Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Fiji: Polícia detém e apreende laptops de três blogueiros suspeitos de ligação com blog anti-governo

A polícia de Fiji deteve [en] três blogueiros, e apreendeu seus laptops, supostamente por conta da possível conexão dos três a um popular blogue anti-governo.

Os advogados Richard Naidu, Jon Apted e Tevita Fa foram presos na terça-feira, dia 19, e depois de passar algumas horas na prisão, foram libertados.

A polícia admite [en] a prisão dos três, mas não apresentou os motivos para as mesmas. Uma investigação está em andamento. Contudo, Dorsami Naidu, presidente da Fiji Law Society afirmou que os três homens foram detidos sob alegação [en] de conexões com o Raw Fiji News [“Notícias Cruas de Fiji”, em inglês], um blogue anônimo que é altamente crítico ao regime do líder militar Frank Bainimarama [en].

O Impunity Watch [“Observatório da Impunidade”, em inglês] relatou [en] que os três advogados estão certos de que a polícia não irá encontrar nenhuma evidência de suas alegações; além disso, eles suspeitam de que na verdade as autoridades procuravam por uma desculpa para analisar seus computadores e ter acesso a informações confidenciais de clientes. Naidu e Apted são parceiros em uma das mais importantes firmas de advocacia do país, e já representaram o Fiji Times [en] diversas vezes nos tribunais. Tevita Fa é também conselheiro legal de Laisenia Qarase [en], ex-Primeiro Ministro do país afastado no golpe de dezembro de 2006, que levou o líder militar Frank Bainimarama ao poder.

Durante a semana passada, o Real Fiji News [“Notícias Reais de Fiji”, em inglês], um blog pró-governo, começou a publicar nomes de possíveis colaboradores do blogue Raw Fiji News, entre eles Naidu, Fa e Apted. Também na lista do Real Fiji News estão os nomes do vice-presidente Ratu Joni Madraiwiwi [en] e de Netani Rika, editor do Fiji Times. A única prova oferecida pelo blogue é que os nomes Ratu (uma palavra fijiana que significa “chefe”), Joni, Fa e Naidu perfazem o acrônimo do Raw Fiji News.

Enquanto os três estavam detidos, o Raw Fiji News continuou sendo publicado [en].

Os blogues tem tido um papel importante no novo cenário midiático de Fiji desde o dia 10 de abril, quando o presidente revogou a constituição e apontou o comandante militar Frank Bainimarama para governar o país com um mandato de cinco anos [en]. Pouco depois disso, o governo decretou uma série de leis emergenciais regulando a imprensa [en] (entre outras coisas). As leis, que foram extendidas por mais 30 dias no dia 10 de maio, proíbem a imprensa de publicar histórias que possam “fomentar a desordem”. O governo aplica estas diretrizes colocando censores nas redações dos jornais. Os cibercafés também são forçados a fechar às 6 horas da tarde.

Desde o dia 10 de abril, cinco jornalistas locais foram detidos pela polícia por quebrar estas regras de censura. Além disso, três jornalistas estrangeiros foram convidados a se retirar do país por escreverem reportagens que foram consideradas críticas ao regime.

Com a restrição da imprensa, é difícil ter acesso às notícias domésticas de Fiji. Por vezes, é a imprensa da Austrália ou da Nova Zelândia que relata as informações que são censuradas em Fiji.

Veja a cobertura especial do Global Voices para a Crise Constitucional em Fiji [en].

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.