Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Dinamarca: Wikipédia e integridade jornalística em debate no #TV2wikigate

Logo da Wikipédia dinamarquesaNo mês passado, dois apresentadores da televisão dinamarquesa, pretendendo demonstrar que participação online da enciclopédia não é confiável, acabaram tendo que defender a própria credibilidade deles quando foi descoberto que erros mostrados na televisão foram criados por alguém do programa.

Os entusiastas da Wikipédia compraram a briga [da] com o canal TV2, e o subsequente debate público ficou centrado em questões de integridade jornalística. No Twitter, rapidamente tornou-se conhecido como #TV2wikigate.

Stefan Bøgh-Andersen, que gerencia a busca RSS dinamarquês Overskrift.dk [da] mantém uma minuciosa linha do tempo [da] em seu blog sobre a mídia dinamarquesa, as reações dos blogs e do Twitter ao escândalo durante o mês de maio. Esta publicação está baseada em seus links.

Anders Breinholt e Cecilie Frøkjær

Anders Breinholt e Cecilie Frøkjær

Você pode conferir um vídeo arquivado do programa [da] (13 de maio) no site da TV2. Os apresentadores do programa Go’ Morgen Danmark da TV2, Cecilie Frøkjær e Anders Breinholt mostram erros supostamente risórios nos verbetes da Wikipédia dinamarqueses que falam deles próprios e encorajam os telespectadores a não confiar no que lêem na internet.

Já que a “história” de todas as páginas da Wikipédia mostra quais usuários realizaram mudanças (e quais mudanças), rapidamente foi descoberto por um usuário da Wikipédia que o endereço IP da pessoa que criou o erro na data de nascimento de Frøkjær, no dia 12 de maio, coincidia com aquele da produção do programa matutino.

Fortuitamente, a página história também mostra que o erro foi corrigido apenas quatro minutos mais tarde por outro usuário da Wikipédia.

Blogosfera dinamarquesa devolve o golpe

Em Bootstrapping.net [en], Thomas Madsen-Mygdal escreveu:

Yesterday the main morning news show ran a story about how anyone can edit wikipedia. They make fun of a world where everyone can participate and spread fear about how dangerous it can be.

To prove the point they humorously tried to show that they had edited the hosts’ own wikipedia entries with some prank statements. Like small bullies in kindergarten doing it on national television – f*** with our collective creation Wikipedia. Arrogance is a small word for it.

Ontem, o principal noticiário da manhã exibiu uma história sobre como qualquer pessoa pode editar a Wikipédia. Eles podem tirar sarro de um mundo onde qualquer um pode participar e [também podem] espalhar o medo sobre quão perigoso isso pode ser.

Para provar esse argumento, eles comicamente tentaram demonstrá-lo editando os próprios verbetes dos apresentadores com alguns depoimentos vandalizados. Como crianças implicantes do jardim de infância, mas pregando peças em rede nacional – que se f*** nossa criação coletiva, a Wikipédia. Arrogância é uma palavra pequena para isso.

Em Blog.Flugge.Net [da], Matthias Flügge Hansen ampliou a imagem da tela da Wikipédia mostrada na televisão para provar que não era o site real ao vivo, mas provavelmente uma imagem manipulada.

Claus Dahl, do Notes from Classy's Kitchen, disse que a mídia deve estar inventando essas histórias para fazer com que ela própria pareça melhor. Ele escreveu [da]: “A legenda é, claro, ‘ quem possivelmente poderia acreditar em histórias que não são produzidas por jornalistas?”

Mentiras da mídia ou sátira?

Blogueiros ficaram ainda mais enfurecidos [da] quando um editor da TV2, Jes Schrøder, defendeu a história fabricada em uma entrevista para Journalisten.dk [da], a publicação da classe da União Dinamarquesa dos Jornalistas, no dia 15 de maio.

Schrøder disse que os apresentadores estavam apenas tentando mostrar exemplos engraçados do que alguém poderia ter escrito se quisesse manipular o texto na Wikipédia. Quando foi pressionado para descobrir se aquilo foi uma desculpa para mentir na televisão, ele insistiu que foi uma tentativa de se fazer uma “sátira”.

Aqui está a desculpa que eventualmente foi passada pela TV2 no dia 18 de maio. “Nos desculpamos por imprecisões”, diz Frøkjær.

As consequências

A empresa dinamarquesa de mídia social, Socialsquare, (co-fundada por Madsen-Mygdal) organizou uma reunião no dia 19 de maio para que organizações discutam como participar produtivamente com as comunidades online. Andreas Lloyd ofereceu algumas dicas práticas [en], incluindo “Entenda os fatos direito” e “Demonstre respeito pela cultura que você não entende”.

Em Mediebloggen, Lars K Jensen escreveu uma análise [da] no dia 24 de maio sobre o quê o escândalo demonstrou sobre a blogosfera dinamarquesa.

Por um lado, disse Jensen, blogueiros descobriram a história e foram capazes de atrair a atenção da mídia. Pelo outro lado, eles não mostraram a habilidade necessária para levar as questões mais adiante por conta própria. Ao invés disso, eles meramente colocaram suas opiniões na câmara de eco:

Hvem førte så historien videre? Jo, det gjorde et af de “gamle medier”: Journalisten.

Hvad var fremgangsmåden? Hvordan fik man historien videre? Jo, man greb knoglen og ringede til TV 2-redaktør Jes Schrøder. Uden at kunne sige det med 100 procent sikkerhed, så tror jeg ikke, at nogen af dem, der omtalte sagen på blogs og/eller Twitter overhovedet har forsøgt at kontakte TV 2.

Então quem continuou com a história? Bem, alguém da ‘velha mídia': Journalisten.

Como o fizeram? Como levaram a cabo a história? Bem, eles escolheram a corneta e chamaram o editor da TV2, Jes Schrøder. Não posso afirmar com 100% de certeza, mas não acho que qualquer pessoa que discutisse o assunto em blogs e/ou no Twitter faria contato com TV2.

Det er muligt, at det er sådan blogs “skal” være, men det flytter ikke historierne nogen vegne.

Er det en konsolidering i mediebilledet, vi ser nu? At sociale medier og græsrødder finder historierne, mens medierne kører den sikkert hjem og bringer os og selve historien videre. Jeg tror det, og det er ikke nødvendigvis noget dårligt. Selve blog-mediet er rettet mod, at folk kan lufte deres egne holdninger, synspunkter og erfaringer.

Talvez seja assim como os blogs “deveriam” ser, mas não leva as histórias a lugar algum.

O que estamos presenciando é a consolidação da mídia? Que a mídia social e a local encontram as histórias, enquanto a mídia a conduz para casa e nos leva junto com a história mais adiante? Eu acho que sim, e não é necessariamente uma coisa ruim. O meio dos blogs é destinado para deixar as pessoas expressarem suas próprias opiniões, pontos de vista e experiências.

3 comentários

  • Solana

    Dois artigos mios no GV em Portugues em uma semana! Obrigado

  • muiiitoo massaa o texto gosteii muitoo comtinuii assiim..-‘
    :D

  • Olá,
    situação muito interessante e relevadora, valeu pela tradução.
    O link sobre a expressão “vídeo arquivado do programa” está quebrado, suponho que a própria emissora tenha tirado do ar.
    Mesmo sem entender nada da língua, fiquei curioso para ver o vídeo…
    abs

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.