Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Paquistão: Morte no Reality Show

A morte [en] de um participante de um reality show no Paquistão tem sido assunto para intensos debates na blogosfera local. Saad Khan participava de uma prova de habilidades físicas, que estava sendo filmada em Bangkok, e que envolvia a tarefa de nadar por um lago carregando pesos no total de 7kg. De acordo com testemunhas, aparantemente Khan estava com dificuldades e pediu socorro antes de desaparecer sob a água.

A morte foi relatada primeiramente no Twitter por um amigo íntimo de Khan, dando margem à uma onda de reações em muitos sites de redes sociais. Farrukh, amigo de Khan, clamou, em uma mensagem via Twitter, aos blogueiros para se unirem e solicitarem explicações sobre o acidente que levou a vida do jovem:

@Farrukhahmed: 2 all bloggers: need your help in raising voice against a miserably organized game show arranged by Unilever which took the life of a good friend. Unilever is refusing to disclose the details / video footage of the event.

@Farrukhahmed: Para todos os blogueiros: preciso de sua ajuda para protestarmos contra um game show organizado miseravelmente e planejado pela Unilever que levou a vida de um bom amigo. A Unilever está se recusando a divulgar o vídeo do evento.

Mais tarde, um post no blog do Farrukh [en] desencadeou os detalhes do incidente:

Apart from my personal account, Saad's death is becoming a closely guarded secret by the multinationals involved in the campaign of the show. Ironically, that has become the very reason of it being widespread internationally on blogs and social networking websites(…) with this post, I want to set some facts straight and publicize some questions that I'm sure would arise in your minds as well upon hearing the details of Saad's death.

Sem levar em conta meu testemunho pessoal, a morte do Saad está se tornando um segredo guardado rigorosamente pelas multinacionais envolvidas na campanha do programa. Ironicamente, isso se tornou a principal razão do fato se espalhar internacionalmente em blogs e sites de redes sociais (…); com este post, quero deixar alguns fatos bem claros e divulgar algumas questões que tenho certeza que surgiriam em suas mentes, bem como ao ouvir os detalhes da morte do Saad.

Paksatire [en] criou quadrinhos satíricos criticando o papel da mídia de massa por não evidenciar o caso de maneira justa. A mensagem é a de que a mídia de massa está alegadamente sob pressão do setor corporativo.

Quadrinhos satíricos criticando a falta de cobertura da morte de Khan pela mídia. Usada com permissão.

Quadrinhos satíricos criticando a falta de cobertura da morte de Khan pela mídia. Usada com permissão.

Enquanto isso, as notícias sobre a morte de Saad lentamente alcançaram a mídia de massa. O The Dawn relatou a morte do participante juntamente com explicações da Unilever, que não aceitou qualquer responsabilidade sobre a morte de Saad. Ao ser convidada para um post no blog All things Pakistan [en] Sabeen Mehmud compartilha sua experiência pessoal de trabalhar com a gigante corporativa em certa ocasião:

There was a lot of camaraderie and we got the opportunity to observe almost all the departments in action, practically as insiders.(..) The Corporation is a soulless machine, dedicated to the pursuit of profit. Vision statements, ethical guidelines, and corporate social responsibility programs are merely legal requirements that have no practical bearing on how companies do business.

Houve muita camaradagem e tivemos muita oportunidade de observar quase todos os departamentos em ação, praticamente como empregados. (…) A corporação é uma máquina desalmada, dedicada à busca do lucro. Visão da empresa, diretrizes éticas, e programas de responsabilidade social são meramente requisitos legais que não têm uma atitude prática no modo o qual as empresas fazem negócios.

Sabeen posteriormente indagou sobre a questão da responsabilidade, fazendo exigências para que tragam os fatos à tona:

Having said that, I agree that the show that took Saad Khan’s life was in a completely controlled environment and the tragedy could have been avoided. It does indeed smell like a case of total negligence.

Dito isso, eu concordo que o programa que tirou a vida de Saad Khan estava em um ambiente completamente controlado e a tragédia poderia ter sido evitada. De fato, parece se tratar de um caso de negligência total.

Dr. Awab Alvino no blog Teeth maestro [en] postou uma série de artigos cobrindo o acidente, especulando ter havido negligência da parte dos organizadores. Em um dos artigos recentes, ele postou uma entrevista com um co-participante, que disse que o acidente era evitável e foi causado por negligência dos organizadores.

Max Robinson comparou os reality shows que existem por todo o planeta. Ele enfatiza a necessidade dos executivos das empresas de TV em assumir a responsabilidade de informar os participantes no que tange os fatores de riscos envolvendo algumas tarefas em particular.

As circunstâncias em torno da morte de Khan permanecem um mistério. Na medida em que as especulações aumentam, nada pode ser dito com certeza até que surja alguma evidência. Sana Saleem, em seu próprio blog [en] estendeu sua preocupação sobre vários reality shows que são exibidos frequentemente no Paquistão.

This incident also open doors to the world of freak reality shows in Pakistan where security measures are never considered. [..] The question now is regarding the creditability of these kinds of entertainment shows– least concerned about security measures – should we allow them to continue airing for the sake of entertainment and commercialism?

Este incidente também mostrará ao mundo os reality shows insanos no Paquistão, onde medidas de segurança nunca são levadas em conta. […] A pergunta agora se refere a credibilidade destes tipos de programas de entretenimento – pouco preocupados com medidas de segurança; devemos permitir que eles continuem sendo exibidos pelo bem do entretenimento e do comércio?

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.