo que o projeto não conduziu a pesquisa necessária de Impacto Ambiental e que não foram feitos preparativos para acomodar os animais deslocados.

 Foto de Macaco no Parque Machia por thekjkev e sob a licença Creative Commons.

Foto de Macaco no Parque Machia por thekjkev e sob a licença Creative Commons.

Alguns voluntários têm protestado diretamente pelo blog Inti Wara Yassi, descrevendo quais áreas estariam em risco:

The monkey park, where several species of monkey are cared for and fed – capuchins, spider monkeys, squirrel monkeys.
Areas where tortoices, agoutis, coatis are kept.
The spider monkey park.
The enclosures for three of our felines – Leoncio, Gato and Luna
The “mirador” area, where abused and mistreated capuchin monkeys are rehabilitated.
The enclosure for the endangered Spectacled Bear.
Many of the trails which are used for walking the cats.

This is why we have concluded that no consideration has been made for the well being of the animals, not to mention the fact that Parque Machia is considered an area of National Heritage, meaning no damage to the biological, genetic and ecological diversity should be allowed.

O parque do macaco, onde diversas espécies de macacos são cuidadas e alimentadas: capuchinhos, macacos-aranha, macacos esquilo.
Áreas onde tartarugas, cotias e quatis são mantidos.
O parque do macaco-aranha.O cercado de três de nossos felinos: Leôncio, Gato e Luna.
A área do ‘mirador’, onde são reabilitados capuchinhos que foram abusados e maltratados.
O cercado para o ameaçado urso-de-óculos.
Muitas das trilhas usadas por gatos andarilhos.

Por essa razão concluímos que não levaram em consideração o bem-estar dos animais, sem mencionar que o Parque Machia é considerado área de Herança Nacional, o que significa que nenhum prejuízo à diversidade biológica, genética e ecológica deve ser permitida.

O blog The Democracy Center destaca que alguns voluntários empregaram [en] uma “típica tática de protesto boliviana – a barricada – para tentar impedir a construção de uma nova auto-estrada através do parque.”

Gustavo Cardoso do blog Observancia [es] dá créditos ao Inti Wara Yassi por ajudar a preservar a natureza nessa área, o que gerou benefícios diretos à municipalidade local, a mesma entidade que está construindo a nova estrada.

Paradójicamente, en esta etapa donde la comunidad internacional, busca la conservación de áreas al máximo, todavía hay quienes conciben a ultranza que el desarrollo pasa por “dominar la naturaleza” tal cual se fraguaba en el siglo XIX, y que nos llevó a un estado de cosas que lamentamos hoy en día.

Paradoxalmente, nesta etapa em que a comunidade internacional busca ao máximo a conservação de áreas, ainda há quem creia piamente que o desenvolvimento requere “dominar a natureza” tal como era forjado no século XIX, e que nos levou a um estado que lamentamos hoje em dia.
Villa Tunari observada do Parque Machia, por Nebarnix. Uso sob licença Creative Commons.

Villa Tunari observada do Parque Machia, por Nebarnix. Uso sob licença Creative Commons.

O blog Bolivia Bella [en] informa que a conservacionista Jane Goodall está agendada para visitar o parque e que poderia chamar a atenção da comunidade internacional para o caso. Ela também resume os motivos pelos quais o parque deveria permanecer intocado:

In any case, I AM against the building of THIS road. It's not right. It's a national park and nature preserve. It's very name indicates it has been set aside to AVOID its destruction. For me, that's enough reason to not agree with it. Period.

The sad thing is, I visited Villa Tunari several times and I saw first hand how Inti Wara Yassi volunteers cared for and loved the animals back to health. I was told most of the animals rescued and received at Machía were taken from their original habitats and sold to urban dwellers who, after realizing how large they grow, how dangerous they can be, how much care and food they need, or how long they actually live, abandon them or simply lock them up in cages for the rest of their lives, or worse, abuse them.

Many of the animals have been severely abused and will not be able to live on their own in the wild – ever. Others may be re-inserted but this is a very long and gradual process. You can’t just move animals to a new place. It requires a lot of logistics and they many never be able to adapt to a new situation. In the case of some of these animals haven't they been put through enough already as it is!

De qualquer forma, eu SOU contra a construção DESSA estrada. Não está certo isso. É um parque nacional e área de preservação. O próprio nome indica que foi poupado para EVITAR sua destruição. Para mim, isso já justifica porque eu não concordo com isso. Ponto.

O triste é que visitei Villa Tunari diversas vezes e pude ver em primeira mão como os voluntários do Inti Wara Yassi cuidavam e amavam os animais até que ficassem saudáveis. Disseram-me que a maioria dos animais resgatados e recebidos no Machía foram retirados de seu habitat original e vendidos a residentes urbanos que após perceberem quão grandes e  perigosos eles podiam ficar, quanto cuidado e comida era necessário ou quanto tempo eles realmente viviam, abandoram-nos ou simplesmente os trancaram em jaulas para o resto de suas vidas, ou pior, maltrataram esses animais.

Muitos dos animais foram severamente maltratados e nunca mais poderão viver por si sós na natureza selvagem. Outros podem ser reinseridos mas é um processo longo e gradual. Não se pode simplesmente mudar os animais para um novo lugar. Isso requer muita logística e muitos nunca poderão se adaptar a uma nova situação. E alguns desses animais já  suportaram mudanças demais!

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.