Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Colômbia: Encontro dos líderes da UNASUL em Bariloche

Na sexta-feira, 28 de agosto de 2009, aconteceu um encontro extraordinário da União de Nações Sul-Americanas (UNASUL) em Bariloche, Argentina, primariamente para discutir o uso de 7 bases militares colombianas pelos militares dos Estados Unidos. Tal questão sofreu críticas da Venezuela, Equador, e Bolívia e trouxe preocupação aos outros países sul-americanos.

Temendo ser encurralado pelos seus colegas, o presidente colombiano Álvaro Uribe conseguiu que o encontro fosse transmitivo ao vivo pela TV. Pessoas de toda a América do Sul acompanharam o evento, e os colombianos não foram uma exceção. Aqueles que trabalhavam em escritórios sem televisão, mas com acesso à Internet puderam assistir à conferência através de vários sites que transmitiram o evento, que durou mais de 6 horas (originalmente seriam 3 horas).

Usuários do Twitter na Colômbia acompanharam o evento usando a hashtag #unasur, assim como outras pessoas de outros países. Na medida em que o evento se desenvolvia, Uribe defendeu o acordo militar com os Estados Unidos enquanto que outros presidentes debatiam a respeito disso; a twittersfera local expressou seu ponto-de-vista assumindo posições e fazendo piadas, como se estivessem assistindo uma partida de futebol:

El Chiflamicas @elchiflamicas:

temas para #unasur el regreso de nubeluz. grántico, palmani, zum!

Tópicos do #unasul: a volta do Nubeluz [um programa infantil do Peru popular nos anos 1990]: “grántico, palmani, zum!”

Jorge Ruiz @chandaxi:

¡MUY MADRE URIBE! Declare la guerra ya hdp y si es el caso vamos hasta por ese pedregal mal llamado malvinas, las falklands son Colombianas!

URIBE, VOCÊ É MUITO GENTIL COM ELES! Declare guerra imediatamente, seu FDP e se for o caso nós vamos para aquelas pedras horrivelmente apelidadas de Malvinas; as Ilhas Falkland são colombianas!

Miguel Olaya @juglardelzipa:

«imperio terrorista». ¡uribe y la revolución de las categorías políticas!

“império terrorista.” Uribe e a revolução das categorias políticas!

O Político @yosoyelpolitico:

Colombia es mi patria libre, democratica, soberana y pasional – yo tambien los soy y Unasur quiere privarnos y privarme de eso.

Colômbia é minha pátria livre, democrática, soberana e apaixonante – assim como eu; e a Unasul quer nos privar disso.

Andrea @ludovia:

me enferma Uribe, me enferma Chávez, me enferma Correa y están en el mismo salón!!! arrrg #unasur #masoquismo

Uribe me deixa doente, Chávez me deixa doente, Correa me deixa doente e eles estão na mesma sala!!! arrrg #unasul #masoquismo

Dustin Martínez @DuXtin:

Cuando dijeron que iba a hablar el presidente de Perú, por un momento imaginé que iba a ver a Fujimori.

Quando eles disseram que o presidente do Peru ia se pronunciar, por um momento imaginei que veria o Fujimori.

Manolo Paez @ManoloPaez:

Hoy soy colombiano y peruano! Suramericano no!

Hoje sou colombiano e peruano! Não sul-americano!

Juan David Escobar @ElReticente:

En RCN, en el “banner” dicen en Ultima hora: “Colombia no aceptara verificación de #Unasur”. Los benditos traductores del sentir nacional.

Na RCN [rede de TV pró-Uribe], na barra de notícias durante as Últimas Notícias dizia: “A Colômbia não vai aceitar uma verificação da #Unasul”. Benditos tradutores da opinião nacional.
Daniel Villegas @Villegasrest:

Chavez, Correa y Ortega son el diablo, cada uno tiene 6 letras en el apellido, son el “666″. #Unasur

Chavez, Correa, e Ortega são o diabo, cada um deles tem 6 letras no sobrenome, eles são “666”. #Unasul

Manuel Gomez @manuelj:

Correa esta diciendo cosas muy interesantes, lastima que el colombiano promedio va a ignorar todo lo que diga por el odio que le tiene.

Correa está dizendo coisas muito interessantes; é uma pena que os cidadãos colombianos comuns vão ignorar o que ele disser por que têm ódio do Correa.

Lanark @donAlvar:

jajaja “yo respondo por mi periodo de gobierno” pues por eso, huevón, para siempre #unasur

hahaha “Respondo pelo meu período de governo”, é claro, seu id****, isso significa ‘para sempre’ #unasul

Miguel Olaya @juglardelzipa:

«los nazis usaban brazalete. lafar usa brazalente. entonces lafar son nazis», dijo uribe en #unasur.

“os nazistas usavam braçadeiras. lafar [o modo que Uribe se refere às “FARC”] usam braçadeiras. portanto as Farc são nazistas,” disse o Uribe na #unasul

Carlos Correa Cano @kloscorrea:

¿Y será que con tanto tratado EEUU- Colombia a los colombianos nos van a empezar a tratar con dignidad en los aeropuertos gringos?

Então com tantos tratados entre EUA-Colômbia os colombianos começarão a ser tratados com dignidade nos aeroportos americanos?

@Aldobello:

¿cúal es la herramienta de medición de cultivos ilícitos que existe ahora en Colombia pero no en el 2002?…. pues Google maps!!! #unasur

Qual é a ferramenta usada para medir os cultivos ilegais atualmente na Colômbia, mas que não existia em 2002? Google maps!!!
Andrea @ludovia:

no entiendo, no hay intervencionismo bueno ni malo pero ¿chávez no se puede meter y estados unidos sí? ¿me perdí? #unasur

Não compreendo; não há intervenção boa ou má, mas o Chávez não pode comprar briga conosco e com os EUA? O que eu perdi?

Die Goth @DieGoth74:

#freemediave Documento secreto de #Chavez contra #Uribe en #Unasur fue robado en operación comando de temibles cuarteles de Wikipedia

#freemediave Documento secreto trazido por #Chavez contra #Uribe na #Unasul foi roubado durante uma operação no tenebroso quartel general da Wikipedia.

AsmodeoCastigado @Asmodeo_:

ESte pisco es un chiste total: RT @aabenedetti: El Presidente Uribe como siempre muy bien en UNASUR

Esse cara é uma piada: RT @aabenedetti (Armando Benedetti, um senador pró-Uribe): Presidente Uribe, como sempre grandioso na UNASUL.
Túrin @Turint:

Lula da clases de completa sensatez, me dan ganas de ser brasilero… bueno, tambien cuando juega la seleccion

Lula dá muitas lições de sensatez, adoraria ser brasileiro… bem, também quando o time [de futebol ] deles joga uma partida

Sebastián Restrepo @SebasRestrepo:

Hubieran puesto a leer a Bachelet, eso lo lee en 20 segundos.

Se eles tivessem colocado a Bachelet para ler [a declaração final], ela poderia ler em 20 segundos.

@simonwilchesc:

A qué horas se abren las líneas para que votemos en #unasur ????

Quando será que abrirão as ligações para votarmos na #unasul????

Carlos Santamaría B. @Flakster:

#UNASUR fue TOCONUR (TOdos CONtra URibe), pero ni así pudieron….. Ja ja

#UNASUR foi TOCONUR (”TOdos CONtra URibe”), mas nem assim conseguiram… Ha ha

Pablou @p4bl1t0:

hoy mas de uno aprendio que Surinam es un pais de suramerica xD #Unasur

Hoje vários de nós aprendemos que Suriname é um país da América do Sul xD #Unasul

Lina Artunduaga @LinaArtunduaga:

Que partida de nerdos somos, trinando 7 horas de una cumbre aburridísima!

Somos um bando de nerds, twittando por 7 horas sobre uma conferência realmente entediante!

Quando o presidente boliviano Evo Morales se pronunciou no Encontro, vários usuários do Twitter escreveram comentários racistas, ridicularizando seu sotaque, seu jeito de falar ou o fato de ele ser indígena. @Incognito compilou [es] alguns destes tweets.

Na blogosfera, o ex-secretário de imprensa do presidente Uribe, Ricardo Galán, tentou resumir o encontro [es]:

  • La estrella de la jornada, Cristina Kirchner le arrebató el manejo de la cumbre al Rafael Correa, le bajó la temperatura al enfrentamiento verbal, le puso los puntos sobre las íes a Uribe y a Chavez y ejerció como buena anfitriona.
  • Michelle Bachelet fue la otra estrella. Fue la única que le dio dimensión internacional y visión de largo plazo a su discurso. Los demás estaban más preocupados por hablarle a los habitantes de sus países que al resto del continente como bien lo dijo el Presidente Lula. (…)
  • Uribe les manejó la cumbre de principio a fin. Dijo lo que quiso, cuando quiso y en el tono que quiso.
  • A estrela do dia, [a presidente argentina] Cristina Kirchner arrebatou a direção do encontro das mãos de Rafael Correa, acalmou a temperatura das discussões verbais, colocou os “pingos nos is” e foi uma boa anfitriã.
  • Michelle Bachelet foi a outra estrela. Foi a única a dar uma dimensão internacional e uma visão a longo prazo ao seu discurso. Os outros estavam mais preocupados em endereçar os cidadãos de seus países do que para o resto do continente, como disse o presidente Lula. (…)
  • Uribe dominou a conferência do início ao fim. Ele disse o que quis, quando quis e no tom que quis.
  • O jornalista Jaime Restrepo condorda [es] com Galán que foi uma vitória para Uribe e uma derrota para Chávez. Ele também reclama da inutilidade da UNASUL:

    [S]i las decisiones de Unasur no son vinculantes, una de las quejas que presentó Alan García, los documentos pueden decir muchas cosas que, después de los encuentros, se convierten en letra muerta. Es más: mientras Chávez sea dictador, las decisiones de Unasur no serán vinculantes, pues al sátrapa no le interesa que el mundo conozca la verdadera naturaleza criminal de su régimen.

    Se as decisões da UNASUL não são obrigatórias, uma das reclamações feita pelo Alan García, os documentos podem dizer qualquer coisa que, após os encontros, virarão letra morta. Até mais: na medida em que o Chárvez é um ditador, as decisões da Unasul não serão obrigatórias, pois o sátrapo não está interessado que o mundo saiba a natureza criminosa de seu regime.
    Finalmente, Marsares declara [es] o presidente brasileiro Luiz Inácio lula da Silva como o “vencedor” da conferência, e reconhece o “sucesso” da diplomacia colombiana em neutralizar a “armadilha chavista”, mas afirma que Uribe ainda é um obstáculo para a integração sul-americana:

    Es claro que la intervención de Lula los aterrizó, al punto que vieron lo que no habían querido ver antes. Que decisiones tomadas al calor de las emociones no sólo perjudican a los vecinos, sino también al propio país, pues Sudamérica es una red de vasos comunicantes, donde todos dependemos de todos. Así que la tarea a seguir, según lo predicado por Lula, es recomponer las maltrechas relaciones si es que se quiere, en un futuro que UNASUR sea una realidad y no un club en el que prime el diálogo de sordos.

    É claro que a participação do Lula no encontro os forçou para baixo, ao ponto que eles viram o que não poderiam ver anteriormente. Decisões feitas com demasiada emoção não prejudicarão somente seus vizinhos, mas também seus próprios países, porque a América do Sul é uma rede de comunicação, em que cada um depende do outro. Então, o que se deve fazer, de acordo com o que Lula disse, é sanar as relações fragilizadas, se realmente desejarem; e no futuro a UNASUL se tornará uma realidade, não um clube onde o diálogo entre surdos prevalece.

    2 comentários

    • Leandro

      Eu acredito na UNASUL.

    • Leandro

      Isso parece até sabotagem dos Norte-Americanos para a não concretização da UNASUL, todos sabem o tamanho das nossas riquesas naturais, e do quanto seriamos fortes unidos.

      E uma pena que povos tão iguais entrem em discordia dessa maneira.

    Junte-se à conversa

    Colaboradores, favor realizar Entrar »

    Por uma boa conversa...

    • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.